Novos brinquedos de bordo para entretenimento das crianças. Peças produzidas com materiais totalmente naturais estão sendo introduzidas em voos internacionais para distrair os crianças durante a viagem.

A Turkish Airlines, empresa que possui a rede mais abrangente do mundo em termos de países e destinos internacionais alcançados, continua a aprimorar a experiência de viagem para seus clientes, focada em suas políticas ambientais premiadas.

A partir de janeiro, a companhia aérea renovará completamente sua coleção de brinquedos a bordo produzidos com materiais totalmente naturais. Esta iniciativa está alinhada com a redução da utilização do plástico no meio ambiente. Vale destacar que a Turkish Airlines está comprometida em garantir que todos os aspectos operacionais de seu negócio sejam consistentes com o seu objetivo de desenvolvimento sustentável e com operações ecologicamente corretas.

Os novos brinquedos, especialmente desenvolvidos para a Turkish Airlines, proporcionam aos viajantes de 3 a 12 anos mais um entretenimento enquanto estiverem a bordo. Essa coleção apresenta ainda as espécies ameaçadas de extinção. Por meio da diversão, a companhia, em parceria com o World Wildlife Fund of Turkey (organização responsável pela conservação da vida selvagem e espécies ameaçadas de extinção), espera promover a importância  da proteção animal entre as crianças — aquelas que herdarão o mundo e serão responsáveis por seus cuidados.

Os brinquedos de pelúcia são feitos de algodão e as peças de madeira são fabricadas de acordo com as regras de sustentabilidade estabelecidas pelo Forest Stewardship Council (organização independente, não governamental, sem fins lucrativos, criada para promover o manejo florestal responsável ao redor do mundo).

Ao adotar produtos e embalagens ecologicamente corretos, a Turkish Airlines continua inovando. Neste caso, a operadora global trabalhou com a indústria de brinquedos para desenvolver itens que promovam a sustentabilidade, ao mesmo temo que engaja a conscientização sobre a vida selvagem para os mais jovens.

Essa atenção com os pequenos parece mesmo fazer parte do DNA da empresa aérea turca. Há algum tempo o AE publicou este comercial da Turkish Airlines por considerá-lo de uma pureza e beleza ímpares:

BS

(610 visualizações, 1 hoje)


  • ene

    Cadê os carrinhos e caminhõezinhos?
    No meu tempo de criança, eu brincava muito nos bosques, campinhos e mesmo na rua, coisa que toda criança fazia naquela época.
    Brinquedos? Meu pai sabia que se não fosse carrinho ou caminhãozinho, nem pensar!

    • ene, o que estão oferecendo é melhor que nada.

  • Eduardo Palandi

    Viajei de Turkish em outubro passado e foi a melhor companhia aérea que já tive a oportunidade de conhecer. Muitas opções de entretenimento a bordo, bom espaço entre as poltronas na classe econômica, comida mais saborosa do que a das concorrentes e grande variedade de bebidas (gim, uísque, cerveja, vodca, três opções de vinho e, para os abstêmios, quatro de suco). Espero repetir a dose!

    • Eduardo, fantástico isso num tempo de companhias que vêm tratando seus clientes como carga. Bom saber.

  • Fat Jack

    Louvável!
    Muito interessante os capacetes, certamente têm tudo para desenvolver o desejo dos pequenos em se tornarem pilotos, bem que os fabricantes de veículos poderiam fazer algo semelhante, uma vez que o desinteresse pelos veículos (segundo pesquisas) anda em alta.

  • Sério, Mr. Car? Tem restaurante que recusa crianças? Eu não fazia ideia disso. Que estupidez!

  • Mr. Car, dei uma olhada rápida agora. É inacreditável. Como pode haver gente tão boçal no mundo?

  • agent008, nesse ponto você tem razão. Muitas vezes dá a impressão que muitos pais perderam o controle sobre os filhos.

  • Ronaldo, o que me encanta é a pureza das crianças e do tema, e a disposição delas em trabalhar.

  • JR

    Mr. Car, muita gente não sabe se comportar.

    Aqui, se a família cujos filhos estão detonando o estabelecimento é convidada a se retirar, logo vira caso de polícia, o gerente e o estabelecimento são linchados publicamente e processados sob algum tipo de acusação. Televisão, rádio, jornais, detonam com o lugar rapidinho.

    Fora do Brasil, a policia ajuda a tirar o povo mal educado de lá, simples assim.

    Assim, para evitar que os outros 99,9% dos clientes não se levantem e vão embora (como eu e minha esposa já fizemos várias vezes, avisando a gerência do porquê), alguns lugares começam a proibir crianças…

    Isso é uma forma de educação.