VOLVO XC40, REALMENTE ESPORTIVO E UTILITÁRIO

Ao contrário dos políticos, o novo Volvo XC40 cumpre o que promete: é esportivo e utilitário, justificando as duas primeiras letrinhas da sigla da moda SUV. Esportivo, faz o 0 a 100 em rápidos 6,4 segundos e chega aos 230 km/h. E tem espaço interno para justificar o “utilitário”, inclusive um bom porta-malas com capacidade para 460 litros. Além disso, o XC40 tem tração nas quatro rodas.

PNEU: 50 TONS DE PRETO

“Este carro tem uma ótima suspensão, reage rápido, bom de curva...”. Perá, peraí.. Você pode estar elogiando os componentes errados. Hoje boa parte das qualidades dinâmicas de direção e estabilidade devem mais créditos aos pneus do que se pensa. Vai ver, a suspensão “milagrosa” é a popular “McPherson na frente e braços arrastados atrás”, apenas bem calibradinha de fábrica. E é bom saber, suspensão bem calibrada para determinado tipo de pneu.

A FÚRIA DO PADEIRO

Olhei pela janela e vi algo que viralizou, pelo menos em São Paulo. Um padeiro ambulante, que leva um enorme cesto de pães em uma moto. A padaria delivery também voltou a se popularizar com bicicletas, depois de décadas de desaparecimento.

CARROS COM MAIS DE 100 MIL QUILÔMETROS, NO USO

Difícil decidir se o exemplo de manutenção de um carrinho bastante rodado é muito bom ou uma porcaria. A viatura em questão é meu Daihatsu Charade Sedan 1.5, 1995, que entrou por acaso na minha vida. Chegou de troco na venda de uma VW Paratí, uns oito anos atrás. Veio com uns “70.000 km”, o que era mentira, já que havia uma etiqueta de óleo indicando 115 mil km como próxima troca. Ou seja, algum incompetente voltou o velocímetro uns 40 mil km e esqueceu a etiqueta na porta.

HONDA WR-V EXL, NO USO

Parece simples definir o novo da Honda, o WR-V: seria um Fit com aparência de SUV, lembrando visualmente seu irmão maior, o HR-V. Mas, nada é tão simples, já que o consumidor parece ver o WR-V e o Fit como produtos diferentes.