A reentrada do Tiggo no Brasil em abril último, agora Tiggo 2, e pelas mãos da nova empresa Caoa Chery, foi devidamente registrada pelo editor Josias Silveira nesta matéria. Muito apropriadamente ele deu como título O resgate de uma marca, em que depois de um mau começo aqui a marca chinesa nunca “pegou”, mas agora encontrou um grupo certo para dividir objetivos e responsabilidades, o Grupo Caoa.

O Tiggo 2 automático reúne tudo o que foi dito sobre a versão manual, com a diferença do tipo de câmbio, agora um Aisin epicíclico de quatro marchas, nas mesmas duas versões de antes, a look e a ACT.

Agora são duas versões de câmbio manual, a Look por R$ 59.990 e a ACT, por R$ 64.990, e duas de câmbio automático, Look (R$ 66.900) e ACT (R$ 69.990). Às cores metálicas prata, azul e marrom custam R$ 1.080 mais; sólidas branco e preto não têm acréscimo, e para a versão ACT nas cores prata, branco e azul é possível vir com o teto preto (preço não informado).

A apresentação do Tiggo 2 automático foi singela sobretudo rápida, até no percurso urbano de teste de menos de 10 quilômetros na Zona Sul  de São Paulo, mas que deu para notar alguns pontos. O câmbio funciona bem, é suave, e não parece atrapalhar o motor por ser de quatro marchas. Pelo menos na cidade não se sente falta de potência, ajudado pelo peso em ordem de marcha de 1.250 kg (10 kg mais que o manual), o que resulta em 11,3/10,9 kg/cv, que se não é uma relação peso-potência vantajosa, pelo menos mostra ser capaz de agradar quem dirige suve como suve.

Câmbio automático é simples, apenas seleciona-se as posições, como para obter freio-motor numa descida de serra

Não foram fornecidos dados de desempenho (por que será que fabricantes insistem nisso, Honda e Toyota inclusive? Essa é uma das que morro sem entender), mas tomando por base o manual, com 0 a 100 km/h em 13 s e velocidade máxima de 175 km/h, pode-se imaginar, com as perdas dos câmbios automáticos epicíclicos, 14 segundos baixos e 170 km/h, com álcool, o que não de todo mau para quem que entrar no mundo encantado dos suves gastando relativamente pouco.

As diferenças entre o Look e o ACT são pequenas, como pode ser visto na lista de equipamentos ao final.

Bancos são muito bons

Dirigindo-o notei um monobloco bastante rígido e um acerto de suspensão dos melhores, conciliando comportamento dinâmico e conforto de marcha. A distância mínima do solo de 186 mm permite “voar” por cima de lombadas sem receio, bem como valetas não intimidam (uma vantagem incontestável dos suves).

Pelos números oficiais, o Tiggo automático está longe de ser um expoente em consumo, mas também não fará do seu dono ou dona um(a) pobre:  10/6,9 km/l na cidade e 11,9/8,2 km/l na estrada — mesmo que a 120 km/h o motor fique a 2.950 rpm na marcha-topo.

Fica a curiosidade de observar este Tiggo no nosso uso. O gerente de marketing Henrique Sampaio, amigo e ex-VW no mesmo cargo, disse-me que não demorará. É só os carros chegarem do road tour pelo país.

BS

 

FICHA TÉCNICA CHERY TIGGO 2 AUTOMÁTICO
MOTOR
Tipo 4-cilindros, bloco de ferro fundido, cabeçote de alumínio, duplo comando de válvulas com variador de fase na admissão, 4 válvulas por cilindro, flex
Posição Transversal, dianteiro
Diâmetro x curso (mm) 77,4 x 79,52
Cilindrada (cm³) 1.496
Taxa de compressão (:1) 10,5
Potência (cv/rpm, G/A) 110/115/6.000
Torque (m·kgf/rpm, G/A) 13,8/14,9/2.700
Formação de mistura Injeção no duto
Ignição Eletrônica digital incorporada ao sistema de injeção
TRANSMISSÃO
Tipo Transeixo dianteiro com câmbio automático epicíclico Aisin de 4 marchas à frente mais ré; tração dianteira
Relações de transmissão (:1) 1ª 2,848; 2ª 1.553; 3ª 1,000; 4ª 0,701; ré 2,344
Relação do diferencial (:1) 4,053
Relação do conversor de torque (:1) 1,9
Estol do conversor de torque (rpm) 2.400
FREIOS
De serviço Servoassistidos, ABS (obrigatório), distribuição eletrônica das forças de frenagem
Dianteiro (Ø mm) Disco ventilado/n.d.
Traseiro (Ø mm) Disco/n.d
SUSPENSÃO
Dianteira Independente, McPherson, braço triangular, mola helicoidal, amortecedor pressurizado e barra estabilizadora
Traseira Eixo de torção, mola helicoidal e amortecedor pressurizado
DIREÇÃO
Tipo Pinhão e cremalheira, assistência hidráulica
Diâmetro mínimo de curva (m) n.d.
RODAS E PNEUS
Rodas liga de alumínio, 6Jx16
Pneus 205/55R16 (Pirelli P7)
Estepe Temporário
CONSTRUÇÃO
Tipo Monobloco em aço, crossover, 4 portas, 5 lugares
PESOS (kg)
Em ordem de marcha 1.250
Carga máxima n.d.
DIMENSÕES (mm)
Comprimento 4.200
Largura sem espelhos 1.760
Altura (vazio) 1.570
Distância entre eixos 2.555
Distância mínima do solo 186
ÂNGULOS (º)
Entrada 29,3
Saída 31,6
Transposição de obstáculo 16,7
 CAPACIDADES (L)
Compartimento de bagagem 420
Tanque de combustível 50
DESEMPENHO
Velocidade máxima (km/h) 170 (est.)
Aceleração 0-100 km/h (s) 14,2 (est)
CONSUMO DE COMBUSTÍVEL INMETRO/PBEV (km/l)
Cidade (G/A) 10/6,9
Estrada (G/A) 11,9/8,2.
CÁLCULOS DE CÂMBIO
v/1000 em 4ª (km/h) 40,7
Rotação a 120 km/h em 4ª (rpm) 2.950
Rotação à vel. máxima em 4ª (rpm) 4.300
GARANTIA
Veículo todo (anos) 3
Motor e câmbio  (anos) 5
MANUTENÇÃO
Revisão/troca de óleo do motor 10.000 km/1 ano
Troca de óleo do câmbio automático 40.000 km

 

EQUIPAMENTOS CHERY TIGGO 2 AUTOMÁTICO
Look ACT
MOTOR E CÂMBIO
Motor 1,6 VVT flex
Câmbio automático
ACABAMENTO EXTERIOR
Defletor traseiro
Desembaçador do vidro traseiro
Lavador/limpador do vidro traseiro
Luz de rodagem diurna (DLR)
Rack (estrado) de teto longitudinal
Repetidoras de setas nos espelhos
Rodas de liga de alumínio 16″ polidas
ACABAMENTO INTERIOR
Bancos em couro/”couro” sintético
Bancos em tecido e “couro” sintético
Iluminação do porta-malas
Para-sóis com espelho
Porta-copos dianteiro/traseiro
Volante revestido de couro
SEGURANÇA
Ajuste de altura dos cintos de segurança dianteiros
Alarme
Apoios de cabeça no banco traseiro (3)
Aviso sonoro de cinto de segurança do motorista e passageiro desatado
Bolsa infláveis frontais (obrigatórias)
Cintos de segurança traseiros de 3 pontos (3)
Controle de estabilidade e tração
Engates Isofix para dois bancos infantis
Freio a disco nas quatro rodas
Imobilizador de motor
Luz traseira de neblina
Sistema de monitoramento da pressão dos pneus
CONFORTO E TECNOLOGIA
Acionamento elétrico dos vidros das janelas
Ajuste de altura do banco do motorista
Ajuste de altura do volante de direção
Ajuste elétrico dos retrovisores externos
Ar-condicionado automático
Assistente de partida em aclives
Bluetooth
Câmera traseira
Central multimídia de 8″ com espelhamento de celulares Android e iOS
Computador de bordo
Controlador de velocidade de cruzeiro
Direção com assistência hidráulica
Entrada USB
Função ECO
Indicador de velocidade-limite
Quatro alto-falantes
Sensores de estacionamento traseiros
Teto solar elétrico
Tomada 12 V
Travamento elétrico de portas e porta de carga com controle remoto
Volante multifuncional
(17.553 visualizações, 1 hoje)