Autoentusiastas Autoentusiastas Autoentusiastas Autoentusiastas Autoentusiastas Autoentusiastas Autoentusiastas Autoentusiastas VW APRESENTA O NOVO POLO, O DE 6ª GERAÇÃO – Autoentusiastas

A chegada do Polo de sexta geração, apresentado nesta sexta-feira em Berlim, na Alemanha, destaca aumento de espaço na cabine e no porta-malas. Para ilustrar, só não é maior comprimento que o Golf IV, porque no resto é maior em tudo. Os carros pequenos estão realmente crescendo.

Entre os atributos do novo Polo, a VW destaca maior espaço interno, motores mais eficientes e maior assistência ao motorista.

Segundo a fabricante, há novos sistemas de assistência, de “carro grande”, bem como a estreia mundial da segunda geração da Tecnologia de Mostrador de Informação Ativo da VW.  Há frenagem de emergência na cidade com nova função de monitoramento de pedestres, controle de cruzeiro adaptativo e detetor de ponto cego.

O novo Polo tem volume de porta-malas 25% maior, 351 litros ante 280. O entre-eixos aumentou 94 mm para 2.564 mm. O comprimento se manteve em cerca de 4 metros (4.053 mm exatamente), mas a largura está 70 mm maior, com 1.851 mm, mas a altura diminuiu, passou de 1.480 para 1.446 mm. Com o novo Polo, a VW mira especialmente o MINI e o Audi 1. Com o novo projeto o peso reduziu-se em 70 kg e a VW fala em maior rigidez, o que é normal nas mudanças de geração mesmo que os carros tenham dimensões maiores.

O segmento de carros pequenos é dos mais importante, representando 7,5 milhões de vendas globalmente no ano passado e a VW espera crescimento em mercados como Brasil, Índia, Rússia e África do Sul. Conta com o Polo para aumentar a presença na América do Sul.

O interior foi completamente redesenhado, os instrumentos passam a ser virtuais como no Audi TT e a tela tátil de 8 polegadas do sistema de infotenimento está na mesma altura do quadro de instrumentos.

Motores são seis a gasolina turbo (TSI) e dois Diesel turbo (TDI) e um a gás natural (o TGI de 1 litro e 90 cv). Um dos motores a gasolina é o novo 1,5-l EVO, que mantém a potência e torque do 1,4-l (150 cv e 25,5 m·kgf) e traz desativação de cilindros. O Polo mais potente é o GTI 2-litros de 200 cv com câmbio manual de seis marchas ou robotizado de duas embreagens e sete marchas.

Todos têm start/stop e regeneração de energia elétrica, pelo alternador, nas frenagens. Todo motor acima de 95 cv pode ser associado a câmbio robotizado de duas embreagens.

Mais de 14 milhões de Polos foram vendidos desde o lançamento em 1975.

Preços na Europa começam em € 12.975 (R$ 34.800) e, como no GTI, uma versão destinada ao público jovem chamada Polo Beats terá um sistema de áudio de 300 W.

O Polo começa a ser produzido na fábrica VW em Pamplona, Espanha e será apresentado no Salão de Frankfurt em setembro. Sua  produção no Brasil é tida como começar em julho.

AE/BS



Sobre o Autor

Autoentusiastas

Guiado por valores como seriedade, diversidade, emoção e respeito aos leitores, desde 2008 o Autoentusiastas tem a missão de evoluir e se consolidar como um dos melhores sites sobre carros do Brasil. Seja bem-vindo! Pratique autoentusiasmo.

  • guest, o original

    Engraçado, o Palio sempre foi criticado pelas saídas centrais de ar localizadas em posição baixa, sob a alegação de menor eficiência da circulação. O Polo, assim como a maioria dos lançamentos e por causa da tela de infotainment, tem as saídas “baixas” e não será criticado por isso.
    Apesar disso, parece ser um bom carro.

    • guest, tal crítica nunca foi feita aqui no AE.

  • Júnior Nascimento

    Gostei do conjunto, sobretudo pelo viés mecânico. Visualmente, não me agrada a sobriedade externa exagerada, mas reconheço que tenha lá seus admiradores. Pelas vendas minguadas do Argo nessa primeira quinzena, prevejo que o Polo dará muito trabalho ao compacto da FCA. A VW está com a faca e o queijo na mão para ser paradigma no mercado. A chegada de mais um carro neste segmento é excelente para o consumidor e, talvez, faça renascer com mais força essa divisão de compactos, tão engolida pela “suvenização” desses últimos anos.

  • Luis Carlos K.

    Um excelente carro, mas que no Brasil ao que tudo indica vai ser prejudicado pela estratégia da filial VW brasileira em manter o Fox em produção. Se custar entre 50 e 70 mil reais, o Polo será uma boa opção.

    • Júnior Nascimento

      Tomando por base que nos principais mercados europeus o Polo custa em torno de 80% do Golf, em versões correspondentes, aplicando-se ao nosso mercado essa proporção, daria algo como valores iniciais em 60 mil e valores finais beirando os 100 mil reais (versão GTI). Espera-se que a VW tenha um pouco de bom senso e elimine o Fox para dar maior competitividade ao Polo.

  • Luis Carlos K., o ar-condicionado do up! refrigera o interior à perfeição. Já dirigiu um?

  • Alexandre Zamariolli

    No site http://www.netcarshow.com, a seção “Latest Cars” organiza os carros por ordem cronológica de lançamento. O Polo está logo no topo da lista e o GTI ganhou uma página à parte.

  • Rafael_PS

    Hoje mesmo estava dirigindo um Civic (nona geração) e ao meu lado estava um Corolla, desses primeiros feitos aqui, essa comparação foi inevitável. O porte dele se assemelha ao Etios Sedan.

  • Lorenzo Frigerio

    Belo carro, mais legal que o Golf. O painel colorido é dispensável. Agora, podem esperar a altura de rodagem umas 3 polegadas maior no modelo brasileiro… no GTI, se vier, 2 polegadas. No Cross, se cometerem tal aberração, 5 polegadas.

  • Luis Carlos K., ar refrigerado em direção ao rosto pode ser obtido pelos difusores laterais sem problema algum. Há realmente o embaçamento do espelho interno, mas só se uma janela for aberta estando o interior (e o espelho interno) bem frios, situação em que o ar eventualmente úmido se condensa no espelho e o embaça.

  • invalid_pilot

    Eu sinceramente acho que frenagem automática nem como opcional vamos ter — até no Golf é um opcional de versões topo / GTI

    A ver.

  • Eduardo Edu, a qual solução tosca no Argo você se refere?

  • Antonio F.

    Exato, tenho um e posso garantir a ótima eficiência do ar-condicionado, o up! é aquele carro que tem poucas coisas negativas, mas muitos, para não perderem o hábito, se apegam em coisas minúsculas, como a lataria aparecendo na porta, os bancos da frente sem o encosto de cabeça separado e essa questão do difusor central de ar.

  • FOC

    O ar não sai para cima, ele sai na direção dos passageiros. Ele tem um defletor interno. E refrigera muito bem mesmo o meu que é preto.

  • Fat Jack, o do Golf V (o nosso era o IV, não tenho a ficha técnica) é 350 litros.

  • João Carlos, adorei o “frescureba dos brazucas”, perfeito!

  • guest, o original, pedido de desculpas desnecessário! Você é superconhecido e bem-vindo.

  • Douglas

    Tenho um Sonic que tem um amplo ajuste de altura do banco e nele não preciso deixar o banco muito alto em relação ao assoalho para enxergar bem.
    Tenho 1,82 metro.
    O que acontece é que gosto de banco baixo e no Fox ele tem que ficar alto para enxergar bem.

  • Pedro Mazza

    Rapaz, concordo contigo que o desenho discreto e com boas arestas é bem agradável e tende a não enjoar com o passar do tempo. E eu que já passei dos 40 me considero meio “Old School” no gosto por rodas. Costumo gostar mais de rodas claras do que da moda atual de pintar as rodas parte em preto e parte que chamam de diamantada. Mas para saber qual rodas virão para o Brasil teremos que aguardar.

    Uma dúvida relevante pra mim sobre esse lançamento era se a VW ia escolher o mecanismo de reclinar os bancos por alavanca (como é no Jetta e up!) ou por comando giratório (Golf, Fusca, Fox, Gol). Sei que cada um dos mecanismos tem seus prós e contras (um mais milimétrico, outro mais conveniente pra alterações rápidas), mas eu definitivamente gosto mais de um tipo que do outro. Enfim, tive que fuçar um longo vídeo gringo pra achar a resposta. Aí está na imagem abaixo. E ao final minha última dúvida é… será que esse carro aparecerá aqui com câmbio DSG e com motor com 25,5 m·kgf de torque como é oferecido atualmente na Tiguan? Gostaria de ver. Logo veremos.

    https://uploads.disquscdn.com/images/9d379da9b8ea6dd1bc519522fee67e69b583be396a594fa8edba345bc06b7806.png

  • Douglas, esse cara de usar “primeira de pobre”, meia-volta da roda e já lá vai a segunda…

  • Wellington Myph13

    Existe uma grande chance de termos uma versão GT com o 1.4 TSI Flex. Não sei se adotariam o mesmo interior do GTI, mas deverá ter algum apelo legal também.
    Saídas de ar-condicionado central bem no rosto acho ruim, mas ali com certeza da para regular para isso. Vai do gosto. Eu tinha um up! que não tinha, e não fazia falta, hoje tenho um Sandero e me incomoda quando ligo o ar-condicionado porque ele não vira completamente, ainda passa ar pela moldura e gela a mão no volante, então acabo deixando fechado o meu lado central.

  • Eduardo Edu, explique o que você vê de tosco no Argo, pois não sei o que você quis dizer.

  • Corsario, para mim e muitos a cor branca continua apaixonante.

  • João Carlos, é estranho isso que você contou. Nenhum carro branco meu encardiu.

  • Corsario, concordo, exageram.

  • Eduardo Edu, se você olhar as fotos do Argo no nossa avaliação de lançamento, não tem esse curva aí. Isso cheira a difamação na internet, o cara desencaixou a vedação para fazer a foto.

  • Vinicius Vasques

    Acho difícil concretizar essa sua estimativa. O Polo precisa chegar para preencher a lacuna entre Fox e Golf. Estamos falando da faixa de 50.000 a 75.000. Considerando o fator novidade apostaria que ele chegaria na casa dos 55.000 com motor 1,0 MPI e a partir dos 60.000 como motor 1.0 TSI.

    O fogo amigo dentro da VW já está sendo resolvido com Gol como carro de entrada, seguido do Fox (que deve perder versões mais caras) e o up! seguindo como carro de vitrine (como era o Fiat 500).

    Ele chegaria para brigar com 208, Fit, Fiesta e as versões mais caras do C3, Onix, HB20 e Argo.

  • Victor Mattos

    Carro ficou lindo, acho muito legal como alguns carros mudam de geração, mas ao bater o olho numa foto do novo, e estando desavisado conseguimos saber que se trata do mesmo. O Polo ao meu ver tem uma identidade que carrega pelas gerações, assim como o Golf e sua coluna “C”. Aliais para mim a parte do desenho que mais me interessa em um carro é sempre a lateral.

  • Rafael, pode ser que se trate de estepe fino, temporário, mas não há certeza. Por enquanto as informações são escassas.

  • Michel

    Corroboro com esse depoimento, pois tenho um e tanto para refrigerar quanto para aquecer é uma beleza o ar-condicionado do up!.

  • Daniel Pessoa

    Façamos campanha pelo GTI no Brasil. Seria uma boa escolha orbitando acima dos Sandero RS/208 GT e abaixo dos Golf GTI em termos de preço.

    • CorsarioViajante

      Ou seja, no número mágico de R$ 99.999,99… rs Se for com o 1,4 TSI até pode ser realista, ainda que fosse chamado de GT e não GTI.

  • Programador Maldito

    GTI: 200 cv e câmbio manual. Coisa raríssima hoje em dia!

  • Marcio

    Ótimo texto descrevendo o carro, acho que foi o primeiro que leio sem as três letrinhas mágicas que o pessoal adora citar para exaltar a plataforma da VW. E invariavelmente os comentários de toda notícia sobre VWs acabam em algum momento indo em direção à concorrente italiana…

  • CorsarioViajante

    ACho que perdeu vendas quando perdeu a versão confortline, que hoje só tem 1.0 (manual) ou 1.6 (que não agradou a maioria).
    Se ainda pudesse ter o motor 1.4 TSI na confortline provavelmente venderia bastante. Mas hoje, só na caríssima highline, que parte de 105.000 manual. Aí complica.
    Aliás mais um caso do desastre que andam as versões da VWB, conseguiram enterrar o golf com versões malucas que ainda por cima exigem no mínimo dois pacotes de opcionais, pois ao se acrescentar um é forçoso acrescentar outro.

  • danbrg

    Não acho que o problema é o conversor de torque pois adicionaram 10cvs extra para tentar manter o desempenho. Claro que o DSG é um dos melhores câmbios atuais, mas já andei com um 1.4 manual e é diversão pura. Tenho a impressão que a falta da suspensão traseira multilink faz mais falta.

    Caso fosse comprar um Golf seria o manual 1.4 Highline, pena que o preço hoje é uma afronta

  • danbrg

    É a tendência da categoria. Argo tem 3cm a menos de largura.
    Novo Fiesta parece que vai estar no mesmo “nível” da concorrência.

  • Lucas Pereira

    Lindo carro! perfeito! Já que o Golf para mim está impossível de comprar, o Polo poderá ser meu consolo de luxo. Vamos aguardar o preço. Por enquanto sigo (satisfeito) com o consolo “de pobre” dos TSI.