Roberto Agresti recomenda:

Nos Testes de 30 dias o hodômetro é meu inimigo quando os números não crescem, os quilômetros percorridos são poucos e, bestamente, acho que isso é um desperdício de oportunidade. Imagino que se rodasse mais, saberia mais, e escreveria algo melhor para vocês.

Aí entra em cena o relógio, esse meu amigo, que me conforta indicando que rodar 250 km até pode parecer pouco, mas que ficar quase 16 horas dentro de um carro em (lento) movimento, não é. Você vai demorar, sim e não, dez minutinhos para ler este texto sobre o Toyota Yaris, mas absorverá (espero) 960 minutos – 16 horas! – de conhecimento.

Pronto, me consolei com a mixaria de 250 quilômetros que rodei esta semana (culpa de viagem de trabalho, de avião, sorry) mas, circulando por São Paulo durante os três dias que me sobraram (à estonteante média de 15,6 km/h) tive tempo de prestar bastante atenção no Yaris nesse eternamente travado no trânsito paulistano.

Confortável ele é, e muito. Direção desmultiplicada um pouco demais, raio de giro pequeno, comandos macios, respostas adequadas ao acelerador e freio, aceleração zero-15 km/h (!!!) perfeita, câmbio suave (praticamente ausente). E silencioso! Parece pensado para congestionamentos, lembrando que em termos de insonorização  — há uma bela manta na face inferior do capô — o Yaris certamente bate seus rivais.

Recebendo atenção num posto

Nas pirambeiras da área onde circulo o assistente de partida em subida é um maná dos céus mesmo eu sendo adepto do uso do pé esquerdo no freio. Outra bênção é o controle de tração, especialmente porque rodei bastante em dias chuvosos e assim pude conferir que dentro de um Yaris como o de nosso teste, ninguém vai fazer feio em um ladeirão ensaboado.

Neste contexto de uso úmido, os pneus Bridgestone Ecopia 150 deram uma ligeira marcha a ré no meu conceito. Havia gostado deles na estrada, piso seco, mesmo sem abusar (muito). São razoavelmente silenciosos e precisos na trajetória em curvas longas, aquelas em que normalmente não é preciso mover o volante, (e nas quais movendo percebe-se a precisão de resposta). Porém, no molhado e na cidade de piso variadíssimo eles não são tão bons quanto imaginei. Por conta do desenho todo cheio de  recortes, esperava mais aderência em pista úmida. Não são ruins, mas nem bons quanto o são no seco. Ah, e é macio: durante esse 1.248 km rodados até agora verifiquei a pressão mais do que o usual, induzido a isso pela citada maciez.

E assim, de congestionamento em congestionamento, e já tendo citado o que gostei, comecei a reparar melhor na cabine do Yaris, olhos à caça de problemas, olhos de quem gastou 80 mil reais. Aí comecei a me irritar: por qual razão aquela forração no teto não é absolutamente linda? Deveria ser, não? Lisinha, e não com aparência de cotovelo de manga de malha velha esfregada demais na vida. E o revestimento do volante? Compreendo plástico imitar couro mas… e couro imitando plástico, inclusive e principalmente no tato? Bizarro.  E que dizer do carpete, ou das laterais dos assentos do banco dianteiro, cuja aparência é econômica demais para um  — suposto — topo de linha?

Esteticamente o interior é correto, nem belo, nem feio. Anônimo. Me perturba um pouco a modinha preto piano, que faz com que a poeira seja imediatamente percebida a metros da mais meticulosa limpeza do interior.

Ponto positivo no dia a dia urbano? Os retrovisores externos rebatíveis por meio de uma teclinha de fácil acesso, junto do comando elétrico da regulagem dos mesmos. Boa também é a visibilidade assim como prático demais no entra e sai do uso citadino a chave presencial, que permite acessar o interior do Yaris apenas tocando o botãozinho minúsculo na maçaneta da porta da motorista — e só ela. Nas restantes, nada acontece.

Irritante, e muito, é a impossibilidade da abrir o porta-malas com o carro ligado: sob uma chuvinha chata levei um amigo até uma estação do metrô, que tinha uma mala no compartimento e… foi obrigatório desligar o carro para que a tampa destravasse. Puxa, Toyota, pelo menos colocando o câmbio em Parking a trava deveria ser liberada, não?

Pneus não foram tão bem em pista úmida e molhada

Encerro  saldo das minhas 16 horas a bordo falando do consumo, que com álcool no tanque ofereceu a nada elogiável marca de 5,5 km/l. Devo, como sempre faço, alertar que rodo na São Paulo “alpina”, a Zona Oeste, o que certamente não ajuda nada mas… esperava melhor, mesmo por que rodei a maior parte do tempo sem usar o ar-condicionado e com pé leve, de olho na luzinha ECO que só fica acesa se a tocada é amiga do bolso.

Para a semana derradeira virá o de sempre, a visita ao master das suspensões, freios e e tudo mais, Alberto Trivellato, que enfiará seu nariz de connoisseur nas entranhas do Toyota Yaris. O que ele dirá?

RA

Leia os relatórios anteriores: 1ª semana  2ª semana

 

Toyota Yaris 1,5 XLS sedã

Dias: 21
Quilometragem total: 1.248 km
Distância na cidade: 638 km (39%)
Distância na estrada: 610 km (61%)
Consumo médio: 7,5 km/l (66% álcool/34% gasolina)
Melhor média (gasolina): 23,2 km/l (rodovia)/10,0 km/l (cidade)
Melhor média (álcool): 13,4 km/l (rodovia)/8,5 km/l (cidade)
Pior média (gasolina): 7,1 km/l (cidade)
Pior média (álcool): 5,3 km/l (cidade)
Velocidade média: 24 km/h
Tempo ao volante: 51h17min

 

FICHA TÉCNICA YARIS SEDÃ XLS
MOTORIZAÇÃO
Motor 1,5L Dual VVT-I
Designação do motor 2NR-FBE
Tipo 4 cilindros em linha, duplo comando de válvulas no cabeçote com variador de fase em ambos, corrente, 4 válvulas por cilindro, atuação indireta por alavancas-dedo roletadas com fulcrum hidráulico para compensação da folga de válvulas, bloco e cabeçote de alumínio; instalação transversal, flex
Diâmetro e curso (mm) 72,5 x 90,6
Cilindrada (cm³) 1.496
Taxa de compressão (:1) 13 +/- 0,3
Potência (cv/rpm, G/A) 105/110/5.600
Torque (m·kgf/rpm, G/A) 14,3/14,9/4.000
Rotação de corte (rpm) 5.800
Formação de mistura Injeção no duto
TRANSMISSÃO
Tipo Transeixo automático CVT Multidrive de 7 marchas virtuais + ré, tração dianteira
Ligação motor-câmbio conversor de torque
Relações das marchas (:1) 2,386 a 0,426
Espectro (:1) 5,600
Relação de diferencial (:1) 5,833
SUSPENSÃO
Dianteira Independente McPherson, mola helicoidal, braço triangular, amortecedor pressurizado e barra estabilizadora
Traseira Eixo de torção, mola helicoidal, amortecedor pressurizado e barra estabilizadora integrada ao eixo
DIREÇÃO
Tipo Pinhão e cremalheira, eletroassistida indexada à velocidade
Relação de direção (:1) 18,6
Número de voltas entre batentes 3,8
Diâmetro mínimo de giro (m) 9,8
FREIOS
Dianteiros (Ø mm) Disco ventilado/n.d.
Traseiros (Ø mm) Tambor/n.d
Circuito hidráulico/assistência Duplo em diagonal/a vácuo
Controle ABS (obrigatório), EBD e assistência à frenagem
RODAS E PNEUS
Rodas Liga de alumínio, 5J x 15 (estepe: aço)
Pneus 185/60R15H (estepe temporário 175/65R14T, 80 km/h))
CONSTRUÇÃO Monobloco em aço, sedã, 4 portas, 5 lugares, subchassi dianteiro
DIMENSÕES (mm)
Comprimento 4.425
Largura sem espelhos 1.730
Altura 1.490
Distância entre eixos 2.550
Bitola dianteira/traseira 1.470/1.460
Distância mínima do solo 150
PESOS E CAPACIDADES
Peso em ordem de marcha (kg) 1150
Peso bruto total (kg) 1550
Carga útil (kg) 400
Capacidade máxima de tração (kg) 1.550
Porta-malas (L) 473
Tanque de combustível (L) 45
CONSUMO DE COMBUSTÍVEL INMETRO/PBVE
Cidade (km/l, G/A) 12/8,3
Estrada (km/l, G/A) 14,6/10,1
CÁLCULOS DE CÂMBIO
v/1000 em 7ª/CVT 44,5
rpm a 120 km/h em 7ª/CVT (km/h) 2.700

 

EQUIPAMENTOS YARIS 1,5 SEDÃ XLS
ESTILO
Acabamento externo preto na coluna central
Controle de áudio e computador de bordo no volante
Descansa-braços dianteiros
Difusores de ar com acabamento na cor prata
Espelhos externos de acionamento elétrico na cor do veículo e repetidoras de setas integradas
Grade inferior tipo reta
Maçanetas externas cromadas
Maçanetas internas cromadas
Para-choques na cor do veículo
CONFORTO E COMODIDADE
Abertura elétrica do porta-malas
Abertura interna do tanque combustível
Acelerador elétrico com comando eletrônico
Ajuste de altura do banco do motorista
Ajuste de altura do volante de direção
Ajuste elétrico de altura do facho faróis
Ar-condicionado automático com filtro antipólen e ar quente
Bancos parcialmente em couro
Chave presencial (Smart key)
Computador de bordo com visão multifunção (tela 4,2″ TFT de alta resolução com 16 funções: hodômetro total e parcial, autonomia, velocidade média, relógio, termômetro ar externo, marcha em uso, nível de combustível, velocímetro digital, Eco/Walllet e luz de condução econômica e ranking de eficiência com histórico de consumo)
Condução ECO indicada no quadro de instrumentos
Console central com dois porta-copos iluminados
Controle de velocidade de cruzeiro
Descansa-braço traseiro com porta-copos
Direção eletroassistida indexada à velocidade
Encosto do banco traseiro dividido 60:40
Espelho interno eletrocrômico
Faróis com acendimento automático e luz de acompanhamento
Faróis halógenos projetores com máscara negra e linha guia em LED
Lanternas traseira em LED
Luzes de leitura dianteiras
Painel de instrumentos com tecnologia Optitron
Para-sóis com iluminação
Partida por botão
Porta-garrafas nas quatro portas
Porta-moedas localizadas no painel
Porta-objetos com tampa no console central
Porta-revistas no dorso dos bancos dianteiros
Sensor de chuva
Smart entry, destravamento de porta sem chave
Teto solar elétrico
Tomada 12 V no console central
Vidros elétricos um-toque subida/descida com antiesmagamento
SEGURANÇA
Alarme perimétrico e volumétrico
Apoios de cabeça (5) com regulagem de altura
Assistente de partida em aclive
Aviso de cintos dianteiros não atados
Aviso sonoro de faróis ligados (carro estacionado, porta-malas aberto com carro em movimento
Bolsa inflável de joelhos para o motorista
Bolsas infláveis de cortina
Bolsas infláveis frontais (obrigatórias)
Bolsas infláveis laterais
Câmera de ré
Cintos dianteiros com ajuste de altura, pré-tensionador e limitador de força
Cintos de três pontos (5)
Controle de estabilidade e tração
Desembaçador do vidro traseiro
Engates Isofix para dois bancos infantis com fixação superior
Faróis e luz traseira de neblina
Imobilizador de motor
Jogo de tapetes dianteiros em carpete
Limpador de para-brisa intermitente
Travamento automático de portas a 20 km/h
ÁUDIO
Antena-short pole
Quatro alto-falantes e dois tweeters
Sistema de áudio central multimídia com tecnologia Harman, tela tátil de 7″, AM/FM, MP3, tomada USB no console central, Bluetooth e conexão para smartphones e tablets através de espelhamento SDL
(4.868 visualizações, 1 hoje)