Ao contrário dos políticos, o novo Volvo XC40 cumpre o que promete: é esportivo e utilitário, justificando as duas primeiras letrinhas da sigla da moda SUV. Esportivo, faz o 0 a 100 em rápidos 6,4 segundos e chega a 230 km/h. E tem espaço interno para justificar o “utilitário”, inclusive um bom porta-malas com capacidade para 460 litros. Além disso, o XC40 tem tração nas quatro rodas.

Além de comportamento esportivo, um SUV deve ter bom espaço interno para ser utilitário

Existem dezenas de modelos de SUVs, porém a maioria são crossovers, plataformas de automóveis que adotam uma carroceria mais alta e com aspecto mais parrudo, parecendo um jipinho também pela maior altura do solo.

Porém, tem tração apenas na dianteira e ficam longe da esportividade. As propostas de um SUV são difíceis de conciliar: um veículo alto, grande e pesado que tenha comportamento esportivo no asfalto e se entenda bem com estradas precárias com terra, lama ou areia.

“Então, os fabricantes estão nos enganando”? Não, juntar tudo isso em um único veículo é caro e poucos podem pagar por isso. Quem quer um “SUV” cujo preço começa nos R$ 60/70 mil recebe pelo que pagou.

Quer um SUV rápido no asfalto e que encare caminhos complicados? Vá para os modelos Premium, que sempre custam (bem) acima dos R$ 100 mil.

Linhas de carroceria seguem os irmãos maiores XC 60 e XC90, com lanternas traseiras à moda da casa

Exatamente essa é a proposta da sueca Volvo (parte do grupo chinês Geely), que agora completa sua família de utilitários esportivos, importando o compacto XC40, o terceiro da família XC.

E o 40 nem é tão compacto, já que tem 4.425 mm de comprimento e 2,702 mm de distância entre eixos. Mas é o menor SUV da família, que já tinha o XC90 e X60.  Mesmo custando entre R$ 170 e 215 mil, a Volvo espera aumentar suas vendas anuais de 3.500 veículos para 6.000 com a chegada do XC40.

Tudo indica que existem muitos compradores. Leandro Teixeira, diretor de marketing, diz que “só a pré-venda já passou de 1.000 pedidos”. Quem comprar agora terá espera de 90 a 120 dias.

Primeiro estreiam as versões de topo, Momentum e R-Design (R$ 194.950 e 214.950 respectivamente). A versão mais “simples” do XC40, a T4, virá somente a partir de julho (por R$ 169.950).

Existem várias diferenças de acabamento e sofisticação de equipamentos e as três versões do XC40 mostram também performance distintas. O mesmo motor 2-L de quatro cilindros, da nova família Drive-E, oferece diferentes rendimento devido a acertos no turbocompressor e gerenciamento eletrônico. O câmbio será sempre automático epicíclico de oito marchas.

Quando mais caro, mais equipamentos; no topo da gama do XC40 está este R-Design

As versões Momentum e R-Design oferecem 255 cv e na T4 são 192 cv. A Volvo afirma que as duas versões de topo, que aceleram de 0 a 100 km/h em 6,4 segundos e chegam aos 230 km/h, fazem do XC40 o SUV mais rápido dos compactos.

Este novo motor Drive-E é de ultima geração, adota o turbo não apenas para performance como também para economia de combustível. Se trata de um downsizing, um motor de relativamente pequeno com rendimento de maior cilindrada. Para isso, tem recursos como baixo atrito interno, comandos variáveis e eletrônica de última geração. Trabalha liso e, dirigido com tranquilidade, é econômico. Mas, a melhor característica desses motores atuais está no torque. No XC40 são 35,9 kgfm que se mantém entre 1.800 e 4.800 rpm. Ou seja, logo depois da marcha-lenta já se tem torque máximo, que se mantém quase até a potência máxima (que ocorre a 5.500 rpm). Um motor com este tipo de desempenho seria impensável poucos anos atrás.

Mesmo assim, tenho saudades do motor cinco-cilindros turbo da Volvo, que tem a suavidade de funcionamento de um seis cilindros com uma bela performance. Aliás, não tenho saudade nenhuma, já que tenho uma Volvo SW 850 T5, de 1998, o “tijolo voador”.

O novo motor 2,0 turbo é modular e com potência variável; também deu origem a um três cilindros 1,5-L.

O novo motor E-Drive quatro-cilindros também é modular e em breve vai surgir também um XC40 com motor três-cilindros turbo, de 1,5 litro de cilindrada e pouco mais de 150 cv. Ou seja, exatamente o motor 2-L com um cilindro a menos. Esta versão (que ainda não se sabe se será importada) terá câmbio manual de seis marchas.

E mais: este três-cilindros será usado também para um XC40 híbrido, que terá motorização elétrica e a combustão. A Volvo, como a maioria dos fabricantes de luxo, se preocupa em agradar todas as tribos de malucos, dos ecológicos aos fanáticos por desempenho.

Entre as três versão dos XC40 que serão comercializados por aqui, vale a máxima de quando mais caro, mais recursos. As versões de topo, além de acabamento mais luxuoso, muita eletrônica de segurança (de apoio ao motorista e anticolisão) contam também com mimos como borboletas no volante para mudanças manuais de marcha e rodas de aro 20″ — as rodas variam de 18″ a 20″ de acordo com a versão.

Todos os XC40 têm tração nas quatro rodas, rodando normalmente com 90% de força na dianteira e apenas 10% na traseira. Conforme a necessidade, a tração se ajusta automaticamente (com acoplamento viscoso) até chegar a 50-50% nos dois eixos. O que não só ajuda a vencer estradas de terra, mas também garante maior estabilidade no asfalto em pilotagens mais vigorosas e curvas rápidas. Com muita eletrônica, existem cinco modos de condução para se adaptar melhor ao estilo de condução de cada motorista.

Sistema eletrônico de segurança lê obstáculos à frente e freia o XC40 caso o motorista não reaja

Como acontece na linha Premium, são muitos recursos de entretenimento e segurança, uma obsessão da marca sueca. A Volvo fala em “veículo semiautônomo mais barato do Brasil”. Há certo exagero, já que são sistemas eletrônicos existentes em outras categorias de luxo, considerados “auxiliares de direção”.

Interior é amplo e com muito luxo, como acontece em veículos Premium

Painel em TFT permite várias configurações e o volante é multifunção, com borboletas para troca de marchas

Mas, realmente o XC40 freia sozinho em situações de emergência quando o motorista não reage, além de “ler” placas e faixas de sinalização de estradas bem conservadas e com padrão internacional, que são poucas no Brasil.  A direção com assistência elétrica traz o carro de volta quando se ultrapassa uma linha divisora de faixas e resiste um pouco em mudanças de faixas se o motorista não sinalizar a manobra.

Você conseguiria não gostar de um SUV Premium rodando pelo litoral catarinense?

Em estrada de pista dupla em Santa Catarina — rodando a beira mar saindo de Itajaí em direção à Florianópolis — levei várias “broncas” por mudar de faixa sem sinalizar (não havia veículos na minha traseira). Depois de algumas manobras destas, o XC40 sugeria que eu parasse para tomar um café. Minha resposta não era muito educada, usando exatamente o mesmo verbo “tomar”.

Estes recursos são desativados na versão T4 de entrada, mas podem ser programados pelos concessionários, com um custo de R$ 5 mil, segundo a Volvo.

A garantia é de dois anos, mas pode ser estendida por mais dois anos. Melhor comprar os dois anos extras: a manutenção de carros com muita eletrônica é sempre complicada.

Martelo de Thor em LEDs virou símbolo do fabricante sueco, mostrando que “a Volvo voltou a ser Volvo”

Iluminação é Full LED, com lanternas traseiras trazendo o desenho típico da Volvo. E, assim com os SUVs maiores XC60 e XC90, o XC40 mostra em LEDs o “martelo de Thor” nos faróis, sua sinalização de rodagem diurna (DLR, na sigla em inglês).

Com este símbolo escandinavo, a Volvo comemora sua “volta a ser sueca”, mesmo com capital chinês.

Porém, os chineses dão liberdade criativa para a engenharia sueca, bem diferente da época que a Volvo pertenceu à Ford (entre 1999 e 2010). Naquela época, a classificação mais simples era de que “um Volvo era um Mondeo com uma carroceria diferente”.

Nota do escriba: Talvez a matéria que você acabou de ler seja uma pouco tendenciosa. Gosto de Volvo e faz tempo. A foto acima mostra uma das razões. Eu tinha uns oito anos e meu pai Jordão era o orgulhoso dono deste Volvo PV444 de 1951, que ele comprou com uns três anos de uso. Eu adorava ir no banco do passageiro para trocar as três marchas no câmbio do assoalho, um luxo nos carros dos anos 1950 e que se popularizou por aqui exatamente nos primeiros Fusca e nos Volvo importados.

Nessa época cheia de carros americanos, o padrão eram as marchas na coluna de direção. Quem conheceu isso sabe muito bem o que significa “encavalar marchas”(uma marcha não desengatava, mas entrava a outra. Ou não entrava nenhuma e sempre a alavanca travava).

JS

 

FICHA TÉCNICA VOLVO XC40 MOMENTUM/R-DESIGN
MOTOR
Designação do motor T5 Drive-E
Arquitetura do motor 4 cilindros em linha, duplo comando de válvulas, correia dentada, variador de fase na admissão, injeção direta, turbocompressor com interresfriador, gasolina
Sistema de tração Integral
Cilindrada (cm³) 1.969
Diâmetro (mm) 82
Curso (mm) 93,2
Taxa de compressão 10,8:1
Potência máxima (cv/rpm) 252/5.500
Torque máximo (m·kgf/rpm) 35,7/1.800-4.800
CÂMBIO
Tipo Automático epicíclico Aisin Warner, 8 marchas, tração integral
Relações das marchas (:1) 1ª 5,250; 2ª 3,029; 3ª 1,950; 4ª 1,457; 5ª 1,221; 6ª 1,000; 7ª 0,809; 8ª 0,673; Ré 4,015
Relação de diferencial (:1) 3,329
SUSPENSÃO
Dianteira Independente, McPherson, mola helicoidal, amortecedor pressurizado e barra estabilizadora
Traseira Independente, multibraço, mola helicoidal, amortecedor pressurizado e barra estabilizadora
DIREÇÃO
Tipo Pinhão e cremalheira, eletroassistida indexada à velocidade
Diâmetro mínimo de giro (m) 11,4
FREIOS
Dianteiros (Ø mm) Disco ventilado/322
Traseiros(Ø mm) Disco/302
Controle ABS (obrigatório), distribuição eletrônica das forças de frenagem e auxílio à frenagem
RODAS E PNEUS
Rodas Alumínio, 6,5Jx19 ou 7,5Jx20
Pneus 235/50R19 ou 245/45R20
CONSTRUÇÃO
Tipo Monobloco em aço, suve, 4 portas, 5 lugares
DIMENSÕES (mm)
Comprimento 4.425
Largura sem/com espelhos 1.863/2.034
Altura 1.652
Distância entre eixos 2.702
Bitola dianteira/traseira 1.601/1.626
Distância mínima do solo (mm) 210
PESOS E CAPACIDADES
Peso em ordem de marcha (kg) 1.762
Carga útil (kg) 458
Carga máxima no teto (kg) 75
Tanque de combustível (L) 54
Porta-malas (L) 460
AERODINÂMICA
Coeficiente aerodinâmico (Cx) 0,34
Área frontal (calculada, m²) 2,46
Área frontal corrigida (m²) 0,83
DESEMPENHO
Aceleração 0-100 km/h (s) 6,4
Velocidade máxima (km/h) 230
CONSUMO DE COMBUSTÍVEL
CÁLCULOS DE CÂMBIO
V/1000 em 8ª (km/h) 58,5/59,5*
Rotação a 120 km/h em 8ª (rpm) 2.050/2.000*
Rotação à vel. máxima em 6ª  (rpm) 5.900/5.750*
* com pneus 245/45R20

 

EQUIPAMENTOS DO VOLVO XC40
T5 Momentum T5 R-Design
First Edition First Edition
ÁUDIO E NAVEGAÇÃO
Apple CarPlay e Android Auto
Carregador para smartphone por indução (Wireless)
Comando de voz
Conexões: 2 USB dianteiro, 1 USB traseiro e Bluetooth
Controles do áudio no volante
Sistema de áudio Harman Kardon: 13 alto-falantes c/ subwoofer – 600 W
Sistema de navegação – Sensus Navigation Pro com RSI (Road Sign Information)
BANCOS
Banco do motorista com regulagem elétrica e memória
Banco do passageiro com regulagem elétrica
Banco e encosto de cabeça traseiros com rebatimento elétrico
Bancos dianteiros com aquecimento
Bancos dianteiros com suporte de coxa ajustável
Bancos dianteiros com suporte lombar elétrico
Bancos esportivos R-Design com revestimento em couro e nobuck
Bancos revestidos de couro
CLIMATIZAÇÃO
Ar-condicionado digital bizona
Sistema de qualidade de ar multiativo – Clean Zone
Teto solar panorâmico elétrico
INSTRUMENTOS
Painel central de LCD com 9″ tátil e antirreflexo
Quadro de instrumentos digital com 12,3″ personalizável
SEGURANÇA
Aviso de de cinto de segurança desatado
Bolsas infláveis frontais para motorista e passageiro (obrigatório)
Bolsas infláveis laterais
Cintos de segurança com pré-tensionador e limitador de esforço
Engates Isofix para dois bancos infantis
Sistema de alerta ao motorista
Sistema de alerta de colisão traseira
Sistema de alerta de mudança de faixa com assistente de direção
Sistema de alerta de ponto cego com tráfego transversal e assistente de direção
Sistema de frenagem automática na cidade
Sistema de proteção contra impactos laterais
Sistema de proteção contra lesões na coluna cervical (efeito-chicote)
Sistema de proteção em saída de estrada
Sistema digital de leitura de placas de sinalização viária
Sistema Inteligente de informação
SISTEMAS DE TRAVAMENTO E PREVENÇÃO
Abertura / fechamento do veículo sem chave
Alarme
Chave com controle remoto integrado e memória
Chave revestida em couro com controle remoto integrado e função memória
Partida do motor sem chave
Sensor de monitoramento interior
Trava elétrica para crianças nas portas traseiras
Travamento elétrico central para as portas e porta-malas
Travamento privado para o porta-malas
Vidros elétricos nas quatro portas um-toque
AUXÍLIO AO MOTORISTA E TECNOLOGIA
Assistente de descidas íngremes
Assistente de direção semiautônoma até 130 km/h
Assistente de estacionamento paralelo e perpendicular (Park Assist)
Assistente de partida em aclive e declive
Borboletas no volante para trocas de marchas manuais –-
Câmera com visão 360 graus (traseira, dianteira e laterais)
Computador de bordo
Configurador de modo de condução – Drive Modes
Controle de velocidade de cruzeiro adaptativo (ACC)
Função desliga/liga nas paradas (start/stop)
Sensor de chuva
Sensores de estacionamento dianteiro e traseiro
Sistema de entretenimento e conectividade (Sensus Connect)
Volante com regulagem de altura e distância
Volvo on Call
SISTEMAS DE ILUMINAÇÃO
Faróis com acendimento automático
Faróis com função antiofuscante
Faróis com luzes direcionais ativas
Faróis de neblina de LED
Faróis Full LED com nivelamento automático
Luzes de rodagem diurna (DRL)de LED
INTERIOR
Acabamento interno – R-Design
Acabamento interno – Urban Grid Alluminium
Descansa-braço braço dianteiro
Descansa-braço traseiro com porta-copos e porta-objetos
Espelho retrovisor interno com escurecimento automático
Gaveta porta-objetos sob o banco do motorista
Jogo de tapetes
Jogo de tapetes R-Design
Manopla de cambio R-Design revestida em couro
Para-sóis com espelho e iluminação
Pedais esportivos R-design
Porta-copos no console dianteiro
Porta-luvas com gancho porta-bolsas
Porta-objetos nas portas dianteiras
Porta-objetos no console central
Volante esportivo R-Design revestido em couro
Volante revestido em couro
EXTERIOR
Barras de teto alumínio
Barras de teto black piano
Defletor traseiro
Defletor traseiro R-Design
Espelhos retrovisores elétricos com desembaçador e memória
Espelhos retrovisores externos com escurecimento automático
Espelhos retrovisores retráteis por acionamento elétrico
Friso dos vidros laterais com acabamento em black piano
Grade frontal Momentum
Grade frontal R-Design
Para-choques esportivos R-Design
Soleira de porta R-design
CHASSI
Chassi Dynamic
Chassi Sport
Controle dinâmico de estabilidade e tração – DSTC
Freio de estacionamento elétrico
RODAS
Rodas de alumínio 19” Black Diamond com pneus 235/50 R19
Rodas de alumínio 20” Black Diamond com pneus 245/45 R20
Sistema de monitoramento de pressão dos pneus – TPMS
COMPARTIMENTO DE BAGAGEM
Abertura e fechamento elétrico do porta-malas com função Hands-Free
Assoalho do porta-malas rebatível para divisão de bagagens
Estepe temporário
Tomada 12 V
(2.479 visualizações, 1 hoje)