Ford cria programa para receber as novas motoristas na Arábia Saudita

Este domingo, 24 de junho, é uma data histórica para as mulheres na Arábia Saudita. É quando deixa de vigorar a lei que as proibia de dirigir automóveis. A Ford foi uma das organizações que apoiaram esse movimento e, além de criar um programa de treinamento na sua rede de concessionárias para atender as novas consumidoras, também está incentivando mulheres jornalistas a conhecer e se integrar ao setor automobilístico (veja aqui a campanha comemorativa da conquista).

Na Arábia Saudita, a Ford é representada exclusivamente pela Al Jazirah Vehicles Agencies, que está presente em todo o país, incluindo dois dos maiores showrooms da marca no mundo. Uma revenda na capital, Riad, foi especialmente preparada para atender as mulheres, com instalações renovadas, consultoras de vendas treinadas, programa de test drive e serviço de retirada e entrega do veículo em casa. Outros serviços de assistência serão oferecidos em breve para aumentar a comodidade das clientes.

“A Ford está comprometida em oferecer os produtos, serviços e experiência de propriedade que nossas clientes na Arábia Saudita esperam”, diz Crystal Worthem, diretor de Marketing da Ford Oriente Médio e África. “Desde o anúncio do decreto real autorizando as mulheres a dirigir, temos trabalhado com nossa rede para dar boas-vindas a elas. É um processo contínuo e queremos evoluir junto com as necessidades das consumidoras.”

 

Mulheres jornalistas

A Arábia Saudita era o último país do mundo a proibir as mulheres de dirigir e o fim dessa restrição abre também um novo campo para elas na imprensa automobilística. Ciente disso, a Ford Oriente Médio e África convidou duas jornalistas sauditas para um programa especial. Durante dois dias, Layan Damanhouri, do diário Saudi Gazette, e Nawal Turki AlJabr, editora da Seção Feminina do diário Al Riyadh e apresentadora de rádio, conheceram o trabalho dos times de desenvolvimento do produto, engenharia e comunicação da empresa.

Jornalistas Nawal AlJabr e Layan Damanhouri (Foto: divulgação Ford)

“Este é um momento histórico e uma oportunidade única de encorajar as mulheres a optar por uma nova carreira”, diz Sue Nigoghossian, gerente-geral de Comunicação da Ford Oriente Médio e África. “A excelência da imprensa automobilística é feita de opiniões independentes de jornalistas bem informados e estamos entusiasmados em ajudar essas profissionais a encontrar seu espaço e compartilhar sua visão sobre a indústria automobilística.”

As duas jornalistas conheceram os principais aspectos que devem ser observados ao avaliar e testar um veículo e como tornar as matérias e fotografias dos carros mais atraentes. “Foi uma excelente iniciativa que deu uma visão do jornalismo e da comunicação dentro da indústria automobilística”, comenta Layan Damanhouri. “Foi um bom começo para satisfazer minha curiosidade e me inspirou a pesquisar mais em revistas, Instagram e programas de TV da área.”

JJ

(7.457 visualizações, 1 hoje)