O Instituto Renault, em parceria com a Companhia de Engenharia de Tráfego de São Paulo (CET/SP), inaugurou, nesta segunda-feira (29), o programa “O Trânsito e Eu” na cidade de São Paulo. O Espaço Vivencial de Trânsito da CET, localizado no CETET — Centro de Treinamento e Educação de Trânsito —  no bairro da Barra Funda, foi completamente revitalizado para abrigar a minicidade onde são realizadas as atividades práticas da iniciativa. Complementando as atividades puramente de direção real no ambiente especialmente desenvolvido para as crianças, uma inovação que certamente irá também chamar a atenção é a Sala Digital, que utiliza óculos de realidade virtual para estimular o aprendizado e complementar a formação dos alunos. A CET estima que cerca de 14 mil crianças utilizarão a estrutura anualmente.

Com a presença do Secretário de Transportes de São Paulo, Sérgio Avelleda, do Presidente da CET, João Octaviano Machado Neto, Carlos Henrique Ferreira, diretor de Comunicação da Renault do Brasil e vice-presidente do Instituto Renault, e do presidente da Renault do Brasil Fabrice Cambolive, entre outros, o evento abrangeu também crianças  estudantes, que são o motivo principal da realização, mais uma parceria entre a Prefeitura de São Paulo e a iniciativa privada.

A minicidade contém ruas com sinalização vertical e horizontal, semáforos em LED, faixas de pedestre e vias compartilhadas para bicicletas, simulando as condições de trânsito de São Paulo e estimulando a convivência harmoniosa entre pedestres, motoristas, ciclistas, idosos, deficientes físicos e visuais. O local traz também conceitos de cidadania e sustentabilidade difundidos pelo Instituto Renault, a exemplo dos minicarros elétricos, caracterizados como o futuro modelo Kwid, abastecidos com energia limpa oriunda de painéis fotovoltaicos e energia eólica.

O evento marcou o final do Maio Amarelo, que tem a proposta de chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo. O objetivo do movimento é uma ação coordenada entre o Poder Público e a sociedade civil, para colocar em pauta o tema da segurança viária e mobilizar a sociedade, envolvendo os mais diversos segmentos: órgãos de governos, empresas, entidades de classe, associações, federações e sociedade civil organizada para discutir o tema, engajar-se em ações e propagar o conhecimento, abordando toda a amplitude que a questão do trânsito exige, nas mais diferentes esferas.

“A inauguração do ‘O Trânsito e Eu’ em parceria com o CET é um grande passo desse projeto no país, onde já temos outras seis minicidades instaladas em três Estados. Por meio dessa iniciativa, que integra as ações do Instituto Renault no Maio Amarelo, prestamos nossa colaboração para que o Brasil tenha um trânsito cada vez mais humano e seguro. Para nós, é um orgulho contribuir de forma permanente na maior cidade do Brasil”, afirma Carlos Henrique Ferreira.

“Ações imediatas da CET para reduzir acidentes já são bem conhecidas pela população. A revitalização do CETET, além de oferecer aos alunos de Ensino Fundamental mais recursos para o aprendizado sobre o trânsito, também mostra que a Companhia segue no objetivo de aprimorar medidas de longo prazo para as ruas paulistanas, com menos acidentes com pedestres, ciclistas, motociclistas e automóveis”, afirma o presidente da CET, João Octaviano Machado Neto.

A Sala Digital utiliza a capacidade lúdica dos jogos (serious games) para facilitar o aprendizado sobre os temas do trânsito, baseando-se na simulação de comportamentos, no uso de habilidades e na aplicação prática de conhecimentos aprendidos na minicidade. Para isso, são utilizados óculos de realidade virtual, que inserem o participante num ambiente 360-graus, com personagens no estilo cartoon, envolvidos em situações de trânsito do cotidiano, que devem ser avaliadas como corretas ou não.

Todos os pontos abordados na experiência são situações identificadas pelo setor de estatística do CET como algumas das mais críticas no dia a dia do trânsito urbano. São dois níveis: um para crianças e um para adolescentes. Os resultados dos participantes são enviados para um servidor, para que os índices de acerto e erro sejam analisados, fornecendo dados para novas iniciativas de educação no trânsito. Importantes dados para ação concreta da engenharia, ao desenvolver novas e mais eficientes sinalizações.

Além da realidade virtual, a Sala Digital oferece outras duas atividades às crianças, com jogos disponíveis em tablets e vídeos educativos em TVs, sempre com o tema da segurança no trânsito.

O Trânsito e Eu

Voltado para crianças de 7 a 11 anos, o “O Trânsito e Eu” está presente de forma permanente em outras seis cidades do Brasil, além de São Paulo: Curitiba, São José dos Pinhais e Maringá, no Paraná; Pelotas (RS), São Bernardo do Campo e Santa Bárbara d’Oeste, em São Paulo. Nestes outros municípios, o programa começa dentro das salas de aula, com kits ilustrados produzidos pelo Instituto Renault. Os materiais são elaborados por educadores e empregam diferentes ferramentas pedagógicas, com chancela do Departamento Nacional do Trânsito. Com a lição dada na escola, as crianças vão à minicidade praticar o que aprenderam.

O projeto já alcança mais de 380 escolas e 1.400 professores. A iniciativa também se desenvolve por meio de apresentações itinerantes em parques, shoppings e eventos. Ao todo, cerca de 50 mil pessoas já foram impactadas pelo “O Trânsito e Eu”. Em todo o mundo, a iniciativa já alcançou 16 milhões de pessoas em 35 países.

Espaço Vivencial Caio Graco

O Espaço Vivencial Caio Graco da Silva Prado recebeu, ao longo de seus 24 anos de existência, mais de 200 mil crianças e adolescentes de todas as regiões da capital paulista. As atividades são gratuitas e podem ser agendadas por escolas e instituições públicas e privadas por meio do envio de ofício ao Departamento de Educação a Distância (DED) do Centro de Treinamento e Educação de Trânsito (CETET).

As atividades para crianças e jovens abordam vários aspectos da mobilidade urbana, como a importância das normas de segurança, da adoção de comportamentos seguros na circulação e travessia e do uso compartilhado dos espaços públicos.

Devem ser parabenizadas as iniciativas que visam melhorar o entendimento do trânsito a todos, mas principalmente aos motoristas e pedestres do futuro.

Cerca de 500 mil pessoas já foram impactadas pelas ações do Instituto Renault. Mais informações em www.institutorenault.com.br.

JJ

(620 visualizações, 1 hoje)