Mal foi lançado o Dodge Challenger SRT Demon com 852 cv que levanta as rodas dianteiras do chão em arrancadas, e a Hennessey Performance já anunciou que irá fazer sua versão modificada do carro.

A estimativa de potência é de mais de 1.500 cv do  motor V-8 de 6,2 litros com compressor, a boa velha receita dos carros de arrancada americanos.

O trabalho será feito nos cabeçotes, reforço de peças móveis e compressor de maior volume e pressão. Também haverá uma gaiola de proteção (roll cage), já que o Demon original de fábrica não a possui e foi proibido de participar de competições sancionadas pela NHRA (National Hot Rod Association), a organização oficial para esse tipo de prova nos Estados Unidos.

A regra vale, pois ela determina que qualquer carro que seja capaz de acelerar o quarto de milha (402,2 metros) em menos de 9,99 segundos deve ter a gaiola. O Demon marcou 9,65 segundos em tomadas feitas por pilotos da Fiat Chrysler Automobiles (FCA) em uma pista oficial, mas o tempo dificilmente poderá ser atingido nas ruas, já que o emborrachamento na área de arrancadas favorece muito a tração, e o carro estava usando pneus estreitos na dianteira —item não original — reduzindo bastante o atrito no eixo dianteiro.

Junto com o roll cage, a Hennessey oferece um paraquedas. Até mesmo por lá a imprensa está considerando o Demon original algo absurdo, mas com as modificações de John Hennessey e equipe, o adjetivo mais usado está sendo “completamente maluco”.

Há alguns dias publicamos outra notícia sobre a Hennessey, que pode ser lida aqui.

JJ

(686 visualizações, 1 hoje)