Notícia Ford

Ayrton Senna conquistou a admiração dos brasileiros e fãs de todo o mundo não só pela carreira impressionante de vitórias, como também pela determinação e caráter. Depois de fazer sucesso no kart, ele revelou seu talento na Fórmula Ford, tradicional categoria formadora de pilotos, de onde seguiu para a Fórmula 3 e a Fórmula 1. Relembrar essa história é uma forma de homenagear o ídolo que permanece como um dos maiores do esporte.

Ayrton Senna entrou na Fórmula Ford 1600 inglesa em 1981, aos 21 anos. Sua corrida de estreia foi em Brands Hatch, em 1° de março de 1981, onde duas semanas depois conquistou a primeira vitória. A coroa de louros dessa prova foi guardada como relíquia na sede da equipe Van Diemen, em Snetterton, pelo chefe Ralph Firman.

O balanço da primeira temporada deixou claro o brilhantismo de “Da Silva”, como ainda era chamado na época pelos jornalistas europeus, o que deu origem ao trocadilho “Silvastone” nas suas grandes conquistas em Silverstone. Com 12 vitórias nas 20 provas disputadas, conquistou com antecedência os títulos Townsend Thoresen e RAC British. Para dar espaço à habilidade dos pilotos, todos corriam em monopostos similares, com motor Ford “Kent” 1,6-l de cerca de 125 cv e sem anexos aerodinâmicos.

No ano seguinte Ayrton subiu de categoria, disputando os campeonatos britânico e europeu da Fórmula Ford 2000. Com carros mais rápidos, equipados com motor 2-L, asas dianteira e traseira e pneus slick, ele começou fazendo “barba, cabelo e bigode” nas primeiras seis corridas do ano — pole position, vitória de ponta a ponta e volta mais rápida.

Além de vencer os títulos inglês e europeu da Fórmula Ford 2000, Ayrton terminou a temporada quebrando todos os recordes: 22 vitórias (9 delas consecutivas), 18 poles, 22 voltas mais rápidas e 516 pontos conquistados em apenas 28 provas.

Outro feito do piloto brasileiro foi ter vencido corridas em dias seguidos e em pistas diferentes. Depois de triunfar no autódromo de Oulton Park no sábado, 27 de março de 1982, no norte da Inglaterra, viajou 212 quilômetros para correr em Silverstone, no centro do país, onde venceu outra vez no domingo. Ele foi o último brasileiro campeão da Fórmula Ford, depois de Nelson Piquet e do grande pioneiro, Emerson Fittipaldi.

Ainda em 1982, Senna venceu no final do ano uma prova extracampeonato de Fórmula 3 inglesa, mostrando suas credenciais na categoria para a qual mudou no ano seguinte e também venceu. Em 1984, iniciou a carreira vitoriosa de dez anos na Fórmula 1 começando com o Toleman Hart TG184 turbo que todos lembram com emoção, com 41 vitórias e três títulos mundiais.

 

A categoria no Brasil

A Fórmula Ford também foi realizada no Brasil de 1971 a 1996, com regulamento baseado no campeonato inglês. Além de corridas em Interlagos, São Paulo, e autódromos de Curitiba, Rio de Janeiro e Fortaleza, nos anos 1980 e 1990 a categoria reviveu uma tradição do esporte no país: corridas em circuitos de rua, em cidades sem circuitos permanentes.

Nesses 25 anos, a Fórmula Ford brasileira também foi o início de carreira dos pilotos Alex Dias Ribeiro, Luciano Burti, Gil de Ferran, Christian Fittipaldi e Rubens Barrichello, que depois chegaram à Fórmula 1.

AE

(857 visualizações, 1 hoje)