Devagar se vai ao longe, talvez este seja um mote que poderíamos aplicar a esta série de matérias sobre restauração da Kombi Corujinha 1973, saia e blusa, branca e amarela, do meu amigo Tonho, aliás Antônio Carlos Carlini Pereira.

Foi neste lugar que a Corujinha ficou parada por muitos anos antes do Tonho conseguir comprá-la, e olhando assim até parece que a restauração seria uma moleza

O trabalho começou em julho de 2016 e iniciamos o seu registro com a matéria “Missão quase impossível” publicada em 23 de janeiro de 2017, quando a situação da Kombi Corujinha “inspirava cuidados”. A foto abaixo reflete o estado de coisas no começo dos trabalhos:

A estas alturas as coisas foram ficando cada vez mais complicadas

O estágio seguinte desta restauração foi registrado na matéria “Kombi do Tonho: restauração prossegue”, publicada em 13 de fevereiro de 2018, mostrando que o trabalho prosseguia, mas estava longe de terminar:

A conclusão dos trabalhos ainda estava longe de ser alcançada

E agora, em junho de 2018, vamos reportar como o trabalho finalmente foi concluído, e como vamos registrar que esta Kombi Corujinha já alçou voo em Pouso Alegre, MG

Durante esse último ano, foram concluídas todas as atividades de funilaria e iniciada a preparação para a pintura, nivelamento com massa poliéster.

É nessa etapa que os defeitos começam a despontar o que demanda correção da lataria, sempre visando o melhor resultado.  Foi um trabalho individual até essa fase.

Por conta de uma cirurgia de catarata, “coisas da idade”, o Tonho teve que fazer uma pausa por recomendação médica e ficar afastado da poeira, soldas e outras atividades, por cerca de dois meses. Após esta fase, já totalmente recuperado, e enxergando bem melhor, ocorreu um efeito colateral da melhoria da visão: ele começou a perceber mais alguns pontos que careciam de correções adicionais.

 

A pintura

Já com a primeira fase de preparação concluída, a Kombi foi entregue a uma oficina e contratada a pintura de acabamento, o que levou aproximadamente dois meses.

Voltando a primeira vez da pintura, parecia que tudo estava bem…

Pois bem… tudo poderia ter terminado aqui, permitindo que a montagem final e a colocação em marcha fossem iniciadas. Mas, inconformado com o alinhamento das portas dianteiras, pois após a pintura os defeitos ficaram mais aparentes, o Tonho voltou ao seu sítio e não se conteve: com disco de corte na esmerilhadeira começou a retrabalhar as portas que foram devidamente cortadas e refeitas.

Não é necessário dizer que a pintura teve que ser refeita também.

 

A tapeçaria

Já com a pintura terminada, foram iniciados os trabalhos de forração interna e montagem dos frisos. Essa Kombi originalmente era do modelo standard que saía de fábrica sem frisos e sem forração interna, bem espartana e sem cromados. Nesta altura o Tonho comentou: “Desde o início era minha intenção transformá-la o mais próximo possível do modelo Luxo, sendo necessária a colocação dos frisos externos, calotas e emblema VW dianteiro cromado; além de toda forração interna, incluindo a forração do teto, que no modelo standard não existia”. A forração das portas e laterais e os tecidos necessários foram comprados do Sr. Elias, especialista em Kombis de Brotas, no estado de São Paulo.

Esta etapa foi terminada com a ajuda e orientação de J. Carlo Burza, amigo do Tonho, também de Pouso Alegre. Ele é realmente um grande profissional e conhecedor da arte da tapeçaria, mas que já está aposentado, portanto não trabalha mais. Porém, por consideração e boa vontade para com o Tonho, ele resolveu dar uma ajuda e graças a isso foi possível terminar mais essa etapa com boa qualidade.

 

Parte mecânica

Foi feita uma revisão geral no sistema de freio com troca do cilindro-mestre e dos cilindros das rodas, troca da suspensão dianteira, restauração do sistema de troca de marchas (trambulador), revisão nas caixas redutoras com troca de retentores, troca das guias de válvulas do motor. Além da pintura da lataria do motor.

 

Parte elétrica

A parte elétrica foi totalmente refeita, foram trocados os cabos e acessórios necessários. Todos os comandos foram devidamente testados, estando funcionando perfeitamente.

Aqui cabe exaltar uma atividade especial. O rádio original, um receptor Blaupunkt AM (amplitude modulada) foi totalmente remodelado.  Aqui entrou o conhecimento do seu filho Thales, também engenheiro eletrônico, que atualmente está trabalhando na MAN/VW em Resende ,RJ.

O Thales, durante seu período de férias, com muita paciência e dedicação, fez um trabalho fantástico de atualização tecnológica deste rádio. Foram retirados todos os componentes internos, mantidos a caixa e todos os detalhes originais, tais como os botões de sintonia e volume e os botões do seletor de liga/desliga e seleção de ondas; porém o interior foi totalmente modernizado, e as seguintes funções foram implementadas: som estereofônico com 25 W por canal, entrada para pen drive, entrada auxiliar, rádio FM e conexão por Bluetooth.

O mostrador digital deixa ver que do bom e velho rádio Blaupunkt AM sobrou só a aparência e agora ele é um equipamento em conformidade com o estado da arte para este tipo de equipamento

 

Botão da buzina

O botão original estava todo danificado e não funcionava, esse é um item de vital importância estética e que atualmente é muito difícil de se encontrar. Depois de muito procurar, sem sucesso, seja pela qualidade seja pelo alto custo, o Tonho optou por fazer um botão de buzina de madeira. O resultado ficou satisfatório, muito elegante e funciona muito bem; o botão de madeira certamente deu um toque de distinção ao volante da Corujinha.

 

O elegante resultado do botão de buzina em madeira, pronto e instalado no volante

No dia 15 de março de 2018 o Tonho retornou com a Corujinha para a oficina especializada em pintura em Pouso Alegre para fazer as últimas correções e com isso, dar como encerrada a restauração. Assim, conforme previsto, no final de março, após dois anos de trabalho, aconteceu o tão esperado “Voo da Corujinha”.

 

Acessórios

Colocação do para-brisa tipo Safari. Esse acessório não saía nas Kombis brasileiras, porém é um item que além de realçar a parte estética traz um certo conforto aos usuários, aumentando a ventilação interna.

Detalhe para os para-brisas com o kit Safari que permite a sua abertura, aumentando o conforto nos dias quentes

Agora chegou a hora de ver as fotos da Corujinha pronta, depois de um trabalho que pudemos acompanhar pelas postagens aqui na nossa coluna Falando de Fusca & Afins:


 

O Tonho é muito cuidadoso e habilidoso em seus trabalhos, nos diferentes tipos de atividade, aliás como pudemos acompanhar nestes três capítulos. A restauração desta Kombi Corujinha ficou muito boa e mais uma Kombi foi “salva” e ficará por muito tempo mais alegrando a todos com a sua presença. Destaque para o cachorrinho, o Alfredo, que aparece na foto de entrada da matéria.

Ficam aqui os parabéns para o Tonho por mais este veículo que ele restaurou. Acho que os antigomobilistas sempre comemoram quando um carro antigo “volta à vida” e esta Kombi Corujinha está apta a dar seus voos por aí em grande estilo.

AG

NOTA: Nossos leitores são convidados a dar o seu parecer, fazer suas perguntas, sugerir material e, eventualmente, correções, etc. que poderão ser incluídos em eventual revisão deste trabalho.
Em alguns casos material pesquisado na internet, portanto via de regra de domínio público, é utilizado neste trabalho com fins históricos/didáticos em conformidade com o espírito de preservação histórica que norteia este trabalho. No entanto, caso alguém se apresente como proprietário do material, independentemente de ter sido citado nos créditos ou não, e, mesmo tendo colocado à disposição num meio público, queira que créditos específicos sejam dados ou até mesmo que tal material seja retirado, solicitamos entrar em contato pelo e-mail alexander.gromow@autoentusiastas.com.br para que sejam tomadas as providências cabíveis. Não há nenhum intuito de infringir direitos ou auferir quaisquer lucros com este trabalho que não seja a função de registro histórico e sua divulgação aos interessados.
A coluna “Falando de Fusca & Afins” é de total responsabilidade do seu autor e não reflete necessariamente a opinião do AUTOentusiastas.
(3.453 visualizações, 1 hoje)