Fora o pequeno aumento de comprimento em 84 mm por mudanças nos para-choques e a grande e bem-vinda mudança no quadro de instrumentos que tornou o conta-giros legível e útil de fato, o up! continua a mostrar seu valor para quem sabe apreciar carros de bom projeto e boa fabricação.

A boa notícia é que agora o move up! é só oferecido completo, acabou a história de pacotes de opcionais — só a cor pode ser escolhida, e se for metálica (azul Lagoon como a do carro testado) custa R$ 1.363 extras, totalizando R$ 52.031 (preço sugerido básico é R$ 50.668). Isso com câmbio robotizado I-Motion de cinco marchas, pois se for o manual o preço é R$ 48.290. Significa que dizer adeus ao pedal de embreagem custa R$ 2.378, bem conveniente.

Dentro desse preço a dotação de equipamentos é bem razoável. Veja:

EQUIPAMENTOS MOVE UP! I-MOTION 2018
Acionamento elétrico dos vidros dianteiros
Ajuste de altura do banco do motorista
Ajuste elétrico dos espelhos externos
Alerta de freada forte por luzes de freio piscantes, depois pisca-alerta
Ar-condicionado com filtro de poeira e pólen
Bolsas infláveis obrigatórias (2)
Chave tipo canivete com controle remoto
Computador de bordo com velocímetro digital
Direção eletroassistida
Engates Isofix para 2 bancos infantis com fixação superior (top tether)
Espelho externo direito que orienta para baixo ao engatar ré
Faróis de neblina
Faróis principais com máscara escurecida e moldura cromada
Freios ABS obrigatórios e distribuição eletrônica das forças de frenagem
Iluminação no porta-malas
Indicador de direção com função pisca-3
Painel com aplique texturizado
Porta de carga com abertura elétrica por botão
Repetidoras de seta nos espelhos
Rodas de alumínio de 14″ com pneus de baixa resistência à rolagem 175/70R14T
Sensores de estacionamento traseiro
Sistema de alarme com controle remoto sem chave
Sistema de áudio com rádio AM/FM, toca-CD, Bluetooth, MP3 e entradas USB, Aux-in e iPod
Suporte para telefone celular no centro do painel e destacável
Travamento elétrico das portas com controle remoto
Volante multifuncional em couro

 

A lamentar o encosto do banco traseiro inteiriço e o passageiro central desse banco não dispor de cinto de três pontos e, para variar, a falta da faixa degradê no para-brisa, bem como a ancoragem dos cintos dianteiros na coluna central não ser ajustável. A solução de precisar remover o revestimento da coluna para acesso ao parafuso de fixação, que tem duas possibilidades, não é prática.

O interior ficou mais agradável com melhor distribuição de tons e o revestimento dos bancos, estes de formato agradável, é um afago à vista e ao tato.

Uma mudança sutil foi a adoção de pneus de baixo atrito de rolamento que resultou numa redução de consumo da ordem de 2,8%. O consumo urbano agora é 14,0/9,4 km/l e o rodoviário, 15,8/10,6 km/l. Os pneus são Pirelli P1 175/70R14T (para velocidade de até 190 km/h). A roda do estepe é de aço mas o pneu é o mesmo no carro todo, ou seja, estepe 100% operacional.

O motor permanece o tricilindro de 999 cm³, duplo comando com variador de fase no de admissão e 4 válvulas por cilindro, de 75/82 cv a 6.250 rpm e 9,7/10,4 m·kgf a de 3.000 a 3.800 rpm, com taxa de compressão 11,5:1 (1 ponto mais que na Alemanha).

O câmbio ASG, de nome comercial I-Motion, passou por recalibração visando economia de combustível, notado pela rapidez (até demais) com que chega à última marcha partindo da imobilidade. Seu mapa de trocas, como já mostrado por ocasião de sua introdução no up! há três anos, é tal que com mais carga no motor a subida de marchas demora mais, permitindo que o motor gire mais nas marchas. Isso de certo modo justifica a eliminação do botão para passar ao modo S, embora eu seja dos que preferem comandar e não ser comandado.

Ainda se notam interrupções de potência nas trocas, especialmente em rotações mais altas, mas nada que incomode muito. Para mais rapidez há o recurso das (fáceis) trocas manuais (M) pela alavanca, que são um deleite, passam emoção.

As relações de marchas são ligeiramente diferentes no I-Motion e no manual. Veja no gráfico dente de serra as diferenças em velocidade x rotação:

Segundo a Volkswagen, trata-se apenas de adequação às características de troca de marcha do câmbio robotizado. Note que a primeira ficou mais longa, a segunda ficou igual, e 3ª, 4ª e 5ª mais curtas. A v/1000 em 5ª é 28,7 km/h (30,2 km/h no manual), com 120 km/h a 4.180 rpm (manual, 3.970 rpm). Apesar da rotação elevada em velocidades de viagem, a suavidade do motor não deixa que incomode.

Os dados de desempenho são aceleração 0-100 km/h em 14,5/14,3 segundos e velocidade máxima de 164/166 km/h.

O up! atualizado mantém seus dotes de robustez e segurança e constitui um bom e moderno citadino, mas que levado para a estrada enfrenta-a muito bem. E dá prazer dirigi-lo.

BS

 

Após a ficha técnica, mais fotos.

 

FICHA TÉCNICA VOLKSWAGEN MOVE UP! I-MOTION 2018
 
MOTOR
Instalação Dianteiro, transversal
Tipo Otto, flex, arrefecimento a líquido, variador de fase na admissão, acionamento de válvulas por alavanca-dedo roletada com fulcrum hidráulico, coletor de escapamento integrado ao cabeçote
Material do bloco/cabeçote Alumínio
Configuração/n° de cilindros/n° de mancais Em linha/3/4
Diâmetro x curso (mm) 74,5 x 76,4
Cilindrada (cm³) 999
Aspiração Atmosférica
Taxa de compressão (:1) 11,5
Potência máxima (cv/rpm, G/A) 75/82/6.250
Torque máximo (m·kgf/rpm, G/A) 9,7/10,4/3.000 a 3.800
N° de válvulas por cilindro 4
N° de comandos de válvulas/localização/ acionamento 2/cabeçote/correia dentada
Comprimento da biela (mm)/relação r/l 140/0,272
Formação de mistura Injeção no duto
Gerenciamento do motor Bosch ME 17.5.24
Rotação de corte (rpm, limpo) 6.800
TRANSMISSÃO
Câmbio/rodas motrizes Transeixo robotizado / dianteiras
N° de marchas 5 à frente e uma à ré
Relações de transmissão (:1) 1ª. 3,643; 2ª. 2,143; 3ª. 1,361; 4ª.0,959; 5ª 0,796; ré 3,615
Relação do diferencial (:1) 4,812
FREIOS
De serviço Hidráulico servoassistido, duplo circuito em diagonal e distribuição eletrônica das forças de frenagem
Dianteiros (Ø mm) Disco ventilado/256
Traseiros (Ø mm) Tambor/200
SUSPENSÃO
Dianteira Independente, McPherson com subchassi, mola helicoidal, amortecedor pressurizado e barra estabilizadora
Traseira Eixo de torção, mola helicoidal e amortecedor pressurizado
DIREÇÃO
Tipo Pinhão e cremalheira eletroassistida
Diâmetro mínimo de curva (m) 9,7
Relação de direção 15,5:1
N° de voltas entre batentes 2,9
RODAS E PNEUS
Rodas Alumínio, ,5Jx14
Pneus 175/70R14T de baixa resistência à rolagem
PESOS
Em ordem de marcha (kg) 952
Carga máxima (kg) 418
DIMENSÕES (mm)
Comprimento 3.689
Largura sem/com espelhos 1.645/1.914
Altura 1.504
Distância entre eixos 2.421
Bitola dianteira/traseira 1.423/1.424 mm
AERODINÂMICA
Coeficiente de arrasto (Cx) 0,361
Área frontal (m²) 2,07
Área frontal corrigida (m²) 0,747
CAPACIDADES (L)
Porta-malas 285
Tanque de combustível 50
DESEMPENHO
Velocidade máxima (km/h, G/A) 164/166
Aceleração 0-100 km/h (s, G/A) 14,5/14,3
Aceleração 0-1.000 m n.d.
Retomada 80-120 km/h, 5ª n.d.
CÁLCULOS DE CÂMBIO
v/1000 em 5ª (km/h) 28,7
Rotação a 120 km/h em 5ª (rpm) 4.180
Rotação à velocidade máxima. 5ª (rpm) 5.800
GARANTIA
Termo 3 anos integral,  5 anos para perf. de chapa
MANUTENÇÃO
Revisões (km) 10.000
Troca de óleo do motor (km/tempo) 10.000/1 ano

 

Fotos:

(7.777 visualizações, 1 hoje)