Não conheço ninguém que não pare para olhar uma foto interessante. Costumo gastar mais tempo do que seria razoável olhando o que tenho em meu computador, e um trabalho feito constantemente em uma semibagunçada coleção de revistas me proporciona encontrar imagens que valem a pena ser escaneadas para não serem perdidas, já que muitas revistas vão para a reciclagem, na eterna busca por mais espaço e menos desordem.

Fazendo uma varredura no meu computador, escolhi algumas para compartilhar com o leitor. As que sei a origem, estão dados os créditos. As demais, o autor que me desculpe, mas não consegui identificar. Algumas são baixadas da internet há bastante tempo, e não há como saber.

Saab 900 do nosso amigo e colaborador Hans Jartoft estacionado na casa de seu pai, na Súecia; o carro está com pneus de neve. Ao fundo, o modelo branco é um Saab 90, um 900 sedã duas portas. O  vidro traseiro é fixo, não abre junto com a tampa do porta-malas como no versátil 900. Esse 90 já foi para a reciclagem há alguns anos, e o 900 vermelho do Hans foi vendido para um entusiasta da marca (Foto: Hans Jartoft)

Kit plástico de um Supermarine Spitfire em escala 1:48, em exposição do GPPSD – Grupo de Plastimodelismo e Pesquisa Santos Dumont, fotografado numa data cabalística, 4 de abril de 2004 (04/04/04) na ADC GM, em São Caetano do Sul (Foto: autor)

Em Monte Verde, MG, trocando um pneu rasgado por uma pedra, depois de deslizar de um lado a outro em uma rua próxima do centro da cidade. Os pneus estavam bem gastos, mas eu ainda os usava, e nesse feriado com chuva incessante, mesmo com tração nas quatro rodas, não teve jeito de segurar o Pajero io 2001, carro-xodó de minha esposa; probleminhas assim ensinam muitas coisas, uma delas é que não adianta ter tração em todas as rodas se os pneus forem ruins. É como tentar dançar tango de chinelo — outra é que pneu velho não vale a pena, troque logo (Foto: patroa)

Uma montagem de muitos anos atrás feita pelo Paulo Keller, quando ele engatinhava nas habilidades que hoje lhe são marca registrada, as fotos interessantes; aqui a “vítima” fui eu

A única foto que tenho do primeiro Corcel II de meu pai, um modelo básico, chamado de “standard” na época, 1978; era 1,4-litro a gasolina, quatro marchas; com ele, fomos ao Rio de Janeiro pela primeira vez e pudemos ver o Concorde chegando e partindo do aeroporto do Galeão. Pouco tempo depois ele trocaria por um 1,6 a álcool, cinco marchas, cujo desempenho era tão superior que parecia outro carro. O Corcel II foi o primeiro carro a álcool que funcionava de forma correta a ser vendido no mercado brasileiro, fruto principalmente de um sistema de partida a frio decente e de uma carburação bem desenvolvida

Dodge Challenger Funny Car de Don ‘Snake’ Prudhomme, em foto extraída de um calendário da loja de materiais de construção que havia perto de casa. Nos tempos de criança, eu e mais quase todo mundo que gostava de carros colava fotos nas capas dos cadernos, e foi assim que salvei esta da destruição. Foi escaneada há alguns anos por mim

Em 1983 Ayrton Senna, quando ainda disputava a F-3, andou em alguns Fórmula 1, antes de assinar contrato com a Toleman. Seu primeiro teste com um F-1 foi neste Brabham BT52-BMW com que Piquet foi campeão naquele ano pela segunda vez, porém só vim a saber disso há pouco tempo, quando encontrei essa foto em algum lugar

Em 1999 ainda havia patrocínio de cigarros na Fórmula 1, e a BAR utilizou essa decoração com duas marcas diferentes, Lucky Strike de um lado e 555, do outro. O piloto é Jacques Villeneuve, e a foto foi publicada na revista F-1 Racing

Quase certamente há um efeito de lente aqui nessa foto escaneada da revista Motoshow, publicada quando do lançamento da Honda CBX 750, em 1984. Ao lado dela, a CB 750 Four, a famosa “Sete-Galo”, parece pequena demais. O autor da foto, não faço ideia, infelizmente, mas é um grande artista

Registrei esse ‘milagre das cores’ em 2013 em um estacionamento em São Paulo. Talvez 2013 tenha sido o ano em que mais se vendeu carros pratas e pretos, e não pude deixar de captar essa imagem.

Um amigo de um amigo conseguiu essa foto de um Lafer LL com placa de fabricante, um dos cinco que foram fabricados e que ficaram no estágio de protótipo, infelizmente. Desconheço o autor da foto

Honda Gear, carro-conceito de 2013, quase um “Twingo japonês”. Não sei o que a Honda aguarda para colocar ele exatamente assim em produção (foto Honda)

Salão do Automóvel, São Paulo, 1990, Ferrari F-40. O mais puro, belo e emblemático Ferrari de todos os tempos na opinião do fotógrafo, eu. Bob Sharp dirigiu esse carro e publicou matéria antológica da revista Quatro Rodas. Tenho a revista com o autógrafo do Bob

Mais uma. Eu não resisto a essa maravilha

Talvez meu BMW preferido, o M Coupé, em derrapagem controlada com direção e acelerador (powerslide), em foto da revista Car

Meu amigo Ricardo Prado, leitor do AE, foi a Stuttgart em 2006, e fez essa bela foto do Mercedes-Benz C111 no museu da marca. Ainda irei lá ver de perto essa obra inigualável, sobre a qual já escrevi em 2013

Este Mercedes 540K foi captado em câmera pelo nosso editor Marco Aurélio Strassen, também no museu da marca da estrela de três pontas

Para finalizar, Porsche 959 protótipo – sem espelho na direita – em túnel de vento, autor desconhecido. É de um comercial de empresa de equipamentos de testes para automóveis, e acima do carro havia a frase: ” It is a capital mistake theorize before one has data” (É um erro capital teorizar antes de ter informações), de Arthur Conan Doyle, o criador de Sherlock Holmes.

Atualizado em 16/04/17 às 22:45 hs. Corrigida a equipe de Fórmula 1 do carro de Jacques Villeneuve, conforme apontado por vários leitores. Obrigado.

JJ



Error, group does not exist! Check your syntax! (ID: 7)
  • Marcelo Conte

    Caro JJ, um deleite ver tantas fotos interessantes, particularmente a foto do belíssimo Tyrrell é sensacional, na minha opinião um dos F-1 mais bonitos já produzidos. Eu tinha um do Autorama Estrela e me lembro de aos oito anos passar um bom tempo admirando as linhas daquele modelo. Também me identifiquei com o Corcel II do seu pai, pois no início dos anos 90 eu tinha um 78 com configuração idêntica à do seu pai (porém na cor preta), era lento mas eu gostava dele. Como seu pai, alguns anos mais tarde troquei por uma Belina GL CHT 5-marchas 86 e era outro mundo. Parabéns pela matéria e não nos deixar esquecer do passado.

  • Harerton, a primeira vez que Senna sentou num F-1 foi no Williams.

  • Paulo Ferreira

    Belas fotos!

  • Alexandre

    Apenas uma correção, se me permite: a foto do F-1 de pintura “meio-a-meio” é na verdade de um BAR (British American Racing), não Williams. BAR foi a equipe que se originou da então finada Tyrrell, e que posteriormente se transformaria no retorno da Honda à F-1, que por sua vez virou “Brawn GP” em 2009 e foi campeã mundial, repetindo o feito nos últimos três anos após se tornar a Mercedes GP.
    Em tempo: sensacionais as imagens compartilhadas! Concordo completamente quanto ao Ferrari F40 e o BMW M Coupé.

  • Leo-RJ, tudo o que você disse é correto. O que é irrefutável é que a primeira vez que Senna dirigiu um F-1 foi num Williams. Cheguei a ver as imagens de TV, o Senna dando potência nas saídas de curva como se fosse experiente em F-1.

  • vstrabello

    Dois mitos nesta matéria, o F40 e o 959. Sensacional!

  • Juvenal, em Viracopos e no campo de provas da Freios Varga, hoje TRW. Viracopos foi só para ir à máxima.