Alemão da Ferrari surpreende. Verstappen brilha na Q3. Hamilton conservador.

Nova reviravolta nos preparativos para o Grande Prêmio do México, a antepenúltima etapa do Campeonato Mundial de F-1 e competição que pode definir o título de pilotos em favor do inglês Lewis Hamilton. O alemão Sebastian Vettel, da Ferrari, surpreendeu após três sessões de treinos livres sem maior brilho e obteve a pole position para a competição, a 50ª de sua carreira e quarta do ano. Ao seu lado vai largar Max Verstappen, que correu o risco de perder essa conquista por causa de um incidente envolvendo Valtteri Bottas. Lewis Hamilton marcou o terceiro tempo e mantém a descontração que vem mostrando nas últimas etapas

Quinto lugar na corrida de amanhã garante o quarto título mundial de Lewis Hamilton (Mercedes)

Valterri Bottas, companheiro de equipe de Hamilton, poderia largar melhor que o quarto lugar que ocupará no grid. O finlandês estava em sua volta rápida quando encontrou Verstappen se deslocando bastante lento no trecho que antecede a entrada da reta, fato que motivou os comissários desportivos a analisar melhor o ocorrido antes de divulgar o resultado oficial da prova de classificação. O resultado da investigação concluiu por encerrar o assunto sem qualquer penalidade ao jovem holandês.

Verstappen esteve muito próximo de conseguir a primeira pole de sua careira (RBCP/Getty Images)

Desde o início dos trabalhos de hoje Max Verstappen foi um dos grandes nomes do dia: ele marcou o melhor tempo do terceiro treino livre. Ao contrário do balanço de ontem, o australiano Daniel Ricciardo, quando seu companheiro de equipe foi o melhor da jornada, hoje parece ter focado sua atenção para a corrida de amanhã, que será transmitida pelo canal SporTV 2 a partir das 16 horas (é aconselhável conferir o horário).

Felipe Massa está satisfeito com “o 11º lugar no grid, que fica no lado limpo da pista” (Williams)

O brasileiro Felipe Massa, que segue sem ter definição sobre seu futuro na categoria, vai alinhar em 11º, o que segundo ele “garante lugar na parte mais limpa desta pista”. Fato curioso do treino foi a decisão da equipe McLaren de não participar da Q2 (trecho da prova de classificação que define os 10 pilotos que lutam pela pole position) “para poupar os motores dos carros de Fernando Alonso e Stoffel Vandoorne.

Pilotos da McLaren foram para o Q-2 mas não treinaram para poupar motores (MClaren)

O grid de largada

1) Sebastian Vettel (Alemanha), Ferrari SF70H, 1’16″488 – Q3
2) Max Verstappen (Holanda), Red Bull RB13-Tag Heuer, 1’16″574 – Q3
3) Lewis Hamilton (Grã-Bretanha), AMG-Mercedes W08, 1’16″934
4) Valtteri Bottas (Finlândia), AMG-Mercedes W08, 1’16″958 – Q3
5) Kimi Räikkönen (Finlândia), Ferrari SF70H, 1’17″238 – Q3
6) Estebán Ocón (França), Force India VJ10-Mercedes, 1’17″437 – Q3
7) Daniel Ricciardo (Austrália), Red Bull RB13-Tag Heuer, 1’17″801
8) Nico Hulkenberg (Alemanha), Renault RS 17, 1’17″466 – Q3
9) Carlos Sainz Jr (Espanha), Renault RS 17, 1’17″794 – Q3
10) Sérgio Pérez (México), Force India VJ10-Mercedes, 1’17″807 – Q3
11) Felipe Massa (Brasil), Williams FW40-Mercedes, 1’18″099 – Q2
12) Lance Stroll (Canadá), Williams FW40-Mercedes, 1’19″159 – Q2
13) Brendon Hartley (Nova Zelândia), Toro Rosso STR12-Renault, sem tempo – Q2
14) Marcus Ericsson (Suécia), Sauber C36-Ferrari, 1’19″176 – Q1
15) Pascal Wehrlein (Alemanha), Sauber C36-Ferrari,1’19″333 – Q1
16) Kevin Magnussen (Dinamarca), Haas VF17-Ferrari, 1’19″443 – Q1
17) Romain Grosjean (França), Haas VF17-Ferrari, 1’19″473 – Q1
18) Fernando Alonso (Espanha), McLaren MCL32-Honda, sem tempo – Q2 *
19) Stoffel Vandoorne (Bélgica), McLaren MCL32-Honda, sem tempo – Q2 **
20) Pierre Gasly (França), Toro Rosso STR12-Renault, sem tempo – Q1 ***

* Punição técnica de 20 posições
** Punição técnica de 35 posições
*** Punição técnica de 25 posições

Corrida: domingo, a partir das 16 horas (SporTV 2)

WG

(255 visualizações, 1 hoje)