A Ford Performance anunciou nos Estados Unidos um acessório para auxiliar nas derrapagens controladas que é o sonho dos fãs de rali.

Em carros para esse tipo de competição existe uma alavanca de freio de mão que freia as rodas traseiras de maneira independente dos freios de serviço e de estacionamento, possibilitando colocar facilmente o carro em derrapagem do eixo traseiro, facilitando a entrada de curvas de pequeno raio. Não há catraca para manter o freio aplicado, como num freio de estacionamento comum. Na modalidade de competições onde se deve fazer todas as curvas da forma mais espetacular possível, derrapando e contraesterçando, o sistema também é utilizado. É o já popular Drift (derrapagem).

O Drift Stick da Ford Performance começará a ser vendido em 1º de dezembro, ao preço de 999 dólares, e incluiu a alavanca em alumínio usinado que foi desenvolvida para ser montada sem fazer furos ou soldas no carro, com os suportes e peças de fixação necessários e uma ferramenta eletrônica com conector USB, que permite à ECM do Focus RS reconhecer o acessório, já que o acionamento do freio de estacionamento no carro de série é eletrônico, e não por linha hidráulica (fluido sob pressão).

Em suma, trata-se de um comando eletrônico acionado por uma alavanca de freio estilizada, que faz o RS ficar mais esportivo do que já é.

O uso recomendado é apenas para pistas, mas nada garante que o feliz usuário não o irá acionar em brincadeiras de estradas estreitas e travadas.

Mais um ponto positivo do autoentusiasmo da Ford.

Veja o vídeo de demonstração, com o piloto Ken Block ao volante.

JJ

 



  • Programador Maldito

    No meu tempo o nome disso era “papagaiada”.
    Quer fazer curva de lado compra um Opala.
    Esses adolescentes…

    • Programador, não é a mesma coisa.

      • Programador Maldito

        Eu sei, só estou exercendo meu direito de ser velho ranzinza 😀

    • Felipe

      Um Chevettinho já ajuda.

  • BlueGopher

    Quem curte o Gurgel vai se lembrar do ótimo sistema de freio Selectraction, com as alavancas para frear as rodas traseiras separadamente.
    O objetivo do sistema era outro, mas dava para se divertir um bocado com ele, derrapando na lama. https://uploads.disquscdn.com/images/341cde0c0d61fd2ccaf9cd6cac1dac8498fb195c6d75f271ae41445bf300623b.jpg

    • Matheus Ulisses P.

      Tivemos um Gurgel X12 TR 77, eu era moleque, meu pai me levou num lugar recém-arado (ia ser um futuro milharal lá) e fez a festa nossa com o Seletraction. Tempos depois entramos num brejo com ele e foi animal!

  • Heloi De Souza Freitas

    Esses últimos dias, tenho lido bastante matéria sobre o SEMA Show e fico abismado de como as fabricantes investem no ramo da personalização e ainda lançam peças e equipamentos pra automóveis que já saíram de linha há 50, 40, 30 anos atrás. A cultura automobilística americana é algo levado muito a sério. Você compra um Mustang, Charger ou Camaro e monta do jeito que quiser, mesmo que custe valores astronômicos. Você acha motor, transmissão, suspensão e câmbio atuais, sendo colocado em clássicos transformados. Retomaram a produção de componentes da carroceria de antigos com aços atuais de elevada qualidade, incluindo até a Kombi e o Fusca se não me engano. Na Europa, a Porsche voltou a produzir os freios a tambor e todo o conjunto dos antigos 356. No mercado europeu, também se encontra componentes de alta qualidade sendo produzido pra carro antigo transformado e clássico. Fico abismado.
    No Brasil, desconheço isso por parte dos fabricantes de carros locais fazerem isso. Talvez só a GM com alguns componentes, mas no geral, não. Espero estar até errado, mas não me lembro. Só um ou outro fabricante de peças que fornecem para os antigos peças de grande complexidade com qualidade, pois o restante, só má qualidade.

    • Mineirim

      Aqui nem peças simples de reposição. Tive problemas para achar uma polia do virabrequim pro meu Focus: só chegou por encomenda. Num grupo Focus no Facebook, o pessoal diz que não encontra nem amortecedores nas grandes capitais. Imagina personalização…

      • Heloi De Souza Freitas

        Poxa, tenho intenções de pegar ano que vem um Focus Mk2. Sabendo disso, deu medo.
        Isso é falta de respeito. Peças básicas faltarem. Em qual cidade você mora?

      • RoadV8Runner

        Para meu Focus 2002, praticamente só se acham peças pelo Mercado Livre, pois a Ford descontinuou boa parte de itens básicos, como mangueiras do sistema de arrefecimento, por exemplo. O “galho” é que se compra somente peças paralelas (muitas delas vindas da Europa ou Argentina), raramente há itens originais à venda. O segredo para comprar pela internet é sempre escolher vendedores com boa pontuação, nunca tive problemas agindo assim. Dependendo do vendedor, recebe-se o produto em pouco mais de 24 horas depois da compra.
        Como já comentei antes, prefiro comprar peças genuínas sempre, mas como gosto muito do carro, a única solução por estas terrinhas tupiniquins para manter o carro rodando é recorrer a peças paralelas e reduzir os prazos de trocas preventivas, para não ficar “a pé”. Incrível a miopia dos fabricantes brasileiros em parar de fornecer peças para carros mais antigos, acredito que deixem de faturar um bom dinheiro agindo assim.

        • RoadV8Runner, é que isso que você sugere dá um trabalho danado…

  • Renato, acertou. Era um “engana-diferencial”: freando a roda sem tração, o movimento ia para a que tinha, e o carro saía da situação difícil. Hoje isso é automático valendo-se da informação do ABS, freando a roda que está girando mais que a outra.

  • Heloi De Souza Freitas

    Onde você mora, era para ter. É chato procurar uma e não encontrar. Ainda bem que a rede de autopeças sempre têm e consegue arrumar.
    Fico imaginando a dinâmica desse Mk2.

  • Mineirim

    Tive esse problema mês passado! A borracha amortecedora se desintegrou e a polia comeu a correia de acessórios. Fiquei uma semana com o carro parado na garagem depois de rebocado pelo seguro.
    As concessionárias da Baixada Santista e da Capital não tinham previsão de chegar a peça, nem aceitavam encomenda. Como falei mais abaixo, uma autopeças fez a encomenda num fabricante do ABC e levou três dias pra chegar.
    Não me sinto confortável em comprar peças pela Internet. Além de não confiar, deve demorar mais pra chegar. Busco sempre lojas físicas.

  • RoadV8Runner

    E eu já ficaria feliz se a Ford oferecesse pelo menos a versão do Focus ST por aqui. Mesmo para o Focus Mk1, ainda têm uns acessórios interessantes na página da Ford Performance, nos EUA. O que “mata” é o custo proibitivo de se trazer esses acessórios para cá, além da tremenda burrocracia

  • Heloi De Souza Freitas

    São Paulo e Rio de Janeiro, que são lugares que é fácil de achar peças e as vezes não acha, imagino em outras regiões.