O Ka brasileiro responde por 45% das vendas da marca Ford no Brasil e isso mostra o quão ele é importante para a empresa.

Para quem gosta de colocar suas mãos num volante, mover um carro e se responsabilizar por sua condução de maneira inteligente, o menor Ford é um grande carro. Desde o primeiro modelo, lá nos idos de 1996, se notabilizou pelas suas características dinâmicas elevadas, se não na força de seus motores, na capacidade de fazer curvas de todo tipo em velocidades acima da maioria dos outros carros.

A versão XR com o mesmo motor da picape Courier era e ainda é desejado por muitos  Na Europa ele se manteve como um carro de entrada, mas com projeto bem diferente, pela maior facilidade de acomodar tecnologia onde os impostos são menores. Por aqui, sabemos nossa realidade de taxas, encargos e impostos, e a vida dos fabricantes é tentar colocar tudo que o cliente deseja no carro sem fazê-lo mais caro do que o razoável. Uma tarefa hercúlea, claramente.

As versões e seus preços

Versão R$
Hatchback S 1,0 – só manual 45.490
Hatchback SE 1,0 – só manual 45.990
Hatchback SE Plus 1,0 – só manual 48.490
Hatchback SE 1,5 manual 51.990
Hatchback SE 1,5 automático 56.490
Hatchback SE Plus 1,5 manual 54.490
Hatchback SE Plus 1,5 automático 58.490
Hatchback Titanium 1,5 – só automático 68.990
Hatchback FreeStyle 1,5 manual 63.990
Hatchback FreeStyle 1,5 automático 67.990
Sedã SE 1,5 manual 55.490
Sedã SE 1,5 automático 59.990
Sedã SE Plus 1,5 manual 57.990
Sedã SE Plus 1,5 automático 62.490
Sedã SEL 1,5 – só manual 65.990
Sedã Titanium 1,5 – só automático 70.990

 

Tanto o hatchback quando o sedã (a Ford usa o termo ‘sedan’, no AE preferimos sedã) são oferecidos nas versões SE e SE Plus com motor 1-litro e câmbio manual ou motor 1,5-litro com câmbio manual ou automático. As versões S 1,0 e FreeStyle 1,5 são exclusivas do hatchback, enquanto a SEL é restrita ao sedã.

A dotação de equipamentos de cada uma pode ser vista ao final desta matéria.

O novo Ka 2019 agora mostrado tem poucas mudanças visuais, mais simplificadamente, para-choques, grades de radiador e faróis, e alguns detalhes de decoração internamente. O melhor ficou para a montagem das versões de hatchback e sedã, que é extensa, e que não deixou de lado o câmbio manual, minha preferência e de muitos no mundo dos carros, pelo que a Ford merece todo o aplauso.

A carroceria mais versátil, a hatch, com sua porta de carga que abre totalmente, tem em todas as versões, desde a mais simples até a completa, banco traseiro com encosto bipartido (60:40), permitindo levar um passageiro atrás e tendo bagagem que não cabe apenas no porta-malas. Ponto positivo que deveria ser seguido por todos os fabricantes. E o sedã — antes chamado Ka+ — não ficou de fora dessa decisão, tendo também essa solução de encosto do banco traseiro.

Outros equipamentos que os clientes pediram estão agora também no hatchback, como o câmbio automático epicíclico, sistema SYNC 3 de multimídia e a versão FreeStyle, já mostrada anteriormente em lançamento à parte.

Os motores são de 1 litro e de 1,5 litro, ambos de três cilindros e já existentes, mas o 1,5 não era aplicado ao Ka e faz um carro muito diferente. Afinal, 128/136 cv (a 6.500 rpm) em um carro de 1.064 kg (manual) é significativo pela relação peso-potência de 8,3/7,82 kg/cv.

Esse motor, que chegou à linha Ford brasileira inicialmente no EcoSport, era importado da Índia, mas desde abril passado é produzido na fábrica de motores da Ford em Taubaté, no interior paulista (vale do Paraíba). Ele entra no lugar do 4-cilindros Sigma 1,5-l de 107/110 cv, portanto, agora são 21/26 cv a mais. Com ele o Ka (SE/SE Plus manual acelera de 0 a 100 km/h em 9,9 segundos.

O torque deste tricilindro de 1.497 cm³ é 15,3 m·kgf de 3.500 a 5.000 rpm com gasolina e de 3.000 a 6.000 rpm, com álcool. Isso com câmbio manual, com câmbio automático o torque é maior: 15,6/16,1 m·kgf a 4.750 rpm.

Nele são usados coxins hidráulicos, que junto com as melhorias na direção eletroassistida reduziram em 28% os impactos sentidos no volante. Esse sistema tem compensação de torque no volante para pisos com grande caimento, como nas rodovias em que este é acentuado para evitar alagamentos. Há também o controle que absorve pequenas vibrações no volante, como as causadas por desbalanceamento sutil de rodas ou ao trafegar sobre pisos muito rugosos.

O motor menor entrega 80/85 cv de 6.300 a 6.500 rpm e 10,2/10,7 m·kgf  a 3.500 rpm com gasolina e a 4.500 rpm, com álcool. Acelera de 0 a 100 km/h em 14,8 segundos (versão S).

Há dois câmbios, o manual MX65 e o automático epicíclico 6F15. O manual, de cinco marchas,  tem 65 mm de distância entre centros das árvores primária e secundária, daí o nome. Pesa apenas 30 kg, tem as três primeiras marchas com sincronizadores duplos e até a ré é sincronizada. Na segunda e terceira e no diferencial, é feito um processo de usinagem e acabamento chamado power honing, com 6 micrômetros (6 milionésimos de metro) de tolerância, para funcionamento suave e silencioso, além de mais durabilidade pela menor folga. São marchas de força em uso urbano, as mais usadas em trânsito pesado, fato comum em muitos lugares do Brasil.

Na caixa automática de seis marchas, o fluido hidráulico é previsto para rodar 240 mil km (padrão de duração mínima da Ford para motores e câmbios), podem ser trocas manuais sequenciais por tecla no pomo da alavanca estando em modos D (normal) ou S (esportivo), e tem lógica adaptativa, entendendo a forma como o motorista usa o acelerador e mudando os momentos de troca para maior eficiência energética.

Na carroceria, mudanças invisíveis para o usuário. Reforços nas colunas centrais (B), soleiras, nas barras anti-invasivas das portas e nas longarinas do teto, aumentaram a rigidez torcional em 5,3% no hatch e 9,2%, no sedã, permitindo novos ajustes mais precisos nos componentes da suspensão.

Isso faz o Ka muito bom andando rápido, e por isso a Ford nos colocou no autódromo Velo Città, em Mogi-Guaçu (SP) para explorá-lo na sua plenitude.

Há também menos ruído, devido à camada de polivinil butiral do para-brisa laminado, que agora incorpora material antirruído em sua composição, e buchas da suspensão traseira com isolamento ampliado. Há valores divulgados de nível de ruído medido no banco traseiro, na posição da cabeça dos ocupantes. Para o hatch, o ruído diminuiu de 78 para 77,4 dBA, e no sedã, de 79,5 para 79,2 dBA — lembrando que a escala de decibéis é logarítmica, por isso pequenas diferenças na realidade são maiores.

Nas alterações externas de estilo, algumas melhorias também. O Cx do hatch baixou de 0,34 para 0,33 (no sedã continua 0,32) com a nova capa de para-choque, a grade e pequenas alterações nas lanternas traseiras, que mantém a camada de ar colada em maior área, diminuindo o arrasto.

O controle de estabilidade chega ao Ka, sendo o único de seu segmento com esse item. Há também câmera de ré, engates Isofix para dois bancos infantis, encaixe para smartphone no topo do painel, bem alojado junto ao porta-objetos, partida do motor por tecla com chave de presença, bolsas infláveis laterais e de tipo cortina, de longe o mais importante por proteger a cabeça — órgão mais sensível do corpo humano — nos impactos laterais, os mais perigosos. E claro, as duas bolsas frontais obrigatórias.

 

Andando com o Ka

O Ka hatch e sedã com os dois motores estavam à disposição, bem como alguns modelos da concorrência, e a comparação nesse ambiente que tem muito pouco a ver com o uso em rua se fez favorável ao Ford, pela notória característica de serem carros desenvolvidos por um time que gosta de dirigir e se empolga em fazer um carro que provoque sorrisos em cada curva tomada de forma mais entusiasmada — como eu gosto de fazer (e mais um monte de gente, quando falamos de nossos caros leitores e seguidores).

Fiz um vídeo curto dirigindo o sedã de motor 1,5 litro e câmbio automático, onde se pode ver um pouco como o carro se comporta. No vídeo digo que as versões 1-litro têm câmbio automático: não têm, somente manual de cinco marchas.

No vídeo é bem clara a aptidão do Ka, o sedã no caso, para efetuar curvas em alta velocidade que dificilmente poderiam ser feita numa rua ou estrada sem representar risco em razão dos imprevistos.

A linha Ka 2019, especialmente a de motor 1,5-litro, ganhou atributos como o câmbio automático que nunca teve, e novo câmbio manual,  e que por isso tem tudo para cativar o consumidor, apreciador ou não da marca, e que, sem dúvida, continuará tendo lugar de destaque no nosso mercado.

JJ

 

FICHA TÉCNICA FORD KA SEDÃ SE PLUS
Manual Automático
MOTOR
Denominação Ford 1,5 l TiVCT Flex
Tipo 3 cil. em linha, transversal, bloco e cabeçote de alumínio, duplo comando de válvulas, correia dentada encapsulada em banho de óleo, variador de fase na admissão e escapamento, 4 válvulas por cilindro, árvore contrarrotativa de balanceamento, flex
Diâmetro e curso (mm) 84 X 90
Cilindrada (cm³) 1.497
Taxa de compressão (:1) 12
Potência (cv/rpm, G/A) 128/136/6.500
Torque (m·kgf/rpm, G//A) 15,3/3.500-5.000//15,3/3.000-6.000 15,6/16,1/4.750
Comprimento da biela (mm) 143
Relação r/l 0,314
Corte de rotação (rpm) 6.750
Formação de mistura Injeção no duto
TRANSMISSÃO
Câmbio Transeixo manual Ford MX65 de 5 marchas + ré, todas sincronizadas, tração dianteira Transeixo automático Ford 6F15 de 6 marchas + ré,  tração dianteira
Relações das marchas (:1) 1ª 3,727; 2ª 2,095; 3ª 1,345; 4ª 0,971: 5ª 0,775; Ré 3,727 1ª 4,584; 2ª 2,964; 3ª 1,912; 4ª 1,446; 5ª 1,000. 6ª 0,746
Relação do diferencial (:1) 3,94 3,44
SUSPENSÃO
Dianteira Independente, McPherson, mola helicoidal, amortecedor pressurizado e barra estabilizadora
Traseira Eixo de torção 30%, mola helicoidal e amortecedor pressurizado
DIREÇÃO
Tipo Pinhão e cremalheira, eletroassistida indexada à velocidade
Diâmetro mín. de curva (m) n.d.
Voltas entre batentes 2,8
FREIOS
Dianteiros A disco ventilado
Traseiros A tambor
Controle ABS (obrigatório), distribuição eletrônica das forças de frenagem
Circuito hidráulico Duplo-circuito em diagonal
RODAS E PNEUS
Rodas Liga de alumínio, 6J x 15
Pneus 195/55R15
CONSTRUÇÃO
Tipo Monobloco em aço, sedã. 4-portas, 5 lugares, subchassi dianteiro
AERODINÂMICA
Coeficiente de arrasto 0,32
Área frontal (calculada, m²) 2,164
Área frontal corrigida (m²) 0,692
DIMENSÕES (mm)
Comprimento 4.275
Largura (sem/com espelhos) 1.774/1.911
Altura 1.525
Distância mínima do solo 140
Distância entre eixos 2.490
CAPACIDADES (L)
Porta-malas 445
Tanque de combustível 51,6
PESO (kg)
Em ordem de marcha 1.072 1.115
Carga útil 398 425
DESEMPENHO
Aceleração 0-100 km/h (s, G/A) n.d./9,9 n.d./10,6
Velocidade máxima (km/h, G/A) n.d. n.d.
CONSUMO DE COMBUSTÍVEL INMETRO/PBVE
Cidade (km/l, G/A) 12,9/8,4 11/7,8
Estrada (km/l, G/A) 14,8/10,3 14,2/10,1
CÁLCULOS DE CÂMBIO
v/1000 última marcha (km/h) 35,7 42,4
Rotação a 120 km/h últ. marcha (rpm) 3.360 2.830
Rotação à vel. máxima (rpm) n.d. n.d.

 

EQUIPAMENTOS FORD KA HATCHBACK 2019
Motor 1,0 1,5
Versão S SE PacoteSE Plus SE PacoteSE Plus Titanium FreeStyle
Alarme volumétrico
Altura elevada do solo
Ar-condicionado
Assistente de partida em aclives
Banco do motorista com ajuste de altura
Banco traseiro dividido 60:40
Bancos de couro
Bolsas infláveis laterais e de cortina
Câmbio só automático
Câmbio só manual
Câmbio manual ou automático
Câmera de ré
Central multimídia SYNC 3 com tela flutuante de 6,5″
Compartimento para celular no painel do MyFord Dock
Computador de bordo
Controle de cruzeiro (c/ câmbio automático)
Controle de estabilidade e tração
Direção eletroassistida
Duas entradas USB de carregamento rápido
Engates Isofix para dois bancos infantis
Faróis de neblina
Iluminação do porta-luvas
Maçanetas e retrovisores na cor do veículo
Partida por botão
Quatro alto-falantes
Rack (estrado) de teto funcional
Rádio MyConnection com Bluetooth
Repetidoras de setas nos espelhos
Retrovisores elétricos
Rodas de aço de 14″
Rodas de aço de 15″
Rodas de liga de alumínio de 15″
Sensor de estacionamento traseiro
Suspensão reforçada
Travas elétricas das portas
Vidros dianteiros com acionamento elétrico
Vidros traseiros com acionamento elétrico

 

EQUIPAMENTOS FORD KA SEDÃ 2019
Motor 1,5
Versão SE PacoteSE Plus SE Pacote SE Plus SEL Titanium
Alarme volumétrico
Ar-condicionado
Assistente de partida em aclives
Banco do motorista com ajuste de altura
Banco traseiro dividido 60:40
Bancos de couro
Bancos parcialmente de couro
Bolsas infláveis laterais e de cortina
Câmbio só automático
Câmbio só manual
Câmbio manual ou automático
Câmera de ré
Central multimídia SYNC 3 com tela flutuante de 6,5″
Compartimento para celular no painel do MyFord Dock
Computador de bordo
Controle de cruzeiro (c/ câmbio automático)
Controle de estabilidade e tração
Direção eletroassistida
Duas entradas USB de carregamento rápido
Engates Isofix para dois bancos infantis
Faróis de neblina
Iluminação do porta-luvas
Maçanetas e retrovisores na cor do veículo
Partida por botão
Quatro alto-falantes
Rádio MyConnection com Bluetooth
Repetidoras de setas nos espelhos
Retrovisores elétricos
Rodas de aço de 14″
Rodas de aço de 15″
Rodas de liga de alumínio de 15″
Sensor de estacionamento traseiro
Travas elétricas das portas
Vidros dianteiros com acionamento elétrico
Vidros traseiros com acionamento elétrico
(4.418 visualizações, 2 hoje)