Sempre que dirijo um Golf, como agora, impossível não me vir à cabeça sua longevidade como modelo, o quão isso é notável. São 44 anos e 34 milhões de unidades produzidas com exatamente a mesma configuração de motor transversal dianteiro. O que inevitavelmente remete ao Fusca quanto à conservação de sua arquitetura básica — do nascedouro nas pranchetas do escritório de engenharia de Ferdinand Porsche em 1934 ao último Fusca deixar a linha de montagem da fábrica de Puebla, México, em 30 de julho de 2003.

De GTI apenas são 43 anos, uma versão que causou furor no Salão de Frankfurt de 1975, e depois no mundo automobilístico, com seu atiçado (à época) motor EA827 1,6-litro com injeção mecânica de combustível Bosch K-Jetronic de 110 cv a 6.100 rpm. Pesava 875 kg e sua relação peso-potência era brilhante, 7,9 kg/cv.

Uma trajetória bem diferente da do besouro, que ao longo de sua existência sofreu declínio tecnológico e desempenho em relação aos concorrentes, enquanto o Golf se manteve e continua plenamente atualizado em sua sétima geração surgida em 2013.

Houve até uma versão de motor V-6, o R32, 3,2 litros de aspiração atmosférica, 250 cv, e hoje há o R, 2 litros TSI de 310 cv. O que começou lá em 1975 frutificou com uma forte imagem de desempenho, mas sem deixar de atender seus admiradores europeus com versões pacatas como a atual 1,0 TSI de três cilindros e apenas 85 cv. A gama é ampla, todos os motores são turbo hoje, tanto ciclo Otto quanto Diesel, havendo também um híbrido (GTE) e um elétrico (e-Golf). Câmbio, manual ou automático DSG, quem escolhe é o cliente, exceto no de entrada, só manual de 5 marchas.

É a segunda vez que o Golf é fabricado no Brasil. A primeira foi em julho de 1998 na nova fábrica do Grupo VW em São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba. Era  o Golf de quarta geração, precedido quatro meses pelo Audi A3. Não tivemos os Golf 5 e 6. O Audi de mesma estrutura e base mecânica do Golf ficou em produção até agosto de 2006, mas o Golf seguiria carreira solo até o início de 2014. Só em fevereiro de 2016 começaria a segunda produção nacional do Golf.

A VW brasileira anunciou no mês passado algumas mudanças na linha Golf, ainda ano-modelo 2018, incluindo a Golf Variant importada do México. Detalhes podem ser lidos na matéria de 16 de junho p.p. Após o teste da Golf Variant 1,4 TSI Comfortline, quatro dias depois, chegou a vez do Golf GTI.

Seu preço é elevado: R$ 143.790, em que pese a recheada dotação de itens de série, como pode ser visto na lista ao final. Ao preço básico podem se somar cores metálicas como a do veículo testado, prata Snow (pelas fotos parece branco) e cinza Platinum, R$ 1.750, e a única perolizada, a preto Mystic, por R$ 2.200. Branco Puro e vermelho Tornado não têm acréscimo de preço.

Com os pacotes Sport (R$ 5.900) e Premium GTI (R$ 9.200) o Golf GTI pode chegar a R$ 161.090 (ver composição dos pacotes na lista ao final). O carro testado tem preço de R$ 160.640.

Como referência, na Suíça o mesmo modelo e versão, sem opcionais, custa 41.450 francos suíços, o que numa conversão direta corresponde a R$ 165.800. Se for câmbio manual, SFr 39.000 ou R$ 156.000. Como o manual custa 6% menos que o DSG, aqui em vez de R$ 143.790 o GTI manual básico poderia baixar, teoricamente, para R$ 135.162.

 

Superlativo

Este é o adjetivo, em minha opinião, que melhor sintetiza o mais completo dos Golf. Seu motor EA888 de 2 litros turbo a gasolina ganhou 10 cv, são 230 cv agora, de 4.700 a 6.200 rpm. A relação peso-potência é de 6 kg/cv. Anda muito, 0 a 100 km/h em 7 segundos e pode chegar a 238 km/h. Tudo nele  é coerente nele, da posição dirigir ao conforto de rodagem sem recorrer a suspensão macia demais, passando pelo volante de direção e pelo sistema em si, eletroassistido. Inspira confiança.

A direção tem relação média de 13,6:1 — média porque é mais lenta nas imediações do centro (relação alta) e mais rápida com maior esterçamento (relação baixa). São 2,8 voltas entre batentes e o centro da direção na reta é nítido. E por falar em direção, a buzina permite toques breves e corteses, ao contrário do que ocorre na dupla Polo/Virtus, já comentado.

Lamentavelmente o Golf GTI não é oferecido com câmbio manual no Brasil, só DSG, robotizado 6-marchas de duas embreagens em banho de óleo.  Mas são só elogios para ele, pelo funcionamento exemplar. Em aceleração forte, ouvir os pipocos no escapamento nas instantâneas trocas ascendentes é pura música; nas reduções, igualmente muito rápidas, a aceleração interina é parte do show.

Gráfico dente de serra do GTI: os alcances das marchas são 1ª 54 km/h; 2ª 89, 3ª 141; 4ª 206 e 5ª 238 km/h a 5.700 rpm

Tanto faz se a redução é automática, seja no kickdown (acelerador aberto subitamente), seja na dissipação natural de velocidade, como na aproximação de uma praça de pedágio, ou então manual pelas borboletas ou pela alavanca seletora quando deslocada à direita para o canal Manual.

Alavanca em D (Drive), um toque para a trás e o modo entra em S. O câmbio fica mais “seco”, mais ríspido nas trocas, marchas demoram mais a subir e assistência de direção fica um pouco menor. Mesmo em D, a operação manual tem prioridade.

Cada vez mais comum nos carros, pode-se dissipar a energia cinética com o veículo perdendo velocidade natural e gradualmente, sem o efeito frenante do motor, este desacoplado da transmissão e em marcha-lenta, desde que com o modo de condução Eco selecionado na tela do sistema multimídia — os outros modos são Sport, Individual e Normal.

Pneus de 225 mm de seção transversal e perfil 40 em rodas de 18 polegadas se agarram com decisão ao asfalto seco (não andei no molhado, estamos em período de estiagem). Esses pneus e rodas são opcionais dentro do pacote Sport; de série são 225/45R17. A geometria de suspensão (McPherson/multibraço) os faz ficar na posição ideal sempre. Sente-se facilmente a aceleração lateral sobre o corpo ao exigi-lo nas curvas. Os freios são bem dimensionados, com discos dianteiros de 312 mm de diâmetro e traseiros, de 272 mm. A modulação do freio é exata.

Rodas de 18 polegadas são opcionais, de série são de 17 polegadas; seria ideal se fossem em espelho, esquerdas e direitas, para o belo desenho girar sempre no mesmo sentido

O câmbio deixa o motor sossegado a 2.250 rpm a 120 km/h “GPS” e a essa rotação já é capaz de prover torque máximo (35,7 m·kgf de 1.500 a 4.600 rpm). Ao se calcar o acelerador com vontade já se dispõe de 112 cv a essas 2.250 rpm. Pena o câmbio reduzir com essa acelerada, se fosse manual se experimentaria uma retomada em sexta marcha surpreendente.

Supereconômico o GTI não é; econômico, sim. O dado de homologação no Denatran, norma Inmetro, é 9,9 km/l na cidade e 12,2 na estrada, lembrando que são números mais realistas do que alguns anos atrás. No trecho da Castello Branco entre São Paulo,no meu bairro (Moema), e Araçariguama, para pegar a Estrada dos Romeiros, o computador indicou 13,2 km/l. O tanque de combustível é algo pequeno, 51 litros, mas com esse baixo consumo a autonomia em estrada é boa, 663 quilômetros.

O ambiente  interno do GTI é muito agradável, a começar pelo quadro de instrumentos virtual e configurável, item de série, como também a central multimídia Discover Media com tela tátil de 8 polegadas. O ar-condicionado é digital bizona e há saída de climatização para o banco traseiro. O acesso ao interior é sem-chave e a chave presencial é tipo canivete. Há farol e luz traseira de neblina, esta um item de segurança indiscutível. Faróis em LED estão dentro do pacote Premium, proporcionam iluminação perfeita e incluem o bem-vindo assistente de farol alto, com comutação automática conforme necessidade. O sensor de estacionamento traseiro e dianteiro se vale de imagens de câmera.

Sento-me com folga “atrás de mim”

Os espaço no banco traseiro não é nenhum expoente, mas acomoda bem três ocupantes com bom espaço para perna e todos têm cinto de três pontos e apoio de cabeça. O porta-malas é de úteis 338 litros e nele há a prática solução de manter o tampão do estepe (temporário) fixado levantado. A abertura é pelo emblema-logotipo. E, curiosamente, não há emblema ‘Golf’, apenas ‘GTI’.

Não precisa.

BS

 

Assista ao vídeo, em seguida mais fotos, ficha técnica e lista de equipamentos.

 

Mais fotos:

 

FICHA TÉCNICA VW GOLF GTI 2018
MOTOR
Designação EA888
Descrição 4-cilindros, transversal, bloco e cabeçote de alumínio, duplo comando de válvulas, 4 válvulas por cilindro, atuação indireta por alavanca-dedo roletada com fulcrum hidráulico, corrente, variador de fase admissão e escapamento, injeção direta e no duto, turbocompressor com interresfriador, gasolina
Diâmetro x curso (mm) 82,5 x 92,8
Cilindrada (cm³) 1.984
Taxa de compressão (:1) 9,6
Potência máxima (cv/rpm) 230/4.700-6.200
Torque máximo (m·kgf/rpm,) 35,7/1.500-4.600
Comprimento de biela (mm) 159
Relação r/l 0,291
Corte de rotação 6.600 (teórico, sobe marcha a essa rotação)
Gerenciamento do motor Bosch MED
TRANSMISSÃO
Câmbio Transeixo dianteiro com câmbio DSG de seis marchas marchas à frente e ré, dupla embreagem em banho de óleo, tração dianteira
Relações das marchas (:1) 1ª 2,933; 2ª 1,792; 3ª 1,125; 4ª 0,773; 5ª 0,811; 6ª 0,636; ré 3,352
Relações de diferencial (:1) 4,769 e 3,444
SUSPENSÃO
Dianteira Independente, McPherson, braço transversal em “L”, mola helicoidal, amortecedor pressurizado e barra estabilizadora de Ø 24 mm
Traseira Independente, multibraço, mola helicoidal, amortecedor pressurizado e barra estabilizadora de Ø 21,7 mm
DIREÇÃO
Tipo Pinhão e cremalheira, eletroassistida indexada à velocidade
Diâmetro mín. de curva (m) 10,9
Relação de direção (média, :1) 13,6
N° de voltas entre batentes 2,8
FREIOS
De serviço Hidráulico, duplo-circuito em diagonal, servoassistido a vácuo
Dianteiros (Ø mm) Disco ventilado/312
Traseiros (Ø mm) Disco/272
Controle ABS, EBD e assistência à frenagem
RODAS E PNEUS
Rodas Liga de alumínio 7,5Jx17 (opcional: 7,5Jx18)
Pneus 225/45R17W; opcional: 225/40R18W (estepe temporário T125/70R18M)
Marca e tipo no carro testado Bridgestone Potenza S001  – origem Polônia
PESOS (kg)
Em ordem de marcha 1.371
Carga máxima 569
CONSTRUÇÃO
Tipo Monobloco em aço, sedã hatchback 4-portas, 5 lugares, subchassi dianteiro e traseiro
AERODINÂMICA
Coeficiente de arrasto (Cx) 0,325
Área frontal (m²) 2,210
Área frontal corrigida (m²) 0,718
DIMENSÕES EXTERNAS (mm)
Comprimento 4.276
Largura sem/com espelhos 1.799 / 2.027
Altura 1.456
Distância entre eixos 2.631
Bitola dianteira/traseira 1.537/1.513
CAPACIDADES (L)
Porta-malas 338
Tanque de combustível 51
DESEMPENHO
Aceleração 0-100 km/h (s) 7
Velocidade máxima (km/h) 238
CONSUMO DE COMBUSTÍVEL INMETRO/PBEV
Cidade (km/l) 9,9
Estrada (km/l) 12,2
CÁLCULOS DE CÂMBIO
v/1000 em 6ª (km/h) 53,3
Rotação em 6ª a 120 km/h (rpm) 2.250
Rotação em vel. máxima, 5ª (rpm) 5.700

 

 

EQUIPAMENTOS GOLF GTI 2018
Acesso ao veículo sem o uso da chave e partída do motor por botão com chave presencial tipo canivete
Acionamento elétrico dos vidros um-toque
Ajuste do volante de direção em altura e distância
Alças de teto (quatro)
Alerta de perda de pressão dos pneus
Ar-condicionado digital de duas zonas “Climatronic” e saída para o banco traseiro
Atualização gratuíta dos mapas para o sistema de navegação (Map Care)
Banco do motorista com ajustes elétricos
Banco traseiro com encosto bipartido e rebatível (40:60)
Banco traseiro com três apoios de cabeça
Bancos dianteiros com ajuste manual de altura
Bancos revestidos em tecido “Xadrez Clark Grafite”
Bloqueio eletrônico do diferencial XDS para vetoração por torque
Câmera traseira
Cintos de segurança dianteiros com ajuste de altura, pré-tensionador e limitador de carga
Cintos de segurança traseiros automáticos de 3 pontos (três)
Compartimento de bagagens com iluminação e tomada 12 V
Controlador automático de velocidade
Controle de estabilidade e tração
Defletor traseiro “Design GTI”
Descansa-braço dianteiro central com porta-objetos e regulagem longitudinal e de altura
Descansa-braço traseiro central com porta-copos e acesso ao compartimento de bagagem
Direção eletroassistida com relação variável e indexada à velocidade
Engates Isofix com fixação superior para dois bancos infantis
Espelho retrovisor interno eletrocrômico
Espelhos retrovisores externos com ajuste elétrico e rebatíveis, aquecimento e função de abaixar alvo no direito ao engatar ré
Faróis de neblina com luz de conversão estática
Faróis halógenos com luz de rodagem diurna em LED
Freio de estacionamento mecânico por alavanca entre os bancos
Freios com ABS (obrigatório), distribuição eletrônica das forças de frenagem e assistente à frenagem
Função pisca-3 no indicador de direção
Grade do radiador com estrutura em colméia e apliques em vermelho “Design GTI”
Iluminação ambiente
Iluminação da placa de licença em LED
Iluminação no porta-luvas
Lanterna traseira com iluminação em LED 3D
Luz traseira de neblina em LED
Painel de instrumentos digital programável
Para-choques na cor do veículo “Design GTI”
Para-sóis com espelho e iluminação
Pedais do freio e acelerador, e apoio do pé esquerdo com sapatas em aço inoxidavel “Design GTI”
Porta-óculos na região central do console do teto
Repetidoras de setas nos espelhos
Rodas de liga de alumínio 17”  “Brooklyn” com pneus 225/45R17
Saias laterais “Design GTI”
Seleção do perfil de condução “Mode” (Eco, Sport, Individual ou Normal)
Sensor crepuscular com função de aproximação e afastamento do veículo
Sensor de chuva
Sensores de estacionamento dianteiro e traseiro
Sete bolsas infláveis (2 frontais obrigatórias com desativação do lado do passageiro, 2 laterais nos bancos dianteiros, 2 de cortina e 1 de joelho para o motorista)
Sistema de alarme com comando remoto
Sistema desliga/liga motor nas paradas desativável
Sistema Infotainment “Discover Media” com rádio CD-Player, tela tátil de 8″, comando de voz, sensor de aproximação e Bluetooth, entrada para 2 SD-Cards, conexão USB + Aux-In com interface para iPod / iPhone, sistema de navegação e App-Connect para iPod/iPhone, 8 alto-falantes e comando de voz
Sobretapetes dianteiros
Soleira das portas com aplique em alumínio e iluminação em vermelho com ajuste de intensidade
Travamento elétrico cenrtral inclusive portinhola do tanque
Volante multifuncional em couro com comandos do rádio, computador de bordo e controle automático de velocidade de cruzeiro
OPCIONAIS
PACOTE SPORT: R$ 5.900,00 – Ajuste elétrico de altura e de apoio lombar no banco do motorista, revestimento dos bancos e interno couro Vienna Black, rodas 18-polegadas “Milton Keynes” com pneus 225/40R18
PACOTE PREMIUM: R$ 9.200,00 – Controle adaptativo de distância e velocidade, com função de frenagem de emergência, assistente de luz para farol alto, monitoramento frontal e freio automático de emergência, assistente de estacionamento automático, ajuste distância automático, detector de fadiga, faróis de LED com luz de rodagem diurna em LED, regulagem dinâmica de altura, luz de conversão dinâmica, sistema de proteção proativa dos passageiros
PACOTE TETO SOLAR PANORÂMICO : R$ 4.800
(12.845 visualizações, 39 hoje)