A empresa Liberty Media, dona dos direitos da Fórmula 1, anunciou que na temporada de 2018 não mais estarão presentes as moças que seguram as placas com o nome e número dos pilotos, e que embelezam os grids de largada em todos os autódromos do mundo.Tradição existente há décadas em várias categorias de corridas, foi julgada sexista e não relacionada aos interesses da categoria pelos organizadores, e simplesmente eliminada.Sem entrar em detalhes sobre o mau comportamento de pessoas de ambos os sexos em qualquer atividade do mundo, esse tipo de decisão rompe com uma tradição e elimina muitos empregos — não apenas das modelos, que tem suas carreiras valorizadas com a presença em um dos eventos mais importantes do mundo — o que deixa claro não haver ponto positivo no fato.

O diretor de operações comerciais da Fórmula 1, Sean Bratches, disse que “Durante o ano passado nós olhamos para várias áreas que sentimos que precisavam ser atualizadas, para estar mais sintonizada com nossa visão desse grande esporte”. “Enquanto a prática de utilizar as garotas no grid tem sido um hábito dos Grandes Prêmios de Fórmula 1 por décadas, nós sentimos que isso não combina com nossos valores de marca e claramente não está nas expectativas das normas sociais modernas. Nós não acreditamos que a prática seja apropriada ou relevante para a Fórmula 1 e seus fãs, novos e antigos, ao redor do mundo”.

Nem sempre concordamos com as opiniões das pessoas, não é verdade?

JJ

Este fato foi noticiado pelo site americano Autoweek.

(1.970 visualizações, 1 hoje)