Circuito dos mais tradicionais e palco de inúmeras decisões, o autódromo de Monza é um verdadeiro monumento da história europeia moderna. Veja como as equipes de Fórmula 1 enxergam este verdadeiro templo do automobilismo mundial.

A Porta de San Giorgio, uma das entradas ao Parque Real de Monza (Honda)

Abandonadas, suas curvas inclinadas jamais perderam a imponência (Red Bull)

As curvas planas, sobreviventes e exigentes (Force India)

O clima de alegria é interpretado em três atos: alegria,… (Haas)

…tradição gastronômica (Toro Rosso)…

…e a paixão frenética (Ferrari).

A tradição criada hoje, através de pôsteres da Ferrari, Renault e Williams,…

…e o brasões de outras eras (Honda)…

…ajudam a lembrar que em 1951 Chico Landi treinou em Monza sob os olhos do engenheiro Aurelio Lampredi (E) e dos pilotos Piero Taruffi (de pé) e Alberto Ascari (autor não identificado)

WG

(510 visualizações, 1 hoje)