A FCA revelou nesta segunda-feira (27), em São Paulo, num espaço reservado de eventos na zona oeste da cidade, o Fiat Cronos, o sedã do Argo, a ser lançado no primeiro trimestre do ano que vem. Será produzido na fábrica da FCA  em Córdoba, Argentina.

Nada foi informado além das duas motorizações, que serão a Firefly 4-cilindros de 1.332 cm³ e a E.torQ 4-cilindros de 1.747 cm³, ambos flex, como no Argo. E ao contrário deste (e do novo Polo) não haverá versão de 1 litro.

Não foi permitido fazer fotos; a de abertura e a abaixo são de divulgação.

A carroceria é de quatro janelas

Mas foi permitido olhar tudo no carro, que parece ser versão HGT, e já é possível adiantar que:

• Se o entre-eixos aumentou foi coisa de alguns milímetros
• Os pneus eram 205/45R17 Pirelli P7, certamente opcionais a exemplo do Argo e que são de perfil mais baixo que o hatchback, que são 205/50R17
• O estepe é temporário 185/60R15 Pirelli P1, mas com etiqueta informando que com ele rodando a velocidade máxima é 120 km/h, e não 80 km/h, como é mais comum; fica armazenado com a face externa para cima, portanto fácil de calibrá-lo
• As dobradiças da tampa do porta-malas são “pescoço de ganso” e a abertura da tampa pode ser feita também por interruptor externo nas imediações da placa de licença
• Como no Argo, há faixa degradê no para-brisa
• Não há saída de climatização para a região do banco traseiro, mas na extremidade do console há uma tomada USB
• O câmbio é automático epicíclico Aisin de seis marchas com trocas pela alavanca e por borboletas
• Ar-condicionado digital bizona
• Partida por botão
• Apoio de cabeça e cinto de três pontos para os passageiros do banco traseiro.
• Engates Isofix para dois bancos infantis
• Desliga/liga motor (start-stop) desligável
• Controle de tração desligável
• Faróis de neblina
• Ajuste de altura da ancoragem do cinto de segurança na coluna
• Ajuste de altura do banco do motorista
• Espelho interno eletrocrômico
• Tomada de 12 V no console, em posição baixa
• “Eu atrás de mim”, muito bom
• Três alças de teto e no lado do motorista, um porta-óculos
• Túnel central não é muito alto, incomoda pouco o passageiro do meio atrás
• Bom apoio de pé esquerdo
• Textura e aspecto do painel de instrumentos, em plástico,são agradáveis à vista e ao tato
• Comandos de áudio/telefone e de controle de velocidade no volante de 3 raios
• Porta-malas apresenta bom volume, supera fácil 500 litros
• Acionador da buzina com mola bem fraca, como deve ser (ao contrário de no Polo)

BS

(2.578 visualizações, 1 hoje)


Sobre o Autor

Bob Sharp
Editor-Chefe

Um dos ícones do jornalismo especializado em veículos. Seu conhecimento sobre o mundo do automóvel é ímpar. História, técnica, fabricação, mercado, esporte; seja qual for o aspecto, sempre é proveitoso ler o que o Bob tem a dizer. Faz avaliações precisas e esclarecedoras de lançamentos, conta interessantes histórias vividas por ele, muitas delas nas pistas, já que foi um bem sucedido piloto profissional por 25 anos, e aborda questões quotidianas sobre o cidadão motorizado. É o editor-chefe e revisor das postagens de todos os editores.

Publicações Relacionadas