PAI E FILHO – O QUE UM PENSA DO OUTRO

De Paulo dos Santos Neto

 

IDADE O FILHO O PAI
5 ANOS Papai é um herói. É o Super-Homem. É o garoto mais lindo do mundo; vai ser presidente da República.
10 ANOS Papai é um cara legal; ele resolve tudo. Que garotão inteligente e forte; pudera, puxou ao pai!
15 ANOS Meu pai é muito trabalhador e inteligente; é o melhor do mundo. Esse garoto está começando a esnobar; ele pensa que é filho de pai rico.
20 ANOS Acho que meu velho tem vários defeitos; é quadrado e só sabe me dar conselhos. Mas que desperdício…pago os estudos, a gasolina, dou mesada e ele acaba batendo com o carro. Não quer mesmo nada…
25 ANOS Puxa vida, como o velho está superado! No lugar dele, eu resolveria tudo melhor. Há momentos em que ele me irrita. Critica muito, quer dar conselhos, chama a atenção, mas ainda não sabe de nada.
30 ANOS Bem, até que ele agora está se atualizando. Ainda tem vários defeitos, mas não reconhece. Até que ele agora está mais maduro e tenho de reconhecer sua experiência. Preciso me atualizar.
35 ANOS Acho que ele agora está se enquadrando na realidade; já me entende melhor. Já posso dialogar com ele; tem boas ideias. Vai longe, mas preciso ainda orientá-lo.
40 ANOS Realmente, ou estou ficando velho ou ele tinha razão em muitas coisas Tenho que reconhecer: ele está me ultrapassando. Vou pedir-lhe umas sugestões.
45 ANOS Creio que a experiência dele é bem grande; tenho muito o que aprender ainda. Vou pedir uns conselhos. Puxa vida! Ele é um gênio. Puxou ao pai.
50 ANOS Mas como ele entende de tudo. Por que não o elegeram presidente da República? Mas como ele entende de tudo. Por que não o elegeram presidente da República?
55 ANOS Vou pedir a ele para me transmitir tudo o que sabe para eu transmitir ao meu filho. Vou deixá-lo conduzir tudo. É muito competente.
60 ANOS Que falta sinto dos seus conselhos e da sua experiência! Que Deus o receba no Reino dos Céus. Era um gênio! No Reino dos Céus: Oh, Deus! Permita que espiritualmente eu ainda possa ajudá-lo!

 

O texto acima foi publicado há mais de 40 anos no jornal O Globo.

O AUTOentusiastas cumprimenta todos os papais, autoentusiastas ou não, por esse dia em que lhes são rendidas a mais do que merecida homenagem.

Os filhos e filhas que o têm, apreciem-no, curtam-o e sempre ouçam seus ensinamentos.

Os que já não, lembrem-se sempre dele com muito carinho, pois ele continua a amá-lo ou amá-la.

AE

(1.014 visualizações, 1 hoje)