Autoentusiastas Autoentusiastas Autoentusiastas Autoentusiastas Autoentusiastas Autoentusiastas Autoentusiastas Autoentusiastas KIA CERATO 2017, NO USO – Autoentusiastas

Eu tive a missão de testar o Cerato em fevereiro de 2014. Antes de reler a matéria que está lá no AE Classic eu me lembrava com clareza que tinha gostado muito do sedã médio da Kia. Eis que há algumas semanas recebi novamente a missão de testar o Cerato, agora um modelo 2017, que foi apresentado no Salão do Automóvel de 2016, em novembro. Foi um déjà-vu!

Confesso que peguei o carro sem estudá-lo antes. Apenas com a lembrança do modelo anterior. Algumas vezes eu faço isso por falta de tempo, mas também para eliminar qualquer prejulgamento antecipado. Eu gosto muito de me posicionar ao volante, sair devagar e aos poucos colher as primeiras impressões. Muitas delas são as mais notáveis e exatamente as mesmas de quem faz um teste de condução em concessionária com intenção de compra. Algumas delas acabam se desfazendo com o uso mais prolongado. E também aparecem outras, nem sempre positivas.

Uma primeira impressão positiva que se consolidou ao longo do teste

Aqui estão as primeiras impressões que anotei: conforto, silêncio, facilidade de uso, espaço interno, qualidade visual e percebida do interior e beleza do desenho da carroceria.

Dia desses, parado no trânsito, eu divaguei sobre como tudo está mudando muito rápido nessa nossa época. E com os carros não é diferente. A gente mal se acostuma com um modelo e ele já muda. Fica até difícil de acompanhar tudo. Embora eu goste do progresso de novas tecnologias, acredito que estamos acelerados demais. Isso causa uma sensação estranha, um stress, uma ansiedade. E uma dificuldade de acompanhar tudo.

O Cerato 2017 é a prova de que podemos ter calma. De que não precisamos acompanhar essa correria para nos sentirmos bem. Basicamente o Cerato é um carro de 2012 com mudanças estéticas leves. Mas poucos carros de 2017 conseguem ser melhores que ele nos pontos que me causaram boa impressão. Inclusive o seu irmão Hyundai Elantra, que acabou de mudar de geração. O Cerato é tão bom em conforto e isolamento acústico que eu cheguei a achar que era uma nova geração.

Suspensão e pneus muito bem acertados

Eu não tenho receio em dizer que no conjunto conforto, suavidade e isolamento acústico o Cerato é o melhor carro que já dirigi ultimamente. O feijão com arroz McPherson na frente e eixo de torção atrás foi muito bem preparado. Seus pneus 205/60R16, de perfil mais alto do que se vê hoje em dia, também ajudam na receita. Uma boa escolha. Como o JJ elogiou muito o Elantra nesse quesito, juntamente com o Bob, eu levei o carro até o JJ para que ele me dissesse se o Elantra é melhor que o Cerato. Não é. Ele confirmou meu julgamento dando uma leve vantagem para o Cerato. Parabéns aos engenheiros que trabalharam em ambos os modelos e que outras marcas consigam logo a mesma façanha.

O conforto também está associado ao capricho no interior, como qualidade, aspecto e textura dos materiais. O volante chama a atenção com insertos em black piano e seus vários comandos, revestimento em couro e borboletas. O toque nas superfícies de contato é suave, assim como o acionamento de todos os comandos. Há uma uniformidade em tudo. Isso eleva o nível da chamada qualidade percebida. Com o carro parado é difícil saber se está ligado sem olhar o conta-giros (na esquerda).

O nível de equipamentos é bom. Tem o básico mas o ar-condicionado é bizona e tem saída para o banco traseiro. Não tem tela multimídia, mas mesmo assim conectar um telefone é muito simples e a qualidade do áudio em ligações e música é das melhores. Tudo à mão, fácil de usar, sem invenções mirabolantes, não requer adaptações. A direção eletroassistida é bem leve e seu diâmetro mínimo de giro de 10,6 metros o tornam muito prático na cidade.  E há três modos de condução (Eco, Sport e Normal). Os freios traseiros são a disco, mas o controle de estabilidade e tração não está disponível. Sinceramente, dado o equilíbrio e as pretensões mais comportadas do modelo ele vai muito bem sem esse equipamento.

O aproveitamento do espaço interno é também excelente, em parte pelo desenho da carroceria e também pelo desenho do interior com painel menos invasivo. Minha filha grandona mencionou o espaço tanto na frente quanto atrás, conseguido pelo entre-eixos de 2.700 mm. O porta-malas, apesar de não ser campeão, tem amplos 421 litros de capacidade. E é possível rebater o encosto do banco traseiro com praticidade através de acionamento dentro do porta malas.

Seu motor é um 4-cilindros com duplo comando, cilindrada de 1.591 cm³ e bloco e cabeçote de alumínio que gera 122/128 cv a 6.000 rpm  e 16,0 m·kgf a 4.500 rpm com gasolina e 16,5 m·kgf a 5.000 rpm com álcool. Obviamente não podemos esperar um desempenho esportivo. No entanto, ele é mais agradável do que os números sugerem. A explicação está no fato de todos os concorrentes com motores mais potentes pesarem ao redor do 1.400 kg, exceto os nipônicos, que estão na faixa dos 1.300 kg dependendo da versão, e o Cerato pesa apenas 1.205 kg. Outra vantagem do menor peso está na distância de parada. Em frenagem de 100 km/h a parada total o Cerato faz em 42,3 metros,o melhor índice entre seus principais concorrentes, segundo a Kia.

A caixa automática de seis marchas também trabalha suave. Trocas lisas, algumas vezes imperceptíveis. O escalonamento me satisfez muito e as borboletas ajudaram quando quis levá-lo ao limite (pode-se trocar marchas pela alavanca também, sobe marcha para frente). Claro que é um carro para quem é mais tranquilo. E na semana em que eu o testei tranquilidade era tudo o que eu precisava. Algo descomplicado, fácil e agradável.

O consumo  pelo Inmetro é 6,6 km/l na cidade e 9,1 km/l na estrada usando-se álcool e 9,5 km/l na cidade e 12,4 km/l na estrada com gasolina. Mas na prática cheguei a fazer 15,6 km/l com gasolina na estrada.

Junto com mudança de origem da importação, agora do México, houve uma pequena atualização no desenho da dianteira. O modelo ainda me parece muito atual, tanto que considerando que o Elantra já mudou de geração, numa primeira olhada eu achei que este Cerato também fosse de uma nova geração. Isso prova que seu desenho é muito acertado e que com essas pequenas mudanças ficou ainda melhor. É discreto, sem exageros, porém elegante.

Eu senti falta de um botão para abrir o porta-malas por fora do carro (só por dentro ou pela chave), achei que o tecido dos bancos, embora de boa qualidade é simples demais, e os sobretapetes não tem pontos de fixação, podendo escorregar para debaixo dos pedais no lado do motorista. E como eu peguei muita chuva pude notar que o limpador de para-brisa do lado direito, bem pequeno, tem fim de curso ou varredura, exatamente na frente do motorista. Ou seja, atrapalha a visão e é desconfortável.

Vale lembrar que o Cerato é vendido em versão única. Devido à limitação de cotas de importação a Kia trará 1.000 unidades do modelo em 2017. Assim faz sentido uma versão única. E seu preço é de R$ 79.990.

Excluindo modelos ou versões para frotistas e para pessoas com deficiência, quase impossível de se comprar, eu diria que o preço é competitivo para um carro com o porte e o conjunto tão acertado quanto o Cerato. Pelo conjunto interessante dentro de sua proposta ele é um dos raros carros que recebe  “o selo de aprovação do PK”.

PK

 

FICHA TÉCNICA KIA CERATO 2017
MOTOR
Tipo Ignição por centelha, 4 tempos, flex
Instalação Dianteiro, transversal
Material do bloco/cabeçote alumínio/alumínio
N° de cilindros/configuração 4 / em linha
Diâmetro x curso (mm) 77 x 85,4
Cilindrada (cm³) 1.591
Aspiração Atmosférica
Taxa de compressão (:1) 12,0
Potência (cv/rpm, G/A) 122/128 cv/6.000
Torque (m·kgf/rpm, G/A) 16,0/4.500//16,5/5.000
N° de válvulas por cilindro 4
N° de comando de válvulas /localização 2/cabeçote, variador de fase no de admissão, corrente
Formação de mistura Injeção eletrônica no duto
ALIMENTAÇÃO
Combustível Gasolina comum/aditivada e/ou álcool
TRANSMISSÃO
Rodas motrizes Dianteiras
Câmbio Automático epicíclico
N° de marchas 6 à frente e uma à ré
Relações das marchas (:1) 1ª  4,400; 2ª  2,726; 3ª 1,834; 4ª 1,392; 5ª 1,000; 6ª 0,774; ré 3,440
Relação de diferencial (:1) 3,612
SUSPENSÃO
Dianteira Independente, McPherson, mola helicoidal, amortecedor pressurizado e barra estabilizadora
Traseira Eixo de torção, mola helicoidal e amortecedor pressurizado
DIREÇÃO
Tipo Pinhão e cremalheira, assistência elétrica
Voltas entre batentes 2,9
Diâmetro mínimo de curva (m) 10,6
FREIOS
De serviço Hidráulico, duplo circuito em diagonal, servoassistido, ABS com EBD
Dianteiro Disco ventilado
Traseiro Disco sólido
RODAS E PNEUS
Rodas Alumínio 6,5J x 16
Pneus 205/60 R16
PESOS (kg)
Em ordem de marcha 1.205
Carga útil 515
CARROCERIA
Tipo Monobloco em aço,  sedã, 4 portas e  5 lugares
DIMENSÕES EXTERNAS (mm)
Comprimento 4.560
Largura sem espelhos 1.780
Altura 1.460
Distância entre eixos 2.700
Bitola dianteira/traseira 1.555/1.568
Altura mínima do solo 165
AERODINÂMICA
Coeficiente de arrasto (Cx) 0,27
Área frontal (A, m²) 2,079
Área frontal corrigida (Cx x A, m²) 0,561
CAPACIDADES (L)
Porta-malas 421
Tanque de combustível 50
DESEMPENHO
Velocidade máxima (km/h) 190 (est.)
Aceleração 0-100 km/h (s) 12 (est.)
CONSUMO DE COMBUSTÍVEL INMETRO/PBVE
Cidade (km/l, G/A) 9,5/6,6
Estrada (km/l, G/A) 12,4/9,1
CÁLCULOS DE CÂMBIO
v/1000 em 6ª (km/h) 40,3
Rotação do motor a 120 km/h em 6ª 2.980
Rotação do motor à vel. máxima em 5ª 6.100

 

EQUIPAMENTOS KIA CERATO 2017
 
Abertura interna do porta-malas e da tampa de combustível
Acendimento automático dos faróis
Antena eletrônica incorporada ao vidro traseiro
Ar-condicionado automático digital bizona com filtro antipólen
Banco do motorista com ajustes manuais de altura e distância e regulagem elétrica do apoio lombar
Banco do passageiro com bolsa porta-revistas no encosto
Banco traseiro bipartido (60/40) e rebatível para ampliação do porta-malas
Bolsas infláveis frontais
Chave tipo canivete para travamento e abertura das portas e porta-malas a distância
Cintos de segurança de 3 pontos (central traseiro tipo subabdominal)
Cintos dianteiros com pré-tensionadores, limitadores de carga e regulagem da altura de ancoragem na coluna central
Computador de bordo com controles no volante
Console central com descansa-braço deslizante, porta-objetos com tampa, porta-copos e saída de ar-condicionado para o banco traseiro
Console no teto com porta-óculos e luzes de leitura
Controle de cruzeiro com controles no volante
Descansa-braço no banco traseiro com porta-copos
Desembaçador do vidro traseiro temporizado
Destravamento automático das portas em caso de colisão
Direção eletroassistida com três modos de direção (Normal/Comfort/Sport)
Encostos de cabeça com ajuste de altura para os 5 ocupantes
Engates Isofix para dois bancos infantis
Escapamento com ponteira cromada
Espelhos retrovisores externos com ajuste elétrico e rebatimento elétrico automático, aquecimento e repetidoras de seta integradas de LED
Estepe com roda de alumínio
Faróis de neblina com lentes de policarbonato
Freios a disco nas 4 rodas com ABS e EBD
Grade dianteira com detalhes cromados
Iluminação no porta-malas e porta-luvas
Indicador de marchas no conjunto de mostradores
Indicador de marchas no conjunto de mostradores
Lanternas traseiras a LEDs
Limpador do pára-brisa com acionamento intermitente de frequência variável
Luzes de rodagem diurna a LEDs
Maçanetas externas na cor do veículo com filete cromado
Manta de isolamento de ruídos na parte interna do capô do motor
Molduras externas das portas cromadas
Painel com detalhes em textura tipo fibra de carbono
Painel com mostrador digital e computador de bordo em LCD
Para-brisa com desembaçador automático
Para-choques e retrovisores externos na cor do veículo
Para-sol do motorista com porta-tíquete, espelho, iluminação e extensão lateral
Para-sol do passageiro com espelho, iluminação e extensão lateral
Porta-luvas climatizado e com abertura amortecida
Porta-objetos e porta-garrafas nas portas dianteiras e traseiras
Rádio/CD/MP3 player com controles no volante, entrada auxiliar, USB e para iPod
Relógio digital no centro do painel com marcador de temperatura externa
Rodas de alumínio aro 16 pol. com pneus 205/60R16
Sapatas dos pedais e apoio do pé esquerdo com detalhes de metal
Sensores de aproximação nos para-choques dianteiro e traseiro
Sistema de áudio com 4 alto-falantes e 2 tweeters
Tomada auxiliar de energia 12 V (console central)
Travamento automático das portas com o veículo em movimento
Travamento elétrico central das portas e porta-malas
Vidros com comando elétrico nas 4 portas
Vidros verdes com filtro de raios UV e para-brisa laminado com faixa degradê
Volante de direção com regulagem de altura e distância
Volante multifuncional com controle de som, controle de cruzeiro, computador de   bordo
Volante, alavanca de câmbio, console central e laterais das portas revestidos de couro


Sobre o Autor

Paulo Keller
Editor Geral

Engenheiro mecânico com pós-graduação em marketing e administração de negócios iniciou um grupo de discussão sobre o mundo do automóvel no final dos anos 90. Em 2008 percebeu que a riqueza do conteúdo desse grupo não deveria ser restrita aos seus integrantes e então criou o blog AUTOentusiastas. Seus posts são enriquecidos com belas fotos que ajudam a transmitir sua emoção e sensibilidade. Além de formatar e manter as mídias sociais do site. Visite: www.paulokeller.tumblr.com.

  • David Diniz

    Entrei no carro no Salão do Automóvel e gostei bastante, mas, poxa, custava a Kia colocar o sistema de partida a frio por resistência elétrica em vez do perigoso e arcaico tanquinho da década de 1980?

    Desisti do carro por causa desse detalhe que para mim é muito, mas muito tosco.

  • invalid_pilot

    Um carro que muitos esqueceram e que a esse preço tem novamente bom apelo.

    Para quem quer um sedã espaçoso, bem construído e não liga para fatores mercadológicos ou modismos, é uma boa pedida.

  • Mr. Car, se for para ter somente um porta-revistas, estando atrás atrás do banco do carona o motorista o alcança. É por isso.

  • Mike, grande ideia!!!

  • O carro nunca capota sozinho! O motorista o capota!

  • Luciano

    Sedãs em geral não me atraem, mas o Cerato é um carro que me desperta certa simpatia. Com o fim do IPI majorado para os importados, esperado para o fim desse ano, espero que a Kia consiga trazê-lo em configurações mais atraentes e em maiores quantidades.

  • Lorenzo, então você concluiu que carro que não tem controle de estabilidade não pode fazer um desvio abrupto, dar uma guinada, pois fatalmente irá rodar ou capotar…

  • Eduardo Sérgio

    No mercado externo o Cerato é comercializado com o nome Kia Forte, sendo também oferecido em versão cupê: Kia Forte Koup.

  • Lorenzo, desculpe, pensei tratar-se de erro de digitação. Já corrigi.

  • guest, o original

    E poucos observaram que o Cerato é um carro mais baixo que a média brasileira (1,46 m). No estacionamento de meu trabalho, há um desses (pré face lift) e é notável essa diferença.

  • Lorenzo, tudo bem que todo mundo (ou quase) que ver Deus mas ninguém quer morrer, mas que você denota estar apavorado de andar de carro, denota!

  • ene

    Acredito que deveria ter uma opção com câmbio manual.
    Meu desejo da Kia seria um Picanto com motor mais potente.

  • Augusto Lira

    Capotar por falta de ESP precisa fazer muita besteira. Ele só atua depois do carro escapar bem. Mesmo o carro escapando forte de frente a ponto de invadir a pista contrária (já fiz esse teste em local deserto) ele não atua, portanto, não é nenhum salvador da pátria e nem impede de você cair num penhasco e bater no carro contrário. E não impede o carro de capotar, dependendo da barbeiragem.

    Tem um site aí (BCWS) que retira nota de estabilidade por falta de ESP, para você ver como o conceito errado pegou.

  • Rodolfo DeLucca, aqui não neva.

  • Mauro, de novo: se pessoa for no preço não terá um Cerato. Será isso tão difícil de entender?

  • David, acho que não é bem isso, mas convencimento da importância das babás tanto que se fala delas.

  • Mike Castro, é exatamente essa uma das razões pelas quais encerrei minha carreira de espectador em salas de cinema. A outra, nem precisaria dizer, mas digo. Ficar sem poder fumar assistindo a um filme é horrível. Hoje, com os televisores de 40 polegadas ou mais, é muito melhor assistir a filmes em casa. Inclusive, não tem aquele som alto horroroso das salas de projeção.

  • Mike, não mesmo…

  • Matthew

    Nunca consegui entender como os asiáticos conseguem fazer automóveis tão leves para o porte que têm, se comparados aos seus concorrentes europeus — em média 150 quilogramas mais pesados. Você tem algum palpite, Paulo? No mais, excelente avaliação.

  • Lemming®

    Só 5 estrelas??? Quero logo 10!!! hehehe

  • Danniel

    Meu finado pai me dava uma bronca daquelas se eu inadvertidamente batesse os pés ou os joelhos atrás do banco dele.. rsrs

    • Danniel, é algo que incomoda mesmo, e seu pai deve ter-lhe ensinado muito de boas maneiras. É uma pena que tenham que ir embora um dia, como o meu foi há 45 anos.

  • Done Bardam

    Belo carro. Uma pena vender pouco, merecia estar numa posição melhor nas vendas.

    Já andei no modelo anterior com este motor é não achei tão manco assim como muitos comentam.

  • O lenga-lenga foi excelente. Captou o espírito. Muita gente critica muitas coisas sem entender exatamente o que são. Valeu e um abraço.

  • Mr. On The Road 77

    E a KIA oferece o Cerato cinco mil reais mais barato…
    Acho os dois muito bons.

    • Vinicius_Franco

      Mas aí é preço de promoção. O do Elantra é “de etiqueta”. Pessoalmente, acho o Elantra um melhor negócio. A manutenção da Hyundai é mais fácil (há mais oficinas autorizadas) e o motor entrega melhor desempenho. Mas cada um com seus gostos. Acho o Cerato mais simpático no visual.