Na Parte 1 desta matéria contamos como o P312 foi resgatado e como o motor foi posto em marcha. Agora, na Parte 2, vamos acabar com o suspense: veremos como foi que a falta da carenagem tão especial foi contornada. Vamos incluir um vídeo com o P312 do João Tratores rodando e sendo apresentado ao público! Já o 3º Momento Histórico com fotos incríveis e alguns fatos históricos muito interessantes será apresentado na Parte 3 desta matéria, pois a Parte 2 acabou ficando grande demais.

Mas, vamos enumerar a sequência dos trabalhos nesta restauração: primeiramente foi feita a mecânica na oficina do João. A segunda fase foi a reconstrução da lataria, feita na Azzosil. Na terceira fase toda a carenagem foi para a funilaria e pintura na Flex Funilaria e Pintura. O capô recuperado na Azzosil passou pelo jato de areia, no Jateamento do Marcos, antes de ir para funilaria e pintura. Paralelamente a funilaria do chassi foi sendo feita na oficina do João. Ai o João levou o chassi pronto para a Flex onde a carenagem foi montada no chassi. Terminado tudo isto o trator foi finalizado na oficina do João.

Agora vamos por partes, mergulhar no passo a passo destas etapas, lembrando que a primeira já foi descrita na Parte 1 desta matéria.

Reconstrução da carenagem:

Quando o João estava começando a parte mecânica ele ainda acreditava que encontraria toda a lataria do trator, só que não. Até agora o que sabemos que o João tinha, em termos de carenagem, era um capô do trator modificado, nada mais. Então as outras partes teriam que ser feitas do zero. Para este trabalho ele contou com a ajuda da empresa Azzosil – Serralheria Caldeiraria & Montagem Industrial Ltda., que é da área industrial, mas conta com um funcionário experiente, o Sérgio, que deu plena conta do recado.

O João teve acesso a um outro trator Porsche completo, e ele pediu a sua lataria emprestada para fazer a cópia, mas este pedido foi negado. Aí o João levou o Sérgio da Azzosil até onde aquele trator completo estava. Lá foram feitas todas as medições e desenhos necessários para confeccionar as peças segundo as medidas e a conformação de fábrica!

Este, de barba branca, é o Sérgio da Azzosil, que estava construindo a carenagem maior que compõe a saia do trator, que estava lá para medições e ajustes

A construção da carenagem foi um grande desafio e só um artesão de muita experiência para copiar as peças não as tendo ali do lado, mas tendo feito anotações que foram tomadas por base para o trabalho:

Sobre uma bancada a peça quase pronta impõe respeito

 

Esta foto mostra a parte interna da carenagem

A carenagem das rodas traseiras também foi feita desta maneira, se bem que é uma peça menos complexa:

Na foto vemos a carenagem da roda traseira, entre o volante e o motor a parede corta-fogo e no canto direito, no chão, a carenagem da roda dianteira

 

Uma prova da carenagem maior, com a carenagem das rodas dianteiras montada, acopladas ao chassi do trator — resultado perfeito; detalhe para o reforço na borda inferior dianteira, no bico do trator. O P312 vai tomando a sua conhecida forma

 

O lado esquerdo do trator durante esta prova da carenagem; detalhe para a abertura para a passagem da haste da manivela de partida manual do trator

Como já foi comentado na Parte 1, o capô quando foi encontrado estava modificado. Uma parte da carenagem, próxima do habitáculo, tinha sido cortada. Então o Sérgio foi lá, mediu naquele trator Porsche que está completo e refez a parte que estava faltando:

 

O capô do trator antes de receber o enxerto para chegar à sua forma original

 

Aqui o enxerto já foi feito e esta peça está pronta para ir para o jateamento por areia

 

Jateamento do capô

O capô foi a única peça que foi jateada. Uma curiosidade: o Marcos Aurélio, dono do jato de areia, é um ex-jogador de futebol, que jogou no Guarani, Ponte Preta e outros, e agora tem uma empresa de jateamento com areia.

O capô voltando do jateamento, com uma demão de primer para não oxidar antes da funilaria e da pintura. Aquele amassadinho no bico será resolvido na funilaria

Neste ponto duas tarefas aconteceram em paralelo, o chassi do trator voltou para a João Tratores e a carenagem e os para-lamas traseiros foram para a Flex – Funilaria e Pintura. Normalmente a empresa do João tem condições de fazer os trabalhos de funilaria e pintura, mas neste caso havia um gargalo de pessoal na empresa do João; além do mais havia o plano de mostra-lo no XIX Encontro Nacional de Pick-ups, Trucks e Carros Antigos, em Águas de São Pedro, SP, que seria realizado de 7 a 10 de setembro de 2017 e fazendo parte do trabalho na Flex encurtaria o tempo final da restauração, que acabou sendo de quatro meses.

 

Restauração final e pintura do chassi

Vamos tratar da recuperação final, funilaria e pintura feitas na João Tratores. Ainda havia bastante para ser feito para dar um bom acabamento às superfícies, prepará-las para pintura e, finalmente, pintá-las.

Primeiramente vamos ver de que ponto os trabalhos de recuperação do chassi ocorreram, com o trator com seus componentes mecânico funcionando a contento:

Aí está o P312 mecanicamente recuperado; os trabalhos de sua restauração foram feitos na empresa João Tratores

Neste caso o João Vítor, filho do João Tratores, também pôs a mão na massa e executou várias tarefas:

De pé o João Vítor, trabalhando no carburador do P312; aplicando o primer, agachado, o Fábio

 

Foi um trabalho muito minucioso

Na sequência, algumas fotos dos trabalhos no chassi deste P312:

 

As fotos que seguem mostram o estágio final na fase anterior à montagem da carenagem:

 

Funilaria e pintura da carenagem

Como já comentei, os trabalhos de funilaria e pintura da carenagem do P312 foram terceirizados, sendo o trabalho realizado na Flex – Funilaria e Pintura, que deu prioridade para estes trabalhos.

Paralelamente aos serviços no chassi, que acabo de mostrar, as peças da carenagem foram processadas pela Flex, e para ilustrar o “esforço concentrado” segue o vídeo abaixo que mostra os trabalhos em todas as partes, na saia dianteira, no capô, na cobertura das rodas dianteiras e traseiras:

Terminada a pintura das peças da carenagem, o chassi foi transportado para a Flex onde, feita a montagem da carenagem no chassi, o P312 começou a retornar à sua famosa aparência muito peculiar.

Teste de conjunto na Flex, com o capô montado, uma funilaria e pintura de qualidade; pensando que estas peças foram fabricadas, ou complementadas, à mão!

 

Pronto para o transporte para a João Tratores, já com o capô retirado

Terminada esta etapa o trator tinha que ser levado de volta para a João Tratores, mas esta manobra não foi das mais fáceis, já que as rodas pequenas na frente o deixaram muito baixo e ele não conseguia subir na rampa do caminhão. Portanto ele teve que ser içado com o braço guindaste do caminhão, uma cena muito interessante:

Quase pronto! Assim içado se pode ver a sua real presença, sem o capô que foi montado definitivamente na João Tratores

 

Acabamento final na João Tratores:

Voltando à oficina do João, foram feitos os acabamentos finais, como a montagem definitiva do capô:

Todo cuidado é pouco para não danificar a pintura

Chegou o grande momento de recolocar os logotipos no capô do trator, como se fosse a coroação deste incrível trabalho de restauração do P312:

 

Com todo o capricho, João coloca os logotipos no capô do trator; encontrar o capô já tinha sido uma sorte muito grande, e ele estar com os logotipos originais foi algo excepcional

Agora os logotipos em detalhe, em especial o menor deles que é o do “Porsche System”:

Na foto de abertura desta parte da matéria um momento histórico: o João faz um teste do P312 pronto na frente de sua oficina, uma grande realização. O próximo passo foi apresentar este trator no XIX Encontro Nacional de Pick-ups, Trucks e Carros Antigos, em Águas de São Pedro, SP. E esta apresentação foi filmada e aí vai o vídeo que mostra o trator funcionando:


Na Parte 3 vamos conhecer a história dos Tratores Allgaier – Porsche P312, uma saga que começou em 1948, três anos depois do fim da Segunda Guerra Mundial, com a Porsche e a Allgaier procurando expandir o seu mercado de tratores para a América do Sul, em especial para o Brasil. Vamos ver como as empresas Porsche e Allgaier se juntaram para produzir o P312, como este modelo evoluiu até o seu estágio definitivo, bem como como esta história acabou. Sem esquecer das fotos históricas que ilustram esta parte final.

AG

Também nesta Parte 2 o trabalho conjunto com o João dos Anjos Duarte continuou em alto nível, fato que foi importante para a edição desta parte da matéria. Reitero meus parabéns ao João pelo que tem feito na preservação destas interessantes e pouco conhecidas máquinas.
NOTA: Nossos leitores são convidados a dar o seu parecer, fazer suas perguntas, sugerir material e, eventualmente, correções, etc. que poderão ser incluídos em eventual revisão deste trabalho.
Em alguns casos material pesquisado na internet, portanto via de regra de domínio público, é utilizado neste trabalho com fins históricos/didáticos em conformidade com o espírito de preservação histórica que norteia este trabalho. No entanto, caso alguém se apresente como proprietário do material, independentemente de ter sido citado nos créditos ou não, e, mesmo tendo colocado à disposição num meio público, queira que créditos específicos sejam dados ou até mesmo que tal material seja retirado, solicitamos entrar em contato pelo e-mail alexander.gromow@autoentusiastas.com.br para que sejam tomadas as providências cabíveis. Não há nenhum intuito de infringir direitos ou auferir quaisquer lucros com este trabalho que não seja a função de registro histórico e sua divulgação aos interessados.
A coluna “Falando de Fusca & Afins” é de total responsabilidade do seu autor e não reflete necessariamente a opinião do AUTOentusiastas.
(2.617 visualizações, 1 hoje)