A obrigação do motorista é sempre dirigir bem, não importando as condições da via ou do carro. Só que estrada boa ajuda a dirigir melhor, e carro bom, idem.

O suve XC40 é desses que ajudam a dirigir melhor.

A posição para dirigir é perfeita. Apesar de ser um suve, o desnível entre o assento e o assoalho é pequeno e se assemelha ao de um sedã. Volante e banco do motorista com amplas variações de posição, sendo as regulagens do banco do motorista elétricas, sem esquecer que os bancos dianteiros são bem anatômicos. Logo se acha posição ideal.

O volante tem bom tamanho e empunhadura, a direção conta com assistência elétrica muito bem indexada à velocidade. Quando selecionado o modo Dynamic, ou seja, o esportivo, a assistência diminui, o que favorece a precisão da condução.

Estar bem acomodado é essencial para dirigir bem, e nisso o XC40 é pródigo

A estabilidade é exemplar sob quaisquer condições. Nem parece ser um suve; a carroceria pouco rola. Parece que se está dirigindo um sedã dos bons, agarrado ao chão e com trajetória exata. Ele traça as curvas com precisão de compasso.

Ótimo aproveitamento da elevada potência do motor turbo 2-litros de 252 cv. A tração nas quatro rodas, distribuída conforme a demanda, permite acelerar bastante forte nas saídas de curva, mesmo em asfalto molhado.

Freios, a disco nas quatro rodas, com os dianteiros ventilados, são excelentes.

O XC40 é rápido e tranquilo na estrada, e gasta pouco combustível

Segundo a Volvo, acelera de 0 a 100 km/h em 6,4 segundos e atinge 230 km/h. É mesmo um suve esportivo. Não só acelera forte e atinge alta velocidade, como impressiona com o quanto é bom e divertido numa subida de serra ao ser tocado rapidamente.

O motor turbo de 4 cilindros  T5 Drive-E tem bloco e cabeçote de alumínio, duplo comando de válvulas acionados por correia dentada e variador de fase na admissão, e injeção direta; é a gasolina apenas. Entrega 252 cv a 5.500 rpm, mas não é aí, na sua alta potência máxima, seu destaque. Este fica para o elevado torque máximo de 35,7 m·kgf entre 1.800 e 4.800 rpm, ou seja, seu torque máximo engloba quase toda sua faixa de giro. E veja, esse é o torque máximo, o que não quer dizer que abaixo das 1.800 rpm ele já não ofereça tremendo torque e, por conseguinte, muita potência. Isso resulta num carro prestativo em baixo giro como nunca vi. Esses modernos motores turbo surpreendem cada vez mais. E continuam evoluindo.

Não parece, mas debaixo dessas capas plásticas há um belo motor

A 120 km/h reais e em 8ª e última marcha do seu câmbio automático epicíclico o giro é de apenas 2.000 rpm. O câmbio está perfeitamente programado para utilizar da melhor maneira as características do motor. Então, com moderada aceleração, ele vai subindo marcha — de maneira quase imperceptível — e mantendo o giro baixo. Em estradas que requerem variação de velocidade, com curvas e ultrapassagens, viaja-se rápido, bem rápido, sem que o conta-giros mostre mais que 2.200 rpm. Sobe-se ligeiro uma serra sem que o motor passe de 2.500 rpm. Isso porque a essas rotações já há um bocado de potência empurrando esse suve de 1.762 kg em ordem de marcha. E assim ele parece leve e sobretudo delicioso de guiar.

Com rotação tão baixa, é muito silencioso, suecamente silencioso, tão quanto neve caindo numa noite sem vento.

A plaqueta das pressões recomendadas dos pneus diz muito. Para quem pretende viajar acima dos 160 km/h, mais pressão. Acredite, tem país em que isso pode.

Porém, se procurar agito, acha. Uma acelerada a fundo — seja lá em que modo de condução ele estiver, Eco, Comfort, Off-Road, Dynamic — e basta um kickdown para o giro subir rápido e ele disparar. Os 6,4 segundos para 0 a 100 km/h já dizem o quanto ele acelera. Dispara e não é qualquer um que o acompanha, não mesmo. É o suve com comportamento mais esportivo que já dirigi. E nem por isso tem suspensão dura, roda macio. É um suve, não é um sedã de luxo, mas a rodagem é bem macia.

A versão testada é a Momentum, a intermediária, que custa R$ 194.950. A topo de linha é a R-Design, cujos diferenciadoresestão no colorido mais esportivo, teto preto e suspensão mais firme, que custa R$ 214.950. A de entrada, menos potente (194 cv) e com tração só dianteira, programada para chegar em julho, custará ao redor de R$ 167.000.

Leitura da traseira típica dos Volvo atuais

A Volvo faz questão de frisar que o XC40 não é um suve só na aparência. Frisa que ele topa um off-road sério. Não há como discordar. A grande altura livre do solo, 210 mm, e a tração nas 4 rodas lhe dá capacidade para encarar muita lama e, principalmente, neve, onde as condições de aderência são críticas.

Subi a serra de Bertioga a Mogi das Cruzes, SP, a qual conheço como a palma da mão, sob chuva, estrada vazia. Ficou evidente o quanto a tração nas quatro rodas ajuda nas acelerações em saídas de curva, quando uma aceleração mais forte, fosse a tração só dianteira, provocaria perda de tração e o consequente subesterço, saída de frente. Com a tração nas quatro rodas parte do torque ia para o eixo traseiro e o XC40 não escorregava um triz e seguia fielmente o traçado pretendido. Isso sem contar que ele tem controle de tração, porém não abusei a ponto de ele intervir, já que, afinal, estava numa estrada pública e não num autódromo.

As trocas manuais só são feitas pela alavanca, porém a boa programação do câmbio as dispensa  quase totalmente

Ao acelerar nas saídas de curva parecia piso seco, tão bem que tracionava. Mas sempre é bom lembrar que a tração nas quatro rodas só apresenta sua diferença nas acelerações. Na freada e no contorno da curva tanto faz o tipo de tração. Até aí o piso é igualmente molhado e menos aderente para ambos os sistemas. A diferença está em se poder acelerar mais forte nas saídas de curva; só isso.

As vantagens do 4×4 no off-road e na neve dispensa comentários.

O banco traseiro não é maravilhoso, mas é bom. Espaço tem, mas não é tão aconchegante como os que os bons sedãs oferecem. O porta-malas é amplo, 460 litros. O consumo, segundo o Inmetro, é de 8,5 km/l na cidade e 10,8 km/l, na estrada. Comigo ele gastou um pouco menos menos,mas nada significativo. O tanque de combustível é de 54 litros.

No banco traseiro dois adultos viajam bem, porém não são aconchegantes

O desenho exterior é do britânico Ian Kettle. Logo se vê que o XC40 objetiva atrair o público jovem, um segmento até então não muito chegado à marca. Por sinal, quando começaram a trabalhar no seu projeto, em 2013, Ian tinha só 26 anos. Não há alto-falantes nas portas, o que abre espaço para maiores porta-objetos, que, por sinal, são acarpetados, o que evita escorregamentos e bateções de chaves, caixinha de balas, etc. O sistema de som é simplesmente ótimo. Sueco gosta de silêncio e som bom, apesar de achar o conjunto Abba o máximo. Mas o som reproduz da melhor maneira um bom jazz, fique tranquilo.

Design de um jovem para os jovens, o que não impede que os mais velhos também gostem

Bom, como já falei bastante sobre o desenho, volto ao que nos interessa. Ele não tem borboletas para troca manual de marcha. Isso é feito somente pela alavanca, trazendo-a para a esquerda (-) ou  levando-a para a direita (+). Nas reduções comandadas a perfeita aceleração interina automática evita qualquer tranco. Porém, em Drive ele não aceita esses comandos, só estando o câmbio em modo manual, obtido por um toque na alavanca para trás quando em Drive. Tudo bem, afinal com o avanço na programação dos câmbios automáticos essa função Manual ficou desnecessária para desempenho, ficando para obter freio-motor ou para mera diversão.

Diferentes modos de condução, porém a Comfort é pau-pra-toda-obra

Para um dirigir mais rápido o modo Dynamic se presta perfeitamente bem, pois “estica” e retém mais as marchas na medida certa. Nele, o acelerador apresenta resposta mais pronta e a direção, como já disse, fica mais firme, tem sua assistência diminuída. Tudo na medida certa para um suve esportivo, ma sem exageros. A rotação de estol do conversor— pé no freio e aceleração ao máximo, para uma largada — é de 2.800 rpm.

Instrumentos de boa visualização e desenho limpo, estilo nórdico

O modo Eco se presta bem para a cidade e para estradas de pista dupla, porém para estradas de pista simples e/ou com sucessivas curvas ele deixa de ser o ideal, pois tem roda-livre e não dá freio-motor. Mas mesmo no modo Eco ele responde rápido ao kickdown e acelera de imediato, nada de ficar chocho.

O modo Off-Road, não testei, pois não encontrei condições radicais o bastante.

Carro obediente, previsível e de bom desempenho, que agrada ao bom motorista

O modo Comfort deverá ser o mais usado e é justamente o modo padrão toda vez que se liga o carro. Deixe-o com ele e siga como quiser, rápido ou devagar, que ele irá bem entendê-lo e atendê-lo.

Apesar de nem ter entrado na versão R-Dynamic, não vejo por que optar por uma suspensão mais firme que a da Momentum. Esta, como está, está no ponto. Fora que todo R-Dynamic vem com teto preto e teto preto só funciona bem para derreter gelo.

Porta-malas de 460 litros com práticas separações

E como não poderia deixar de ser, a Geely, grupo Chinês hoje dono da Volvo, tem lá sua variante do XC40, o X7 Sport. Menos sofisticado e potente, guarda muitas semelhanças, como se pode constatar nas fotos. Assim como há décadas a VW absorveu a tecnologia da Audi comprando-a, a Geely repete o feito, o que, por sinal, é comum na indústria automobilística.

Mais detalhes, inclusive do sistema multimídia, dê uma lida na boa matéria que o Josias Silveira escreveu imediatamente após o lançamento no mês passado.

AK

 

Nota: será produzido um vídeo neste final de semana, a ser incorporado posteriormente.

Mais fotos e a seguir ficha técnica e lista de equipamentos.

 

 

FICHA TÉCNICA VOLVO XC40 MOMENTUM/R-DESIGN
MOTOR
Designação do motor T5 Drive-E
Arquitetura do motor 4 cilindros em linha, duplo comando de válvulas, correia dentada, variador de fase na admissão, injeção direta, turbocompressor com interresfriador, gasolina
Sistema de tração Integral
Cilindrada (cm³) 1.969
Diâmetro (mm) 82
Curso (mm) 93,2
Taxa de compressão 10,8:1
Potência máxima (cv/rpm) 252/5.500
Torque máximo (m·kgf/rpm) 35,7/1.800-4.800
CÂMBIO
Tipo Automático epicíclico Aisin Warner, 8 marchas, tração integral
Relações das marchas (:1) 1ª 5,250; 2ª 3,029; 3ª 1,950; 4ª 1,457; 5ª 1,221; 6ª 1,000; 7ª 0,809; 8ª 0,673; Ré 4,015
Relação de diferencial (:1) 3,329
SUSPENSÃO
Dianteira Independente, McPherson, mola helicoidal, amortecedor pressurizado e barra estabilizadora
Traseira Independente, multibraço, mola helicoidal, amortecedor pressurizado e barra estabilizadora
DIREÇÃO
Tipo Pinhão e cremalheira, eletroassistida indexada à velocidade
Diâmetro mínimo de giro (m) 11,4
FREIOS
Dianteiros (Ø mm) Disco ventilado/322
Traseiros(Ø mm) Disco/302
Controle ABS (obrigatório), distribuição eletrônica das forças de frenagem e auxílio à frenagem
RODAS E PNEUS
Rodas Alumínio, 6,5Jx19 ou 7,5Jx20
Pneus 235/50R19 ou 245/45R20
CONSTRUÇÃO
Tipo Monobloco em aço, suve, 4 portas, 5 lugares
DIMENSÕES (mm)
Comprimento 4.425
Largura sem/com espelhos 1.863/2.034
Altura 1.652
Distância entre eixos 2.702
Bitola dianteira/traseira 1.601/1.626
Distância mínima do solo (mm) 210
PESOS E CAPACIDADES
Peso em ordem de marcha (kg) 1.762
Carga útil (kg) 458
Carga máxima no teto (kg) 75
Tanque de combustível (L) 54
Porta-malas (L) 460
AERODINÂMICA
Coeficiente aerodinâmico (Cx) 0,34
Área frontal (calculada, m²) 2,46
Área frontal corrigida (m²) 0,83
DESEMPENHO
Aceleração 0-100 km/h (s) 6,4
Velocidade máxima (km/h) 230
CONSUMO DE COMBUSTÍVEL
CÁLCULOS DE CÂMBIO
V/1000 em 8ª (km/h) 58,5/59,5*
Rotação a 120 km/h em 8ª (rpm) 2.050/2.000*
Rotação à vel. máxima em 6ª  (rpm) 5.900/5.750*
* com pneus 245/45R20

 

EQUIPAMENTOS DO VOLVO XC40
T5 Momentum T5 R-Design
First Edition First Edition
ÁUDIO E NAVEGAÇÃO
Apple CarPlay e Android Auto
Carregador para smartphone por indução (Wireless)
Comando de voz
Conexões: 2 USB dianteiro, 1 USB traseiro e Bluetooth
Controles do áudio no volante
Sistema de áudio Harman Kardon: 13 alto-falantes c/ subwoofer – 600 W
Sistema de navegação – Sensus Navigation Pro com RSI (Road Sign Information)
BANCOS
Banco do motorista com regulagem elétrica e memória
Banco do passageiro com regulagem elétrica
Banco e encosto de cabeça traseiros com rebatimento elétrico
Bancos dianteiros com aquecimento
Bancos dianteiros com suporte de coxa ajustável
Bancos dianteiros com suporte lombar elétrico
Bancos esportivos R-Design com revestimento em couro e nobuck
Bancos revestidos de couro
CLIMATIZAÇÃO
Ar-condicionado digital bizona
Sistema de qualidade de ar multiativo – Clean Zone
Teto solar panorâmico elétrico
INSTRUMENTOS
Painel central de LCD com 9? tátil e antirreflexo
Quadro de instrumentos digital com 12,3? personalizável
SEGURANÇA
Aviso de de cinto de segurança desatado
Bolsas infláveis frontais para motorista e passageiro (obrigatório)
Bolsas infláveis laterais
Cintos de segurança com pré-tensionador e limitador de esforço
Engates Isofix para dois bancos infantis
Sistema de alerta ao motorista
Sistema de alerta de colisão traseira
Sistema de alerta de mudança de faixa com assistente de direção
Sistema de alerta de ponto cego com tráfego transversal e assistente de direção
Sistema de frenagem automática na cidade
Sistema de proteção contra impactos laterais
Sistema de proteção contra lesões na coluna cervical (efeito-chicote)
Sistema de proteção em saída de estrada
Sistema digital de leitura de placas de sinalização viária
Sistema Inteligente de informação
SISTEMAS DE TRAVAMENTO E PREVENÇÃO
Abertura / fechamento do veículo sem chave
Alarme
Chave com controle remoto integrado e memória
Chave revestida em couro com controle remoto integrado e função memória
Partida do motor sem chave
Sensor de monitoramento interior
Trava elétrica para crianças nas portas traseiras
Travamento elétrico central para as portas e porta-malas
Travamento privado para o porta-malas
Vidros elétricos nas quatro portas um-toque
AUXÍLIO AO MOTORISTA E TECNOLOGIA
Assistente de descidas íngremes
Assistente de direção semiautônoma até 130 km/h
Assistente de estacionamento paralelo e perpendicular (Park Assist)
Assistente de partida em aclive e declive
Borboletas no volante para trocas de marchas manuais –-
Câmera com visão 360 graus (traseira, dianteira e laterais)
Computador de bordo
Configurador de modo de condução – Drive Modes
Controle de velocidade de cruzeiro adaptativo (ACC)
Função desliga/liga nas paradas (start/stop)
Sensor de chuva
Sensores de estacionamento dianteiro e traseiro
Sistema de entretenimento e conectividade (Sensus Connect)
Volante com regulagem de altura e distância
Volvo on Call
SISTEMAS DE ILUMINAÇÃO
Faróis com acendimento automático
Faróis com função antiofuscante
Faróis com luzes direcionais ativas
Faróis de neblina de LED
Faróis Full LED com nivelamento automático
Luzes de rodagem diurna (DRL)de LED
INTERIOR
Acabamento interno – R-Design
Acabamento interno – Urban Grid Alluminium
Descansa-braço braço dianteiro
Descansa-braço traseiro com porta-copos e porta-objetos
Espelho retrovisor interno com escurecimento automático
Gaveta porta-objetos sob o banco do motorista
Jogo de tapetes
Jogo de tapetes R-Design
Manopla de cambio R-Design revestida em couro
Para-sóis com espelho e iluminação
Pedais esportivos R-design
Porta-copos no console dianteiro
Porta-luvas com gancho porta-bolsas
Porta-objetos nas portas dianteiras
Porta-objetos no console central
Volante esportivo R-Design revestido em couro
Volante revestido em couro
EXTERIOR
Barras de teto alumínio
Barras de teto black piano
Defletor traseiro
Defletor traseiro R-Design
Espelhos retrovisores elétricos com desembaçador e memória
Espelhos retrovisores externos com escurecimento automático
Espelhos retrovisores retráteis por acionamento elétrico
Friso dos vidros laterais com acabamento em black piano
Grade frontal Momentum
Grade frontal R-Design
Para-choques esportivos R-Design
Soleira de porta R-design
CHASSI
Chassi Dynamic
Chassi Sport
Controle dinâmico de estabilidade e tração – DSTC
Freio de estacionamento elétrico
RODAS
Rodas de alumínio 19” Black Diamond com pneus 235/50 R19
Rodas de alumínio 20” Black Diamond com pneus 245/45 R20
Sistema de monitoramento de pressão dos pneus – TPMS
COMPARTIMENTO DE BAGAGEM
Abertura e fechamento elétrico do porta-malas com função Hands-Free
Assoalho do porta-malas rebatível para divisão de bagagens
Estepe temporário
Tomada 12 V
(2.289 visualizações, 1 hoje)