Nessa quinta parte em que mostro algumas fotos minhas aos leitores, inicio com a imagem do título, dois carros de entusiasta numa mesma casa, um Mini clássico e um Porsche 911 Carrera 4 (tração nas quatro rodas). Estavam estacionados pertinho do zoológico de Colônia, na Alemanha, um local estritamente residencial e muito agradável. Note as licenças com os números 444 em ambos. Esta e as seis fotos seguintes foram feitas na mesma cidade, em 2016.

Um Smart Roadster, que durou pouco, fabricado entre 2003 e 2005, estacionado em um mercado. Eram apenas 790 kg para o motor 0,7-litro de 3 cilindros turbo, de 82 cv. Pouco mais de 43 mil unidades foram fabricadas, e há o histórico de muitos problemas de qualidade. Mesmo assim, é muito atraente e diferente.

 

Ainda há Fuscas em uso normal na Alemanha, claro, mesmo com todas as inúmeras opções de carros mais modernos. Este estava estacionado em locais diferentes na mesma rua, ao longo dos 12 dias que fiquei em Colônia, prova de que ele andava todo dia. Os vidros maiores que o Fusca brasileiro deveriam ter sido adotados aqui também, já que visibilidade nunca foi o forte do adorado Fusca.

 

Um Mondeo perua, bastante comum na Alemanha. O Mondeo na Europa é o Fusion americano, mesmo carro que chega ao Brasil, fabricado no México. Por que não temos Fusion perua no Brasil? Perguntem à Ford, amigos.

 

Um belo Alfa Romeo Giulia TI Super. A linha Giulia foi fabricada de 1962 a 1978, com vários motores e diferentes versões. Todos que já o dirigiram afirmam ser um carro delicioso para quem gosta de se divertir ao volante.  O saudoso Mahar foi um deles. Não tive essa sorte ainda.

 

Toyota Avensis, versão perua, como uma boa parte dos carros na Europa. Na Alemanha não é diferente. Para o mercado alemão elas são fabricadas na Inglaterra, e tem motor 2-litros com cerca de 6 cv a mais que no resto da Europa. A explicação são as autoestradas que não tem limite de velocidade em vários trechos, e onde mais potência significa segurança.

 

Peruas e mais peruas. A Peugeot 207 SW é diferente da que tivemos aqui no Brasil, que era um 206 modificado para ficar parecido com o 207, mas as alterações não se estenderam à traseira da perua, como esta da foto. Uma pena.

 

Um belo e preciso voo rasante de um Embraer 190 da Azul Linhas Aéreas, em passagem no evento Expo Aero Brasil, em São José dos Campos, SP. A data é 5 de julho de 2009.

 

Em 2003 o Shopping Jardim Sul, no bairro do Morumbi, em São Paulo, organizou uma exposição com alguns aviões, dentro do edifício. Muito legal ver aviões assim, junto a um público que normalmente não vai atrás desse tipo de evento. Esse é um Christen Eagle do Aeroclube de São Paulo, avião puramente acrobático, muito similar ao Pitts, este mais antigo e famoso. O Eagle é vendido montado ou em forma de kit, quando só pode ser matriculado no Brasil na categoria experimental, daí o Z (Zulu), no prefixo.

 

Essa é daquelas apenas para rir, eu mesmo como Speed Racer, na promoção do filme. Que eu assisti e achei muito ruim.

 

Como o zoom da câmera não era grande, aproximei na edição, e a imagem é apenas razoável. Esse Northrop F-5E Tiger da Força Aérea Brasileira foi fotografado em 2003, quando eu morava na Bahia, bem próximo ao aeroporto de Salvador. Algumas manhãs começavam com o som dos F-5 ou Mirage, em voos a partir da Base Aérea de Salvador. Logo cedo ver um bicho desses e depois ir trabalhar é um bom motivo de alegria. Note o tanque suplementar abaixo da fuselagem.

 

Um dos carros mais belos dos anos 1960, um Pontiac Catalina, desse mesmo ano que iniciou a década, da coleção do Box 54. A foto é do dia do encontro com nossos leitores, em 2015. Fantástico!

 

O primeiro Saab com tração das quatro rodas, um 9-3 Turbo X xwd, de 2008. O sistema Cross Wheel Drive foi desenvolvido junto com a Haldex, e pode enviar até 85% da potência disponível para uma única roda traseira. O motor é um V-6 de 2,8 litros e 280 cv, com câmbio manual de seis marchas ou automático. Como sabemos, a  Saab deixou de fabricar carros em 2012. O Turbo X era a edição limitada, comemorativa de 30 anos do primeiro carro Saab com turbocompressor, o 99 Turbo de 1978. Foto feita em Viena, Áustria, em 2017.

 

Com essa parte 5 pretendo parar por um tempo com essa matéria e convocar o Paulo Keller a publicar algo parecido. Afinal, se tem alguém com milhões de fotos ao longo dos anos a fio trabalhando com automóveis, é ele. Para nossa alegria, o PK poderia fazer em forma de evolução, com as mais antigas primeiro, ou mostrando contrastes de suas fotos ontem e hoje. Será espetacular, tenho certeza.

Partes anteriores:

PARTE 1
PARTE 2
PARTE 3
PARTE 4

JJ

(2.147 visualizações, 1 hoje)