A Ford apresentou anteontem, em Guarujá (SP) sua nova versão do modelo de entrada da marca, o Ka. O hatchback, o carro destina-se primariamente ao uso fora-de-estrada leve, mas serve também para enfrentar as dificuldades do piso brasileiro de lombadas, valetas e asfalto em más condições, portanto um carro urbano também, tanto que Ford diz ser “para enfrentar os desafios da cidade” na sua página na internet. O visual identifica a versão, mas o Ka Trail é discreto e elegante.

A motorização é 1-litro e 1,5 litro, esta ainda por ser apresentada. A versão de motor menor, de 3 cilindros, custa R$ 47.690 e não tem opcionais. O preço da versão 1,5 litro, de 4-cilindros (105/110 cv) já está estabelecida em R$ 51.690, R$ 4.300 mais. Segundo a Ford, o Trail tem preço R$ 10 mil menor que o Onix correspondente, o Activ. A versão de 1,5 litro chega dentro de algumas semanas, foi informado.

É visível a suspensão elevada

Para referência, o Ka 1,0 sai por R$ 43.760 e o Ka 1,0 SE Plus 1,0, R$ 46.390. Veja no final a relação de equipamentos.

São apenas quatro cores: branco Ártico (R$ 500), prata Dublin (a do carro testado, R$ 1.300), preto Ebony e vermelho Arpoador, estas últimas sem acrescer preço.

Basicamente, o Ka Trail é um Ka 1,0 com suspensão modificada, resultando em altura de rodagem que o deixa 200 mm distante do solo, 31 mm mais do que a versão da qual deriva. Segundo a Ford, foram realizadas diversas adequações para a maior altura de rodagem, como amortecedores mais longos devido ao maior curso da suspensão, utilização de batentes de fim de curso de compressão de Cellasto (elastômero de poliuretano de alta densidade), também chamados de molas auxiliares.

A maior altura de rodagem resultou também de rodas e pneus de maior diâmetro, 12 mm mais. Para maior controle de rolagem a barra estabilizadora dianteira passou de 22 mm para 23 mm de diâmetro, e o eixo de torção foi enrijecido, resultando numa resistência de rolagem de 650 Nm/º, ante 560 Nm/º do Ka normal, aumento de 16%. Os pneus são unicamente os mistos Pirelli Scorpion ATR 185/65R15H. Pelas fotos nota-se o visual aventureiro na questão de altura de rodagem.

Como anda

A Ford ofereceu o percurso entre o Hotel Jequitimar e a estação da balsa para Bertioga, um trecho de bom asfalto com curvas variadas, para experimentar a nova versão do Ka. Gostaria de ver seu comportamento numa estrada de terra, que ficará para uma próxima oportunidade.

A impressão deixada pelo Ka Trail foi muito boa. A elevação da altura de rodagem e a adoção de pneus “não asfalto” deteriorou apenas minimamente a dinâmica deste Ford e mostra que as modificações foram eficazes. Continua rápido de curva como o Ka “civil”, divertido de guiar. Lombadas são transpostas com mais facilidade, o que por si só justifica a receita de “aventureiro” para muitos motoristas. O rodar é suficientemente firme e por isso não apresenta desconforto.

O peso de 1.047 kg ajuda o motor 1-litro de 80/85 cv, 6.300/6.500 rpm, a mostrar serviço convincente, ajudado por um câmbio da marca fácil de usar e com alavanca alta, um DNA da marca. O motor vai rápido ao corte a 6.900 rpm, que é do elogiável tipo misto — primeiro um leve tranco, em seguida serenidade.

Defino o câmbio como um “4+E apertado”: a quinta é longa apenas o suficiente para não deixar o motor berrar demais a 120 km/h — quase 3.800 rpm — e tornar a velocidade máxima em quarta a 6.800 rpm, 100 rpm antes do corte. Um ligeiro alongamento da penúltima e última marchas seria benéfico. O carro estava com gasolina.

Os dados de desempenho são 0-100 km/h em 15,3/15,1 segundos e velocidade máxima de 171/173 km/h. Consumo Inmetro/PBVE, 12,5/8,8 km/l na cidade e 14,3/9,9 km/l, bons valores.

Instrumentos são de fácil leitura e o conta-giros de menor diâmetro não atrapalha; não há termômetro do líquido de arrefecimento

No interior, não há termômetro do líquido de arrefecimento do motor, é preciso pisar no pedal de embreagem para dar partida e tem-se o lamentável ajuste manual dos espelhos externos. Acho que ninguém se importaria em pagar uns reais a mais para ter o espelho direito com ajuste elétrico. E nem para uma faixa degradê no para-brisa.

Há engates Isofix para dois bancos e respectivos top-tethers, a fixação superior, estes incrivelmente em número de três, e quem ocupar qualquer lugar do banco traseiro tem seu cinto retrátil de três pontos e apoio de cabeça, uma medida elogiável.

A estranhar apenas a medida do pneu do estepe temporário, 175/65R14T, de diâmetro da roda completa 6,1% menor que o dos “titulares”, muita coisa. É mesmo para rodar a até 80 km/h como reza o obrigatório adesivo no caso de estepes desse tipo.

Se o Ka 1,0 já bem aceito pelo mercado, o 1,0 Trail deverá aumentar a lista de admiradores. Atributos ele tem de sobra.

BS

Galeria:

FICHA TÉCNICA FORD KA TRAIL 1,0
 
MOTOR
Denominação Ford 1,0 TiVCT Flex
Tipo 3 cil. em linha, transversal, bloco de ferro fundido, cabeçote de alumínio, duplo comando de válvulas, correia dentada encapsulada em banho de óleo, variador de fase na admissão e escapamento, 4 válvulas por cilindro
Diâmetro e curso (mm) 71,9 x 81,8
Cilindrada (cm³) 997
Taxa de compressão (:1) 12
Potência (cv/rpm, G/A) 80/85/6.300 a 6.500
Torque (m·kgf/rpm, G/A) 10,2/3.500 // 10,7/4.500
Corte de rotação (rpm) 6.900
Formação de mistura Injeção no duto
TRANSMISSÃO
Câmbio Transeixo manual Ford IB5 de 5 marchas + ré,  tração dianteira
Relações das marchas (:1) 1ª 3,846; 2ª 2,038; 3ª 1,281; 4ª 0,951: 5ª 0,756; Ré 3,615
Relação do diferencial (:1) 4,73
SUSPENSÃO
Dianteira Independente, McPherson, mola helicoidal, amortecedor pressurizado e barra estabilizadora de Ø 23 mm
Traseira Eixo de torção, mola helicoidal e amortecedor pressurizado
DIREÇÃO
Tipo Pinhão e cremalheira, eletroassistida indexada à velocidade
Diâmetro mín. de curva (m) 9,6
Voltas entre batentes 2,6
FREIOS
Dianteiros A disco
Traseiros A tambor
Controle Distribuição eletrônica das forças de frenagem e controle na curvas
RODAS E PNEUS
Rodas Alumínio, 6J x 15
Pneus 185/65R15H (Pirelli Scorpion ATR)
Estepe Temporário 175/65R14T (etiqueta 80 km/h)
CONSTRUÇÃO
Tipo Monobloco em aço, hatchback 4-portas, 5 lugares, subchassi dianteiro
AERODINÂMICA
Coeficiente de arrasto n.d.
Área frontal (calculada, m²) 2,12
Área frontal corrigida (m²) n.d.
DIMENSÕES (mm)
Comprimento 3.896
Largura (com/sem espelhos) 1.911/1.695
Altura 1.568
Distância entre eixos 2.491
CAPACIDADES (L)
Porta-malas 255
Tanque de combustível 51,6
PESO (kg)
Em ordem de marcha 1.047
Carga útil 403
DESEMPENHO
Aceleração 0-100 km/h (s, G/A) 15,3/15,1
Velocidade máxima (km/h, G/A) 171/173
CONSUMO DE COMBUSTÍVEL INMETRO/PBVE
Cidade (km/l, G/A) 12,5/8,8
Estrada (km/l, G/A) 14,3/9,9
CÁLCULOS DE CÂMBIO
v/1000 última marcha (km/h) 31,8
Rotação a 120 km/h últ. marcha (rpm) 3.770
Rotação à vel. máxima (rpm, 4ª) 6.800

 

EQUIPAMENTOS FORD KA TRAIL 1,0
Acabamento interno e externo “SE”
Acionamento elétrico dos vidros dianteiros (um-toque subida/descida para o do motorista)
Ajuste de altura do volante de direção
Ajuste interno manual dos espelhos externos
Apoios de cabeça reguláveis (3)
Ar-condicionado
Banco traseiro bipartido 60:40
Bancos parcialmente em couro com costura exclusiva
Chave-canivete com controle
Cintos traseiros de três pontos (3)
Direção eletroassistida
Engates Isofix para dois bancos infantis com top-tether
Estrado de teto
Faróis de neblina
Faróis escurecidos
Fecho elétrico do porta-malas com controle interno
Indicador de troca de marcha
Itens de aparência exclusivos Trail
Lanterna traseira escurecida
Limpador, lavador e desembaçador do vidro traseiro
Maçanetas e espelhos externos na cor cinza
My Connection com comandos de voz (rádio AM/FM, USB, Bluetooth, controle para iPod), e My Ford Dock
Palhetas de limpador tipo plana
Pneus mistos
Porta-objetos (21)
Rodas de alumínio de 15″
Sapatas de pedais esportivas
Sobretapetes de borracha (4)
Soleira lateral
Suspensão elevada
Trava elétrica das portas com controle remoto
(2.513 visualizações, 1 hoje)