A primeira vez em que o Passat de 8ª geração apareceu no AE foi em novembro  de 2015, quando  do lançamento no Brasil. Quase dois anos depois falamos dele mais demoradamente. Em março deste ano a VW anunciou o ano-modelo 2018 num breve evento e percurso de avaliação. Passava a ser disponível apenas em versão Highline e teve seu preço reposicionado para R$ 162.220 — “enxugando” R$ 13.510 — preço bem próximo do atual, R$ 164.620.

Agora é o momento de um “no uso” desse ano-modelo 2018, como chamamos os nossos testes, a que o leitor ou leitora do AE estão acostumados.

Ao visual imponente se junta a bela cor marrom Oak metálico do carro testado, opcional que custa R$ 1.750,00

O nome Passat entrou na mente e na garagem dos brasileiros assim que foi lançado em junho de 1974, inaugurando nova era do produto VW no Brasil. Ficou forte por toda a a década e parte da seguinte, sucumbindo ao seu sucessor lançado em 1984, o Santana, para finalmente desaparecer no final de 1988. Portanto, o hiato até voltar a ser vendido no Brasil foi grande, 27 anos, motivo mais que suficiente para o nome Passat meio que cair no esquecimento.

Em 2015, importado da Alemanha na versões Comfortline (R$ 144.500) e Highline (R$ 151.300), não poderia ter vendas expressivas tanto pelo preço quanto pelo “esquecimento”, fora que a concorrência não ficou quieta e, principalmente pela avassaladora onda suve que tomou conta do mercado.

As vendas foram de apenas 164 unidades em 2015 (e 208 Passat Variant), 216 em 2016 (apenas 2 Passat Variant, que deixou de ser importada), 545 em  2017 e no acumulado do ano até junho, 716 unidades, mostrando alguma reação.

Mas digo sem nenhum medo de errar ou mesmo de ser tachado de “promotor de vendas”  do Passat: o brasileiro não sabe o que está perdendo. Ou finge que não sabe para justificar a preferência pelo suves. Por que estou tão certo disso? Por um fator só: a excelência do Passat.

Excelência em tudo. Mesmo sendo um médio-grande mais para grande do que médio com seus 4.767 mm de comprimento, 1.832 mm de largura da carroceria (2.083 mm contando os espelhos), 1.476 mm de altura e 2.791 mm de distância entre eixos, é notável a facilidade com que se mistura ao trânsito denso das grande metrópoles, onde nem as microfaixas de rolamento da cidade de São Paulo lhe impõem qualquer dificuldade; tampouco o diâmetro mínimo de curva de 11,7 metros, que chega a parecer menor do que o informado na ficha técnica.

A sensação que dá é aproximarmo-nos dele e o acharmos grande, mas ao sentar e começar a andar ele encolher, tamanha a sua manobrabilidade e maneabilidade, esta ajudada pelo direção [eletroassistida] rápida a partir de um volante “na medida”, de 370 mm de diâmetro.

Tudo envolto por um ambiente espaçoso e sobretudo agradável, que de imediato produz sensação de bem-estar. Quem tiver a ventura de acessar o banco traseiro pelos amplos vãos de porta admirará o espaço lateral e longitudinal de que dispõe e poderá ajustar a temperatura de climatização a seu gosto — são três zonas. Se for preciso levar pessoas ao aeroporto será uma gentileza despreocupada, já que o volume do porta-malas é generoso com seus 586 litros, e as dobradiças “pescoço de ganso” não poderão amassar as malas ou danificar objetos nelas, dado seu desenho cuidadoso.

E o Passat aguenta peso. Sua carga útil é de 581 kg, vale dizer cinco ocupantes de 80 kg e mais 181 kg de bagagem.

Mesmo quem não é autoentusiasta terá um prazer enorme em dirigir este alemão fabricado em Emden na fábrica VW construída para se dedicar à produção do Fusca para os mercados americano e canadense a partir dos anos 1960. Seu motor é o mesmo do Golf GTI de até pouco tempo, o 2-litros turbo EA888 geração 3 de 220 cv de 4.500 a 6.200 rpm e o abundante torque de 35,7 m·kgf de 1.500 a 4.400 rpm (o Golf GTI passou recentemente a 230 cv de 4.700 a 6.200 rpm, sem mudança no valor do torque, apenas pequena mudança na faixa de rotação, 1.500 a 4.600 rpm).

Como o Passat pesa 1.529 kg, são 6,95 kg de relação peso-potência, garantia de dotes de aceleração convincentes, como 0 a 100 km/h em apenas 6,8 segundos. Ao dirigi-lo nota-se como acelera facilmente, por exemplo, de 120 a 140 km/h, resultado também do coeficiente de arrasto aerodinâmico (Cx), apenas 0,28, o que explica a velocidade máxima de 246 km/h.

Quando se exige potência do motor, seu som assemelha-se muito a um V-6 nas altas rotações e não ao quatro-cilindros que é, uma verdadeira música para quem aprecia automóvel. E tudo com consumo de combustível contido: pelo padrão oficial Inmetro, utilizado para homologação junto ao Denatran, o Passat anda 10,4 km com 1 litro de gasolina na cidade e 12,9 km com 1 litro, na estrada. E pode ser gasolina comum mesmo, embora seja recomendável abastecer com gasolina aditivada sempre, independente da marca ou tipo de carro.

Outro destaque do Passat é o câmbio DSG de seis marchas (robotizado de duas embreagens em banho de óleo)  e suas trocas menos secas que nos Audis, porém praticamente tão rápidas quanto. As trocas manuais podem ser feitas tanto por toques na  alavanca seletora (para frente sobe marcha) quanto pelas borboletas atrás do volante. Nas reduções de marcha a aceleração interina é outra música para os ouvidos de autoentusiasta.

Escolha perfeita de roda e pneu 235/45R18W para o porte do Passat

A dinâmica é exemplar, começando pelos pneus 235/45R18W Continental ContiSportContact com rodas de liga de alumínio 8Jx18, conjunto que forma até mesmo o estepe que, portanto, é 100% operacional, nada de temporário. Os pneus são autosselantes para objetos perfurantes de até 5 mm de diâmetro.

A calibração da suspensão — dianteira McPherson  e traseira multibraço — privilegia conforto, mas há ajuste do perfil de condução Normal/Esporte/Eco/Conforto em que no modo  Esporte pode-se contar com toda a capacidade de fazer curvas de maneira bem veloz e com toda segurança.

No modo Eco ativa-se a roda-livre: abaixo de 120 km/h e desde que a declividade da pista seja de até 2%, ao levantar o pé do acelerador em 4ª, 5ª e 6ª, a marcha desengata-se automaticamente, numa espécie de “banguela eletrônica”, permitindo que o veículo aproveite a energia cinética, ou energia de movimento, poupando combustível. Se o pedal de freio ou o acelerador for pressionado o câmbio volta a engatar.

Em velocidades típicas de viagem em autoestradas, como 120 km/h, o motor segue a serenas 2.150 rpm. O alcance das marchas, a 6.500 rpm, é 1ª 57 km/h, 2ª 93 km/h, 3ª 148 km/h, 4ª 216 km/h, e 5ª 250 km/h, com motor a 5.700 rpm.

Gráfico dente de serra do câmbio DSG do Passat

E há o quadro de instrumentos virtual e configurável, com tela de 12,2 polegadas e alta resolução (1.440 x 540 pixels), um toque muito apreciado de modernidade combinada com funcionalidade.

Não poderia faltar no Passat um completo sistema de infotenimento consistindo do sistema Discover Pro com rádio e CD-Player, tela tátil de 9,2, App-Connect, comando de voz, controle por gestos, sensor de aproximação, Bluetooth, entrada para dois SD-Cards, conexão USB mais Aux-In com com interface para iPod/iPhone, navegador e 8 alto-falantes (4 são tweeters), conectividade com smartphones por meio do App-Connect para plataformas MirrorLink, Apple CarPlay e Android Auto/Google, permitindo uso do Waze ou Google Maps, e Spotify.

Numa olhada na lista de equipamentos adiante pode-se ter a dimensão exata do elevado grau de itens de sofisticação, conforto e comodidade do Passat.

Há uns que cativam realmente,como a assistência dinâmica dos faróis (totalmente em LED) que faz mudar automaticamente de alcance máximo para o que não incomode o tráfego contrário ou o que segue no mesmo sentido. Deixa-se farol ligado nessa função e esquece-se, não é preciso fazer mais nada. Ou abertura elétrica da tampa do porta-malas por sensor de passagem do pé sob o para-choque traseiro.

Assista ao vídeo:

Como eu disse, o brasileiro não sabe mesmo o que está perdendo.

BS

Mais fotos e depois ficha técnica e lista de equipamentos:

FICHA TÉCNICA VW PASSAT 2,0 TSI HIGHLINE 2018
MOTOR
Designação EA888 geração 3
Descrição 4 cilindros em linha, dianteiro transversal, bloco de ferro fundido e cabeçote de alumínio, duplo comando de válvulas acionado por corrente com variador de fase em ambos, 4 válvulas por cilindro com atuação indireta por alavanca-dedo roletada com fulcro hidráulico, injeção direta e no duto, dois levantamentos das válvulas de escapamento, indução forçada por turbocompressor com interresfriador, gasolina comum (95 RON)
Diâmetro x curso (mm) 82,5 x 92,8
Cilindrada (cm³) 1.984
Taxa de compressão (:1) 9,6
Potência máxima (cv/rpm) 220/4.500 a 6.200
Torque máximo (m·kgf/rpm 35,7/1.500 a 4.400
Corte de rotação (rpm) 6.500
Gerenciamento do motor Bosch MED
SISTEMA ELÉTRICO
Tensão (V) 12
Capacidade da bateria (A·h) 68
Alternador (A) 140
TRANSMISSÃO
Embreagem Duas, automáticas, em banho de óleo
Câmbio Transeixo dianteiro de 6 marchas robotizadas à frente e ré, tração dianteira
Relações das marchas (:1) 1ª 2,933; 2ª 1,792; 3ª 1,125; 4ª 0,773; 5ª 0,811; 6ª 0,636; ré 3,351
Relações de diferencial (:1) 4,769 e 3,444
SUSPENSÃO
Dianteira Independente, McPherson, mola helicoidal, amortecedor pressurizado e barra estabilizadora tubular
Traseira Independente, multibraço, mola helicoidal, amortecedor pressurizado e barra estabilizadora tubular
DIREÇÃO
Tipo Pinhão e cremalheira, eletroassistida indexada à velocidade
Diâmetro mínimo de curva (m) 11,7
Relação de direção média (:1) 13,6
N° de voltas entre batentes 2,7
Diâmetro do aro do volante (mm) 370
FREIOS
De serviço Hidráulico, duplo-circuito em diagonal, servoassistido a vácuo
Dianteiro (Ø mm) Disco ventilado/310
Traseiro (Ø mm) Disco/300
Controle ABS, EBD e assistência à frenagem
RODAS E PNEUS
Rodas Alumínio 8Jx18, inclusive estepe
Pneus 235/45R18W (Continental ContiSportContact)
PESOS (kg)
Em ordem de marcha 1.529
Carga máxima 581
CONSTRUÇÃO
Tipo Monobloco em aço, sedã 4-portas, 5 lugares, subchassi dianteiro e traseiro
AERODINÂMICA
Coeficiente de arrasto (Cx) 0,28
Área frontal (m²) 2,26
Área frontal corrigida (m²) 0,63
DIMENSÕES EXTERNAS (mm)
Comprimento 4.767
Largura sem/com espelhos 1.832 / 2.083
Altura 1.476
Distância entre eixos 2.791
Bitola dianteira/traseira 1.581/1.565
Distância mínima do solo 150
CAPACIDADES (L)
Porta-malas 586
Tanque de combustível 66
DESEMPENHO
Aceleração 0-100 km/h (s) 6,8
Velocidade máxima (km/h) 246
CONSUMO DE COMBUSTÍVEL INMETRO/PBVE
Cidade (km/l) 10,4
Estrada (km/l) 12,9
CÁLCULOS DE CÂMBIO
v/1000 em 6ª (km/h) 55,9
Rotação em 6ª a 120 km/h (rpm) 2.150
Rotação à velocidade máxima, 5ª (rpm) 5.700

 

EQUIPAMENTOS DO PASSAT 2,0 TSI HIGHLINE 2018
Acendedor de cigarros e cinzeiro no console central
Ajuste manual de altura e distância do volante
Alças de teto (4)
Apliques decorativas internas em alumínio escovado (painel e portas)
Apoios lombares nos bancos dianteiros com ajuste elétrico, lado do motorista com função de massagem
Ar-condicionado digital automático Climatronic trizona
Assistente de estacionamento
Assistente de partida em aclive
Bancos dianteiros com ajuste elétrico, aquecimento, lado do motorista com memória e função de recuo automático ao abrir facilitar acesso
Bloqueio eletrônico do diferencial EDS/XDS
Bolsas infláveis:duas frontais (obrigatória)s com desativação do lado do passageiro, duas laterais nos bancos dianteiros e duas de cortina
Câmbio robotizado DSG de 6 marchas com função Tiptronic
Câmera de ré
Cintos de segurança traseiros de três pontos (três)
Computador de bordo com display multifuncional “Premium Color”
Console central com apliques preto brilhante
Controle de cruzeiro adaptativo com função frenagem de emergência até 30 km/h
Controle de velocidade de cruzeiro e distância adaptativos
Descansa-braço dianteiro com ajuste de altura e longitudinal, com porta-objetos
Desliga-liga motor nas paradas (Start-Stop)
Detector de fadiga
Direção eletroassistida indexada à velocidade
Encosto do banco traseiro dividido 40:60 e rebatível, com descansa-braço central e porta-copos
Engates Isofix para dois bancos infantis com ponto de fixação superior (top tether)
Espelho retrovisor interno eletrocrômico
Espelhos retrovisores externos com ajuste elétrico rebatíveis e com aquecimento e antiofuscamento automático e memória no do lado do motorista
Estepe com roda de alumínio igual às demais
Faróis e luz traseira de neblina
Faróis em LED com assistente dinâmico de farol alto e luz de rodagem diurna (DRL) em LED
Freio de estacionamento elétrico e função de freio automático
Freios com ABS (obrigatório) e EBD (distribuição eletrônica das forças de frenagem)
Frisos laterais cromados
Iluminação ambiente em LED na região dos pés (frente)
Iluminação ambiente monocromática nas decorações das portas
Indicador de perda da pressão dos pneus
Lanternas traseiras escurecidas em LED
Luzes de leitura dianteira e traseira
Para-sóis com espelho e iluminação
Ponteira de escapamento decorativa dupla (lado esquerdo e direito)
Porta-copos dianteiro com cobertura
Quadro de instrumentos digital programável com tela de 12,3 pol e resolução 1.440 x 540 pixels
Regulagem dinâmica do facho do farol
Relógio analógico no painel de instrumentos
Revestimento dos bancos em “couro Nappa”
Rodas de alumínio 18″ “Dartford” com pneus 235/45R18W (5)
Seleção do perfil de condução “Mode” (Normal/Esporte/Eco/Conforto) com regulagem personalizável do chassi
Sensor crepuscular com luz de aproximação/afastamento do veículo
Sensor de chuva
Sensores de estacionamento dianteiro e traseiro
Sistema de acesso ao veículo sem o uso da chave e botão para partida do motor
Sistema de alarme com comando remoto e destravamento de portas sem chave
Sistema de infotenimento “Discover Pro com rádio CD-Player, tela tátil de 9,2”, App-Connect, comando de voz, controle por gestos, sensor de aproximação, Bluetooth, entrada para dois SD-Cards, conexão USB mais Aux-In com com interface para iPod/iPhone, navegador e 8 alto-falantes (4 são tweeters), conectividade com smartphones por meio do App-Connect para plataformas MirrorLink, Apple CarPlay e Android Auto/Google, permite uso do Waze ou Google Maps, e Spottify
Sistema de monitoramento frontal
Sistema de proteção ativa dos ocupantes
Soleiras nas portas em aço inoxidável
Tampa porta-malas com abertura elétrica por sensor sob o para-choque traseiro
Tapetes adicionais
Tomada de 12 V no console central e porta-malas
Volante multifuncional em couro com comandos do rádio, computador de bordo, controlador automático de velocidade de cruzeiro e borboletas
OPCIONAIS
Revestimento dos bancos em “couro Nappa” preto ou bege – só escolha, sem custo adicional
Teto solar elétrico panorâmico – R$ 5.370,00
CORES –  azul Atlantic, azul Harvard, cinza Manganês, marrom Oak (carro testado), prata Sargas e vermelho Crimson (metálicas, R$ 1.750,00; preto Mystic (perolizada, R$ 2.500,00); branco Puro (sólida, sem custo adicional)
(11.164 visualizações, 1 hoje)