A polícia de Tochigi, no Japão, ganhou um poderoso aliado no combate ao crime, uma unidade do Nissan GT-R, um dos carros mais rápidos do mundo, foi doada à corporação por um morador. A versão comprada pelo generoso cidadão foi a Pure. Toda a conversão e preparação do veículo para a atividade policial foi feita por uma empresa local, sem a participação de engenheiros da Nissan.

Todo ano a Nissan entrega cerca de 1.000 veículos à Agência Nacional de Polícia do Japão. Este GT-R, no entanto, não faz parte de uma frota e nem estão previstas outras entregas do modelo para a polícia de Tochigi. Trata-se de uma compra única realizada pelo próprio doador do carro.

O reverenciado Nissan Skyline GT-R foi criado no fim dos anos 1960 para ser o carro topo de linha da gama de produtos da marca e vitrine das mais avançadas tecnologias e capacidades de performance. O modelo transcendeu o universo automobilístico, tornando-se um ícone da cultura popular graças ao desempenho arrebatador consagrado nas pistas, em filmes de ação e vários jogos eletrônicos.

Toda essa mística vem envolta por um design externo que faz poucas concessões às modas, cujas linhas são, ao mesmo tempo, suaves e musculosas, além das já icônicas quatro lanternas traseiras circulares, que se tornaram a assinatura do GT-R.

A atual geração, conhecida pelo código R35, mantêm-se fiel às suas origens, oferecendo dirigibilidade espetacular graças às tecnologias automobilísticas de última geração. É dotado de um motor V-6 de 3,8 litros, biturbo de alto desempenho — com 572 cv na versão 2017 —, câmbio robotizado dupla-embreagem de 6 marchas com opção de comando tipo borboleta no volante e um sistema tecnologicamente avançado de tração nas quatro rodas, que faz o veículo aproveitar com facilidade a potência disponível.

JJ

(767 visualizações, 1 hoje)