PAI E FILHO – O QUE UM PENSA DO OUTRO

De Paulo dos Santos Neto

 

IDADE O FILHO O PAI
5 ANOS Papai é um herói. É o Super-Homem. É o garoto mais lindo do mundo; vai ser presidente da República.
10 ANOS Papai é um cara legal; ele resolve tudo. Que garotão inteligente e forte; pudera, puxou ao pai!
15 ANOS Meu pai é muito trabalhador e inteligente; é o melhor do mundo. Esse garoto está começando a esnobar; ele pensa que é filho de pai rico.
20 ANOS Acho que meu velho tem vários defeitos; é quadrado e só sabe me dar conselhos. Mas que desperdício…pago os estudos, a gasolina, dou mesada e ele acaba batendo com o carro. Não quer mesmo nada…
25 ANOS Puxa vida, como o velho está superado! No lugar dele, eu resolveria tudo melhor. Há momentos em que ele me irrita. Critica muito, quer dar conselhos, chama a atenção, mas ainda não sabe de nada.
30 ANOS Bem, até que ele agora está se atualizando. Ainda tem vários defeitos, mas não reconhece. Até que ele agora está mais maduro e tenho de reconhecer sua experiência. Preciso me atualizar.
35 ANOS Acho que ele agora está se enquadrando na realidade; já me entende melhor. Já posso dialogar com ele; tem boas ideias. Vai longe, mas preciso ainda orientá-lo.
40 ANOS Realmente, ou estou ficando velho ou ele tinha razão em muitas coisas Tenho que reconhecer: ele está me ultrapassando. Vou pedir-lhe umas sugestões.
45 ANOS Creio que a experiência dele é bem grande; tenho muito o que aprender ainda. Vou pedir uns conselhos. Puxa vida! Ele é um gênio. Puxou ao pai.
50 ANOS Mas como ele entende de tudo. Por que não o elegeram presidente da República? Mas como ele entende de tudo. Por que não o elegeram presidente da República?
55 ANOS Vou pedir a ele para me transmitir tudo o que sabe para eu transmitir ao meu filho. Vou deixá-lo conduzir tudo. É muito competente.
60 ANOS Que falta sinto dos seus conselhos e da sua experiência! Que Deus o receba no Reino dos Céus. Era um gênio! No Reino dos Céus: Oh, Deus! Permita que espiritualmente eu ainda possa ajudá-lo!

 

O texto acima foi publicado há mais de 40 anos no jornal O Globo.

O AUTOentusiastas cumprimenta todos os papais, autoentusiastas ou não, por esse dia em que lhes são rendidas a mais do que merecida homenagem.

Os filhos e filhas que o têm, apreciem-no, curtam-o e sempre ouçam seus ensinamentos.

Os que já não, lembrem-se sempre dele com muito carinho, pois ele continua a amá-lo ou amá-la.

AE



  • Nilson

    Parabéns a todos os pais, inclusive os autoentusiastas como o meu, a quem sou muito grato!

  • Antonio F.

    Caramba! Vocês querem acabar com nós, quase morro com um nó na garganta, há nove anos meu velho se foi e como sinto sua falta, daquele corpo franzino por fora mas robusto por dentro como um tronco de aroeira; daquele doce aroma de suor honesto, íntegro e provedor; daquele peito que tantas vezes me abrigou e me protegeu do medo das tempestades. Obrigado meu pai, que o Deus bendito me conceda o privilégio de encontrá-lo na Sua Glória pra poder abraçá-lo e dizer-lhe tudo o que eu não disse.

  • ene, o texto é de uma época de expectativa de vida bem inferior à atual.

  • Marcus Vinicius

    Linda homenagem!!!!!! Meus cumprimentos a todos os pais!!!! Sempre que leio textos assim fico comovido, já que meu pai autoentusiasta me motiva sempre a realizar meu sonho de ser engenheiro automotivo e sempre me ensina a ser uma boa pessoa.

  • Antonio F.

    Já ia me esquecendo. Feliz dia dos pais a todos os ótimos profissionais que fazem do AE o melhor portal de automobilismo brasileiro, a maioria acredito que são pais e quem sabe até algum avô (risos), que são pais duas vezes. Parabéns a todos os pais autoentusiastas!!!

    • Antonio F., tem avô de montão entre os editores: eu, Fernando Calmon, Roberto Nasser, Josias Silveira, Arnaldo Keller, Ronaldo Berg, Boris Feldman. Obrigado pela sua mensagem!

  • ene, uma pena. Lamento muito. O meu, há 45 anos, sexta-feira 11 de agosto, antevéspera do Dia do Papai.

  • Eduardo Sérgio

    Há poucos dias o mundo da música perdeu um de seus maiores expoentes. Glen Campbell, cantor norte-americano, partiu aos 81 anos de idade, e sua filha Ashley Campbell publicou uma foto acompanhada de mensagem honrando seu falecido pai, ambas comoventes. “De coração partido. Devo a ele tudo que sou e serei”. https://uploads.disquscdn.com/images/981d14d48a3d24588a586e515ac911fae34e7bca8ea910258e52d3d83de74bc2.jpg
    Como homenagem neste Dia dos Pais, gostaria de compartilhar um dos maiores sucessos desse grande intérprete, “Wichita Lineman”. (“I am a lineman for the county, and I drive the main road…”)

  • Patureba

    Graças a Deus ainda tenho o meu velho aqui comigo e nossa diferença de idade não é tão grande, podemos aproveitar muito ainda o tempo que nos resta. Mas infelizmente esse ano perdi meu avô materno, que era um segundo pai para mim. Eu posso dizer que convivia e seguia os passos mais dele que do meu próprio pai.
    Ele partiu cedo, mas tenho na lembrança os ótimos momentos que passei junto dele. Ele me ensinou a dirigir quando mal alcançava os pedais, depois me ensinou a conduzir o trator na fazenda, e dizia sempre que um homem tem que ter 3 coisas: dinheiro, uma companheira e vergonha na cara.
    A Pampinha que ele me ensinou a dirigir ainda esá lá guardada, e eu só esperando o inventário terminar para pôr a mão nela, afinal, ela será a minha lembrança eterna do grande homem que foi meu avô Pedro. Ah, outro ensinamento do grande Pedrão: apreciar uma boa cerveja!

    • Patureba, lamento a perda do seu avô, especialmente pelo que você contou dele.