O prefeito de São Paulo, João Dória Jr., vem fazendo boa e competente administração. Tão importante quanto, cumpriu uma das suas promessas de campanha, restabelecer velocidades decentes nas vias marginais dos rios Pinheiro e Tietê, mas foi ferozmente combatido por esquerdóides, petistas e ciclistas quando efetivou estas mudanças no último dia 25 de janeiro, data do 463º aniversário da cidade.

Prometer mexer com as velocidades não foi o único fator das esmagadora vitória, já no primeiro turno, sobre o seu principal oponente e candidato a reeleição, o petista Fernando Haddad, mas certamente teve grande peso no resultado do pleito.

Numa entrevista coletiva de imprensa por ocasião do aumento de velocidade nas marginais, um manifestante se infiltrou no ambiente e exibiu uma mensagem completamente idiota, como na foto abaixo.

Uma mensagem de protesto idiota (Foto: commons.wikimedia.org)

As velocidades nas marginais foram a bandeira de João Dória Jr. na questão de trânsito, mas ficou subentendido por boa parte dos seus eleitores que as demais velocidades, sua quase totalidade absolutamente ridículas, seriam objeto de revisão. Veio, então, a decepção quando ele declarou que as demais vias de São Paulo continuariam como estavam no que diz respeito velocidades regulamentadas.

Acovardou-se. Manteve intocada a grotesca decisão do inimigo nº 1 do automóvel, o prefeito antecessor defenestrado pelo voto (“o motorista vai pensar duas vezes antes de tirar o carro da garagem”, disse publicamente o petista). Lamentável a atitude de Dória.

João Dória Jr. prestou um desserviço aos que o elegeram. Continuam as velocidades irreais, antinaturais, impondo um desafio e um suplício diário a quem pratica o “crime” de dirigir seu automóvel nesta soberba metrópole. É desnecessário ser especialista em trânsito para constatar o absurdo que paulistanos e quem nos visita continuam a enfrentar.

Dessas velocidades antinaturais advêm, naturalmente, as infrações e suas multas. É inevitável. O cidadão-motorista está sendo penalizado injustamente.

Ruas de 30 km/h sem motivo, de 40 km/h onde poderia ser 50 ou 60 km/h, vias arteriais de 50 km/h onde cabe 60 ou 70 km/h, ou de 60 km/h onde 70 ou 80 km/h é perfeitamente seguro, estão por toda a cidade. Nenhuma dessas velocidades citadas é “assassina”.

Ao se acovardar, João Dória Jr. não estendeu a doce sensação de liberdade que a volta da normalidade nas marginais de rio citadas proporcionou aos que o elegeram e os que não.

O AUTOentusiastas, tentou, em vão, entrevistar o prefeito para discutir esse assunto, fazendo contatos com sua assessoria de imprensa. Nem resposta teve.

AE/BS



Error, group does not exist! Check your syntax! (ID: 7)