Não poderia haver notícia mais auspiciosa: a Pirelli, em nota à imprensa divulgada nesta sexta-feira (31/8), anunciou a importação da sua linha Collezione, destinada a modelos de automóveis clássicos.

A nova família é formada por pneus que respeitam as características originais dos veículos, obedecendo aos atuais padrões de sustentabilidade e segurança com o melhor desempenho, diz a nota.

Durante o processo de desenvolvimento da linha Collezione os engenheiros da Pirelli utilizaram como base os mesmos parâmetros criados pelos projetistas da época, para assegurar a configuração original de cada carro. Os desenhos das bandas de rodagem são os mesmos dos produtos originais, mas com tecnologias e compostos de última geração, proporcionando o máximo em segurança e desempenho.

“A Collezione é uma linha dedicada de pneus para carros de alto valor, fabricados há mais de 20 anos. É um produto de nicho, voltado para um público extremamente exigente. Utilizamos toda nossa expertise no automobilismo e no segmento High Value para desenvolver produtos que mantenham as características originais do veículo, entregando o mesmo desempenho e segurança dos nossos pneus mais modernos”, afirma Fabio Magliano, gerente de Produtos Car e Motorsport da Pirelli para a América Latina.

Os pneus da linha Collezione trazem tanto na banda de rodagem quanto nos flancos descrições com o mesmo desenho da época em que foram lançados, mas com tecnologia de ponta do século 21. Os compostos utilizados na banda de rodagem são de última geração, otimizando a interação entre pneu e o solo, permitindo que as características originais sejam mantidas, porém adaptadas aos mais recentes padrões ambientais. A estrutura de Nylon Zero Grau em espiral aplicado com um único cabo é a mesma aplicada nos pneus Ultra High Performance da marca. A carcaça com construção dupla e utilização de nylon de alta desempenho deriva diretamente das mais recentes inovações da Pirelli no automobilismo, inclusive a F-1, para a qual é fornecedora exclusiva desde  2011.

A linha Collezione é formada pelos modelos Cinturato CA67 (renomeado, era CF67), Cinturato CN72, Cinturato CN36, Cinturato CN12 e Cinturato P5. Patenteado em 1951, o Cinturato CA67/CF67 é um dos produtos mais icônicos da Pirelli. Foi o primeiro pneu radial têxtil cujo código de velocidade foi SR, ou seja, até 180 km/h. O Cinturato CN36 também marcou história. No final dos anos 60, se iniciou uma nova era tecnológica com o uso de cintas de aço em pneus de alto desempenho das séries HR e VR, para velocidades de até 210 km/h e 240 km/h, respectivamente. Esse foi o primeiro pneu radial de aço da Pirelli em linha de produção e marcou o retorno da marca para as competições automobilísticas, registrando inúmeras vitórias.

Os pneus da linha Collezione, produzidos pela Pirelli na Turquia, são vendidos no Brasil pela firma Batistinha Garage, de São Paulo, SP, em regime de encomenda, com entrega certa entre 21 e 30 dias. Os preços estarão formados em alguns dias. Para mais informações, falar com o Sr. Allan Deny, telefone (11) 3392-2235.

 

Fusca e DKW-Vemag finalmente atendidos

O leitor ou leitora do AE sabe da minha insistência com os fabricantes de pneus — além da Pirelli, a Goodyear, a Michelin e a Bridgestone — para que oferecessem o pneu radial 155SR15, amplamente utilizado nas décadas de 1960 e 1970 por proprietários que buscavam mais estabilidade e substituíam os diagonais 5.60-15 pelos radiais Pirelli CF67 155SR15 até nos carros zero-km. A medida 155SR15 vinha recomendada na página 14 manual do proprietário (mostrado o manual de 1984 a 1986).

Para quem quisesse trocar os pneus diagonais do Fusca por radiais, a medida era indicada no manual do proprietário (Colaborou: Alexander Gromow)

Quando eu era editor técnico e de testes da revista Autoesporte nos anos 1990, ao retirarmos o novo Fusca “Itamar” para teste, estranhei que os pneus fossem radiais 165/80R15, medida inadequada em diâmetro para o Fusca, grandes demais, que “desarrumam” o carro todo, inclusive deixando a transmissão longa demais. Perguntada, a VW respondeu que haviam planejado a medida que sempre foi, a 155SR15 (155/80R15S na notação atual), mas ela não existia mais.

Para piorar a situação dos proprietários de Fusca, especialmente os “Itamar’, o único 165/80R15S disponível, o Goodyear–Kelly Metric XTRA, não é mais produzido.

A medida 155SR15 (ou 155/80R15) é a medida correta do Fusca (exceto os de aro 14-polegadas, obviamente), como também mostram as fotos acima, feitas numa visita minha em 2011 ao Museu VW, em Wolfsburg. É também a medida de pneus radial de todos os DKW-Vemag exceto o utilitário Candango.

Como ainda há dois milhões de Fuscas e 10 mil DKW-Vemag em circulação, tenho certeza de que a Pirelli vai precisar importar muitos Collezione. Só fica a torcida para que os preços sejam razoáveis.

BS

(13.765 visualizações, 1 hoje)


Sobre o Autor

Bob Sharp
Editor-Chefe

Um dos ícones do jornalismo especializado em veículos. Seu conhecimento sobre o mundo do automóvel é ímpar. História, técnica, fabricação, mercado, esporte; seja qual for o aspecto, sempre é proveitoso ler o que o Bob tem a dizer. Faz avaliações precisas e esclarecedoras de lançamentos, conta interessantes histórias vividas por ele, muitas delas nas pistas, já que foi um bem sucedido piloto profissional por 25 anos, e aborda questões quotidianas sobre o cidadão motorizado. É o editor-chefe e revisor das postagens de todos os editores.

Publicações Relacionadas