Depois do impressionante recorde de aceleração e de 0 a 400 km/h seguida de frenagem até à imobilidade, a empresa sueca Koenigsegg volta às notícias. Agora a proeza foi a maior velocidade máxima atingida por um carro de produção, também com o Agera RS.

Depois daquele recorde, estabelecido na Noruega, o carro foi entregue ao proprietário nos Estados Unidos, onde foi planejado o novo recorde. A rodovia estadual Nevada 160 teve um trecho fechado ao tráfego entre Las Vegas e Pahrump, onde o carro foi novamente pilotado por Niklas Lilja, testador oficial da Koenigsegg.

Em duas medições a média foi de 277,9 mph, ou 447,23 km/h, com a velocidade mais alta velocidade tendo sido de 284 mph, 457 km/h.

O evento foi organizado não pela fábrica, mas por proprietários de Koenigsegg nos EUA, e foi cronometrado por equipamentos Racelogic VBox, utilizado em vários tipos de competições, tido como de confiabilidade à prova de erros.

Veja o vídeo e note como a aceleração é feita de forma tranquila, até lenta, principalmente na primeira medição.

JJ



  • RoadV8Runner

    Pô, Mr. Car… Tá com “medinho” dos 450 km/h? Rsss…
    Gosto muito de velocidade, mas qualquer carro que chegue aos 300 km/h já é plenamente digno de respeito. O Agera RS e seus 447 km/h de velocidade máxima entra para meu rol “bonito de se ver, mas que jamais teria coragem de acelerar até o limite”. E concordo com você, um antigo americano do anos 50, em estado original, é algo de outro mundo também, de torcer o pescoço quando passa.
    Abraço!

  • Paulo Ferreira

    Muito legal, em especial porque finalmente estão “empurrando as fronteiras” novamente.

  • Anderson Tavares

    Já não bastasse a Kawasaki H2R e seus 400 km/h (imagina a pressão aerodinâmica sofrida pelo piloto?), esse é um feito fantástico mesmo! Logo alguém tentará chegar aos 500 km/h, certamente!
    O mais legal do vídeo é poder ouvir os turbocompressores entrando em ação lá pelos 350 km/h! Ainda tem “coelhos” para serem “tirados dessa cartola’! Chiron que se cuide! 😀

    Obs.: E falar em recorde de velocidade sempre me lembra o feito de Burt Munro e sua Indian!

  • Que incrível mesmo. Deixando de lado a utilidade prática dessa velocidade no presente, o feito é incrível e mais ainda porque o carro foi tão benfeito para isso, que mantém 200 km/h como um carro comum mantém 40, praticamente em marcha-lenta, pelo som do motor. Fascinante de fato.