A chegada do Polo de sexta geração, apresentado nesta sexta-feira em Berlim, na Alemanha, destaca aumento de espaço na cabine e no porta-malas. Para ilustrar, só não é maior comprimento que o Golf IV, porque no resto é maior em tudo. Os carros pequenos estão realmente crescendo.

Entre os atributos do novo Polo, a VW destaca maior espaço interno, motores mais eficientes e maior assistência ao motorista.

Segundo a fabricante, há novos sistemas de assistência, de “carro grande”, bem como a estreia mundial da segunda geração da Tecnologia de Mostrador de Informação Ativo da VW.  Há frenagem de emergência na cidade com nova função de monitoramento de pedestres, controle de cruzeiro adaptativo e detetor de ponto cego.

O novo Polo tem volume de porta-malas 25% maior, 351 litros ante 280. O entre-eixos aumentou 94 mm para 2.564 mm. O comprimento se manteve em cerca de 4 metros (4.053 mm exatamente), mas a largura está 70 mm maior, com 1.851 mm, mas a altura diminuiu, passou de 1.480 para 1.446 mm. Com o novo Polo, a VW mira especialmente o MINI e o Audi 1. Com o novo projeto o peso reduziu-se em 70 kg e a VW fala em maior rigidez, o que é normal nas mudanças de geração mesmo que os carros tenham dimensões maiores.

O segmento de carros pequenos é dos mais importante, representando 7,5 milhões de vendas globalmente no ano passado e a VW espera crescimento em mercados como Brasil, Índia, Rússia e África do Sul. Conta com o Polo para aumentar a presença na América do Sul.

O interior foi completamente redesenhado, os instrumentos passam a ser virtuais como no Audi TT e a tela tátil de 8 polegadas do sistema de infotenimento está na mesma altura do quadro de instrumentos.

Motores são seis a gasolina turbo (TSI) e dois Diesel turbo (TDI) e um a gás natural (o TGI de 1 litro e 90 cv). Um dos motores a gasolina é o novo 1,5-l EVO, que mantém a potência e torque do 1,4-l (150 cv e 25,5 m·kgf) e traz desativação de cilindros. O Polo mais potente é o GTI 2-litros de 200 cv com câmbio manual de seis marchas ou robotizado de duas embreagens e sete marchas.

Todos têm start/stop e regeneração de energia elétrica, pelo alternador, nas frenagens. Todo motor acima de 95 cv pode ser associado a câmbio robotizado de duas embreagens.

Mais de 14 milhões de Polos foram vendidos desde o lançamento em 1975.

Preços na Europa começam em € 12.975 (R$ 34.800) e, como no GTI, uma versão destinada ao público jovem chamada Polo Beats terá um sistema de áudio de 300 W.

O Polo começa a ser produzido na fábrica VW em Pamplona, Espanha e será apresentado no Salão de Frankfurt em setembro. Sua  produção no Brasil é tida como começar em julho.

AE/BS

(3.080 visualizações, 1 hoje)