Coincidência. Obtivemos as duas versões do Virtus em questão de motorização, o 200 TSI Highline veio primeiro, em seguida — devolve um e pega o outro — o MSI 1,6. Algo raro de acontecer. A Volkswagen foi muito ágil, já que o modelo foi lançado no dia 22/1 e andei com eles no dia seguinte num percurso relativamente curto nas rodovias dos Bandeirantes e Anhanguera. Se um carro para teste em tão pouco tempo já seria espantoso, dois é um feito. Daí a ideia desse comparativo, possível dentro da norma editorial do AE somente por se tratar de carros da mesma marca e modelo, variando só a versão. Infelizmente são da mesma cor, cinza Platinum — ou felizmente, assim dá para compará-los melhor visualmente.

São carros diferentes porém iguais, ou iguais porém diferentes, depende da ótica de cada um; fico com a primeira definição, apesar de conceitos de motor diferentes, e os câmbios, um automático, outro manual. Nem as potências de cada um — 116/128 cv do 1-L turbo e 1,6-L 110/117 cv do aspirado — parecem fazer muita diferença. Achei isto notável. Veja alguns dados dos dois:

MSI 1,6 1,0 200 TSI
Potência (cv/rpm, G;A) 110/117/5.750 116/128/5.500
Torque (m·kgf/rpm,G/A) 15,8/16,5/4.000 20,4/2.000~3.500
Aceleração 0-100 km/h (s, G/A) 10,2/9,8 10,4/9,9
Retomada 80-120 km/h (s, G/A) 15,9/15,6 (em 5ª) 18,8/18,7 (em Manual, 6ª)
Retomada 80-120 km/h (s, G/A)* 10,6 (em 4ª, álcool) 7,0 (álcool, usando o kickdown)
Velocidade máxima (km/h, G/A) 191/195 189/194
Consumo cidade (km/l, G/A) Inmetro 11,9/8,2 11,2/7,8
Consumo estrada (km/l, G/A) Inmetro 13,8/9,5 14,6/10,2
Peso em ordem de marcha (kg) 1.134 1.192
rpm a 120 km/h, última marcha 3.330 2.430
Relação peso-potência (kg/cv, G/A) 10,3/9,7 10,3/9,3

 

*Esses dados de retomadas nos foram fornecidos pela VW recentemente.

O que é igual em ambos é o quanto agradável é dirigi-los, o acerto da direção, o rodar confortável, a aptidão para tomar curvas com mais vigor com total segurança e atitude. A decisão da VW em aumentar a seção transversal dos pneus em 10 mm no Virtus, comparando com o Polo, nos aros 15 e 16, foi correta (não houve mudança com a roda de 17 polegadas do Highline). A mudança casou bem com carro mais pesado — de 1.083 para 1.134 kg e de 1.147 para 1.192 kg, versão sobre versão. Para lembrar, não há Virtus com motor 1-litro. E ambos estavam abastecidos com gasolina.

Nas fotos abaixo, MSI 1,6 e 1,0 200 TSI, nessa ordem.

É evidente que quem faz questão de câmbio automático preferirá o Virtus de motor tricilindro 1-L turbo, seja o Highline ou a versão abaixo Comfortline. Mas do ponto de vista dirigir um ou outro, utilizá-los no dia a dia, se desvencilhar do tráfego moroso cada vez mais comum, rigorosamente tanto faz. O mérito de proporcionar bom desempenho ao 1,6 MSI é do 4-cilindros EA211, um motor estado da arte entre os aspirados exceto pela injeção no duto e não direta.

Quem faz questão também de ambiente interno mais cuidado, mais luxuoso, inclusive deseja ter o belo quadro de instrumentos virtual e configurável diante dos olhos, escolherá o Highline com o pacote Tech High, de R$ 3.300.

O belo quadro de instrumentos virtual digital, um opcional disponível apenas para o 200 TSI Highline, dentro do único pacote disponível

Quanto custam

O Virtus 1,6 MSI tem preço público sugerido de R$ 59.990. Há os pacotes Safety por R$ 1.050 e o Connect Pack por R$ 2.950, escolhe-se um ou outro. Com o primeiro o preço do veículo sobe para R$ 61.040 e com o segundo, R$ 62.940. Mais acréscimos só para cores, que vão de  das duas sólidas branco Cristal e vermelho Tornado  por R$ 450, e as quatro metálicas azul Night, cinza Platinum, prata Sirius e prata Tungstênio, de R$ 1.450.  A única cor que se escolhe sem acréscimo de preço é a preto Ninja.

Nas três versões do Virtus o mesmo e bom quadro de instrumentos analógico “Wolfsburg”; só o 200 TSI Highline pode receber o quadro virtual digital

A dotação de itens de série, mesmo do Virtus de entrada, é rica e pode ser vista na lista de equipamentos no final, como também de que consistem os dois pacotes.

Duas faltas já são conhecidas, não haver ajuste elétrico dos espelhos externos e, comum a todas as versões, inexistência de alças de teto.

O Virtus 1,0 TSI Comfortline é listado a R$ 73.490 e agora dispõe de três pacotes, contra dois anunciados no lançamento, não cumulativos também, há que se escolher um entre os três. O novo pacote é o Tech Edition, de R$ 2.910, junto com os anteriores Tech I (R$ 2.200) e Tech II ( R$ 3.500). Assim, o preço do 1,0 TSI Comfortline pode ser R$ 76.400, R$ 75.690 ou R$ 76.990. Cores e preços são iguais aos do 1,6 MSI (ver na lista os itens de série e os dos pacotes, e seus preços).

O Virtus 1,0 TSI Highline é vendido por R$ 79.990 (sugerido) e tem um pacote apenas, o Tech High, por R$ 3.300, passando seu preço a R$ 83.290. O pacote inclui o desejado quadro de instrumentos virtual. Mas a versão-topo tem opcionais livres:  coiro sintético Native para os bancos e parte do revestimento das portas e laterais, por R$ 800, e seu preço vai a R$ R$ 84.090; há as rodas de alumínio de 17 pol. de desenho Razor com pneus 205/50R17,  por R$ 1.200, em que o preço se eleva para R$ 85.290; e o pacote Space Pack, que consiste do encosto do banco do passageiro dianteiro rebatível, de apenas R$ 300, ficando o preço completo do Highline R$ 85.590. Cores seguem o informado acima as outras versões.

Como andam os Virtus

Como pode ser visto na tabela comparativa acima, o desempenho das duas versões de motor é bem parecida. O motor 1-L turbo parece-se com um 1,7 ou 1,8-litro de aspiração atmosférica, há nítida vantagem sobre o 1,6 em potência e torque, especialmente na resposta ao acelerador em rotações bem baixas, mas o aspirado responde admirável e inesperadamente bem nessas condições também. Não existe absolutamente falta de potência para tirar o MSI da imobilidade, mesmo comparando-o com a aptidão típica dos motores turbo atuais.

Mas não tenho a menor dúvida de que o 200 TSI com câmbio manual faria enorme diferença para a versão MSI. Seria altamente prazeroso do ponto de vista condução em si, bem mais do que já é. Os câmbios manuais VW contam com a conhecida excelência que, combinada com a baixa carga do pedal de embreagem, permitem dirigir, mais do que nunca, no “automático”, como uma extensão do próprio corpo. E contrariamente ao que observei antes, dá para fazer o punta-tacco, embora não “telepático” quanto  nos Fiat.

Geometria de suspensão dianteira correta: braço transversal na horizontal

Na estrada ambos são agradáveis, mesmo que o MSI seja de cinco marchas de potência e não um “4+E”, e o motor vá a 3.330 rpm a 120 km/h, contra 2.430 rpm no 200 TSI. Mas essa maior rotação em cruzeiro não incomoda devido à suavidade do 4-cilindros. Aliás, há momentos em marcha-lenta que os dois motores sequer são sentidos ou ouvidos.

Uma ressalva no motor 1,6 é algo que eu havia notado no tal dia da apresentação, voltando de Americana: estando em velocidade estabilizada em autoestrada, ao acelerar a fundo vem um som de aspiração bem pronunciado, mais do que se está acostumado a escutar. Creio ser fácil a fábrica corrigir. Além da VW (e outros fabricantes) lerem testes pela imprensa, vou comentar esse fato diretamente com a engenharia da marca.

O Highline não estava dotado das rodas de 17 polegadas opcionais. Os pneus eram Goodyear EfficientGrip 205/55R16V, e o MSI 1,6, 195/65R15V de mesma marca e tipo.

O freio do Highline é mais potente,  tanto por ser a disco na traseira, quanto pelos discos dianteiros serem de maior diâmetro, 276 contra 256 mm. Mas o MSI freia tão bem quanto o TSI, não se sente prejuízo nessa questão, o resultado é praticamente igual.

Negociam curvas muito bem, tanto o MSI (foto) quanto o 1,0 200 TSI; o local, a curva AE

No Highline o quadro de instrumentos digital opcional é, de fato, seu grande destaque. Como é bonito, como salta à vista! O mapa de navegação pode ser exibido nele, inclusive totalmente por todas as 10,25 polegadas de largura. Pode ser configurado de várias maneiras, até eliminando o velocímetro (fica uma janela de leitura digital) e o conta-giros circulares.

O MSI tem mesmo o grande inconveniente de não ter ajuste elétrico dos espelhos externos, tornando problemático regular o do lado direito num carro é bem largo. É algo que a VW do Brasil deve reconsiderar, pois mais que tudo retrovisão perfeita para os dois lados é uma questão de segurança.

Um pormenor que agradou no Virtus é ser possível abrir o porta-malas — de boa abertura, 114 por 49 cm — por fora mediante interruptor acima da placa de licença, e não a solução do Polo de somente por controle remoto ou interruptor no console.

Interruptor para abrir o porta-malas

Dois Virtus, dois bons sedãs, modernos, de linhas agradáveis, muito espaçosos e eficientes. Uma volta no tempo leva à antiga — final dos anos 1940/início dos 1950 — descrição de versão usada por Wolfsburg, em que o MSI 1,6 é o Fusca Standard e o Comfortline/Highline, o  Fusca de luxo, ou Export, com era também chamado. As duas versões do Fusca, de mesma motorização, tinham o mesmo desempenho. É essa a sensação que ficou ao passar alguns dias com cada um. Será herança genética?

Fusca Standard, em cima, e Export, embaixo, lembrando que limousine é sedã em alemão (Imagem: thesamba.com

Assista ao vídeo do TSI Highline:

 

BS

Depois da ficha técnica e lista de equipamentos, mais fotos.

 

FICHA TÉCNICA VW VIRTUS
1,6 MSI 200 TSI
MOTOR
Designação EA211 R4 EA211 R3
Instalação Dianteiro, transversal
Material do bloco/cabeçote alumínio/alumínio
N° de cilindros/configuração Quatro/em linha Três/em linha
Aspiração Atmosférica Forçada por turbo compressor BorgWarner com interresfriador, 1,3 bar
Diâmetro x curso (mm) 76,5 x 86,9 74,5 x 76,4
Cilindrada (cm³) 1.598 999
Taxa de compressão (:1) 11,5 10,5
Comprimento de biela (mm) 140 139
Relação r/l 0,31 0,27
Potência máxima (cv/rpm, G/A)) 110/117/5.750 116/128/5.500
Torque máximo (m·kgf/rpm, G/A) 15,8/16,5/4.000 20,4/2.000~3.500
Corte de rotação (rpm) 6.500 n.d
N° de válvulas por cilindro 4, atuação indireta por alavanca-dedo roletada com fulcrum hidráulico
N° de comandos de válvulas Dois, no cabeçote, correia dentada, variador de fase na admissão em 50º Dois, no cabeçote, correia dentada, variador de fase na admissão em 50º e escapamento em 40º
Formação de mistura Injeção no duto Injeção direta a 250 bar
Gerenciamento do motor Continental Simos 15 Bosch MED 17.5.21
Combustível Gasolina e/ou álcool
TRANSMISSÃO
Embreagem Monodisco a seco, comando hidráulico n.a.
Câmbio Transeixo dianteiro com câmbio manual cinco marchas à frente e 1 à ré, tração dianteira Transeixo dianteiro com câmbio automático epicíclico de 6 marchas à frente e uma à ré, com trocas manuais pela alavanca ou borboletas
Relações das marchas (:1) 1ª 3,455; 2ª 1,955; 3ª 1,281; 4ª 0,927; 5ª 0,740; ré 3,182 1ª 4,459; 2ª 2,508; 3ª 1,556; 4ª 1,142; 5ª 0,851; 6ª 0,672; ré 3,185
Relação de diferencial (:1) 4,357 3,502
SUSPENSÃO
Dianteira Independente, McPherson, mola helicoidal, amortecedor pressurizado e barra estabilizadora Independente, McPherson, mola helicoidal, amortecedor pressurizado e barra estabilizadora
Traseira Eixo de torção, mola helicoidal e amortecedor pressurizado
DIREÇÃO
Tipo Pinhão e cremalheira, eletroassistida indexada à velocidade, motor elétrico na árvore de direção
Diâmetro mínimo de curva (m) 10,5 entre guias (10,9 entre paredes)
Relação de direção (:1) 14,8
N° de voltas entre batentes 3
FREIOS
De serviço Hidráulico, duplo-circuito em diagonal, servoassistido a vácuo
Dianteiro (Ø mm) Disco ventilado/256 Disco ventilado/276
Traseiro (Ø mm) Tambor/228 Disco/230
Controle ABS, EBD e assistência à frenagem
RODAS E PNEUS
Rodas Aço, 5,5Jx15 6Jx15, 6Jx16, 6,5Jx17
Pneus 195/65R15 195/6515, 205/55R16, 205/5017
CONSTRUÇÃO
Tipo Monobloco em aço, sedã 4-portas, 5 lugares, subchassi dianteiro
AERODINÂMICA
Coeficiente de arrasto (Cx) 0,315 0,326
Área frontal (m²) 2,15 2,15
Área frontal corrigida (m²) 0,677 0,700
DIMENSÕES EXTERNAS (mm)
Comprimento 4.482
Largura sem/com espelhos 1.751 / 1.964
Altura 1.472
Distância entre eixos 2.651
Bitola dianteira/traseira 1.514/1.495
Distância mínima do solo n.d
CAPACIDADES (L)
Porta-malas 521
Tanque de combustível 52
PESOS (kg)
Em ordem de marcha 1.134 1.192
Carga máxima 416 428
Máximo rebocável com/sem freio 400 400
DESEMPENHO
Aceleração 0-100 km/h (s. G/A) 10,2/9,8 10,4/9,9
Velocidade máxima (km/h, G/A)) 191/195 189/194
Retomada 80-120 km/h, 5ª (s, G/A) 15,9/15,6 18,8/18,7 (em 6ª)
Retomada 80-120 km/h (s, A) 10,6 (em 4ª) 7,0 (com kickdown)
CONSUMO INMETRO/PBVE
Cidade (km/l, G/A) 11,9/8,2 11,2/7,8
Estrada (km/l, G/A) 13,8/9,5 14,6/10,2
CÁLCULOS DE CÂMBIO
v/1000 em última marcha (km/h) 36 49,3 – 49,2 – 49,5
Rotação a 120 km/h (rpm) 3.330 (5ª) 2.430 – 2.440 – 2.420 (6ª).
Rotação à veloc. máxima (rpm) 5416 (5ª) 4.862 – 5.000 – 4.960
MANUTENÇÃO
Revisões (km/tempo) 10.000/1 ano
Troca de óleo do motor 10.000/1 ano
Troca de óleo do câmbio Não tem, é vida-toda
GARANTIA
Inclusive legal (tempo anos) Três
Perfuração de chapa por corrosão, (tempo anos) Três

 

EQUIPAMENTOS DE SÉRIE E OPCIONAIS DO VIRTUS MSI TSI 200 Comfortline TSI 200 Highline
Acionamento elétrico do vidros (4), um-toque dianteiros
Ajuste do volante em altura e distância X
Alarme com controle remoto
Alerta de frenagem de emergência
Alerta sonoro de cintos dianteiros desatados
Alerta sonoro de faróis ligados ao desligar motor
Alto-falantes (4) X X
Alto-falantes (4) e dois tweeters X
Antena de teto traseira
Apoios de cabeça e cintos de três pontos no banco traseiro (3)
Ar-condicionado com filtro de poeira e pólen X
Ar-condicionado digital Climatronic com filtro de poeira e pólen X X
Assistente de partida em aclives X
Banco do motorista com ajuste milimétrico de altura
Banco traseiro com encosto dividido rebatível X
Banco traseiro com encosto inteiriço rebatível X X
Bancos revestidos em tecido
Bolsas infláveis frontais (obrigatórias) e laterais
Câmbio automático epicíclico de 6 marchas X
Câmbio manual de 5 marchas X X
Chave-canivete com controle remoto
Cintos dianteiros com ajuste de altura e pré-tensionador
Computador de bordo
Controle de estabilidade/tração, bloqueio eletrônico do diferencial X
Descansa-braço com porta-objetos X
Desembaçador do vidro traseiro
Direção eletroassistida
Engates Isofix e pontos de fixação superior para 2 bancos infantis
Espelho direito com orientação para baixo ao engatar ré X
Espelhos externos com ajuste elétrico e repetidoras de setas X
Espelhos externos com ajuste manual interno X X
Faróis de dupla parábola
Faróis de neblina com luz de conversão estática X
Grade dianteira com inserto cromado
Iluminação do porta-luvas e porta-malas X
Indicador de troca de marcha X X
I-System com Eco-Comfort e computador de bordo X
Lanternas traseiras escurecidas X
Luz de cortesia dianteira X X
Luz de cortesia dianteira e traseira X
Luz de rodagem diurna DLR em LED ao lados dos faróis de neblina X X
Maçanetas das portas e espelho na cor do veículo
Para-choques com inserto cromado X X
Para-sóis com espelho e iluminação
Partida a frio sem injeção de gasolina
Porta-óculos
Rodas de alumínio Avalanche com pneus 195/55R16 X X
Rodas de alumínio Viper com pneus 195/6515 X X
Rodas de aço 15-pol. com supercalotas, pneus 195/65R15 X X
Saídas de ar-condicionado e tomada USB para o banco traseiro X X
Saídas de ar-condicionado e tomada USB (2) para o banco traseiro X X
Sensores de estacionamento traseiro X
Sistema de áudio Composition Touch com App-Connect X
Sistema de infotenimento Media Plus com rádio AM/FM, toca-CD, Bluetooth, MP3 player, e entradas USB, SD-Card e AUX-IN X X
Sobretapetes X
Suporte para celular removível com tomada USB para carga
Tomada 12 V no console central
Travamento elétrico e remoto de portas, porta-malas e tanque
Volante multifuncional X X
Volante multifuncional com borboletas de troca de marcha X X
OPCIONAIS
Connect Pack: Safety Pack mais sistema de áudio tátil Composition Touch com App-Connect; volante multifuncional, sensores de estacionamento  traseiro e rodas de alumínio 15″- Preço R$ 2.950 X X
Safey Pack: Controle de estabilidade e tração, bloqueio eletrônico do diferencial, e assistente de partida em aclive – Preço R$ 1.050 X X
Tech Edition – acesso sem chave e botão de partida, sensor de estacionamento dianteiro e traseiro, controle automático de velocidade, espelho interno eletrocrômico, farol com função luz de aproximação/afastamento; sensor de chuva e crepuscular com acendimento automáticos dos faróis; volante multifuncional com borboletas, ar-condicionado digital Climatronic com filtro de poeira e pólen,  câmera traseira, monitor da pressão dos pneus, frenagem pós-colisão; e iluminação e refrigeração do porta-luvas. Preço: R$ 2.910 X X
Tech I – acesso ao veículo sem chave (presencial) e botão de partida; controle automático de velocidade; sensor de estacionamento dianteiro e traseiro; espelho interno eletrocrômico; farol com função luz de aproximação/afastamento; rodas de alumínio 16-pol. Nick ; sensores de chuva e crepuscular com acendimento automático dos faróis; volante multifuncional com borboletas. Preço: R$ 2.200 X X
Tech II – acesso ao veículo sem chave (presencial) e botão de partida; controle automático de velocidade; sensor de estacionamento dianteiro e traseiro, espelho interno eletrocrômico, farol com função luz de aproximação/afastamento;sensor de chuva e crepuscular com acendimento automáticos dos faróis, indicador da pressão dos pneus, freio pós-colisão, sistema S.A.V.E. de ajuste variável do espaço no porta-malas;  câmera de ré; detector de fadiga;  ar-condicionado digital Climatronic; rede no porta-malas; porta-luvas iluminado e refrigerado, rodas de alumínio 16-pol.  desenho Nick; volante multifuncional com borboletas.  Preço R$ 3.500 X X
Tech High – instrumento combinado digital, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro; indicador da pressão dos pneus e freio multicolisão; sistema S.A.V.E. de ajuste variável do espaço no porta-malas; antena Diversity; câmera de ré; espelho interno eletrocrômico; farol com função luz de aproximação/afastamento; freio multicolisão; rede no porta-malas; sensores de chuva e crepuscular com acendimento automático dos faróis; sistema de infotenimento Discover Media com tela tátil de 8 pol. com navegação, App-Connect e comando de voz. Preço R$ 3.300 X X
Couro sintético Native – revestimento dos bancos em couro Native; revestimento das portas e laterais parcialmente em couro sintético Native. Preço R$ 800 X X
Rodas de alumínio de 17″ – com pneus 205/50R17 e desenho Razor – Preço R$ 1.200 X X
Space Pack – encosto do banco do acompanhante rebatível. Preço: R$ 300. X X
X  Inexistente na versão     • Existente na versão

 

 Mais fotos:

MSI 1,6

1,0 200 TSI Highline

(10.705 visualizações, 3 hoje)