GSR? Isso! Trata-se da evolução do Dualogic que quando casado com o motor Firefly passa a se chamar GSR – Comfort que significa Gear Smart Ride, de difícil tradução simples, mas algo como “rodagem em marcha inteligente”. A designação Dualogic permanece para modelos e versões que não usam o motor Firefly.

Eu mesmo já pude observar o patamar elevado da caixa robotizada casada com o motor Firefly no Uno Sporting que testei em fevereiro. E a partir da percepção de que esse casamento ficou excelente a Fiat resolveu mudar o nome do sistema. Além do Mobi, o Uno robotizado também receberá a designação GSR.

De acordo com a Fiat, essa combinação do GSR com o Firefly 1-litro 3-cilindros teve como resultado o menor consumo de combustível em ciclo urbano entre todos os modelos equipados com motor 1,0 à venda no Brasil (nos testes do Inmetro-PBEV).  Na cidade o consumo declarado é de 14,0/9,8 km/l e na estrada, 15,9/11,1 km/l. Nada mau. Apenas lembrando que o modelo mais econômico com caixa manual é o up! TSI, que tem motor turbo.

Vale notar que o Mobi com a caixa robotizada, versão Drive GSR, é mais econômico que o manual. Para os que gostam de superar marcas de consumo, em competições de frugalidade feitas com o Mobi obteve-se a marca de 27,1 km/l no percurso Betim-São Paulo e 31,3 km/l em circuito fechado.

Para saber mais do Firefly no Mobi veja a matéria do Bob Sharp de quando a versão Drive com esse motor foi lançada: Fiat Mobi Drive.

Em um teste de condução urbano com trânsito pesado e algumas deslanchadas nas marginais eu pude constatar a suavidade nas trocas de marcha e entender a estratégia da Fiat para ter esse consumo baixíssimo. A lógica da caixa prioriza sempre a marcha mais alta possível e a quinta entra mesmo em velocidades mais baixas, prática usado no chamado método carga para redução de consumo. Mesmo com acelerações intensas para testar as trocas e o desempenho, ou seja, sem fazer esforço algum para economizar combustível, eu obtive a média de 13,8 km/l durante o teste.

Essa estratégia de gerenciamento de trocas de marcha só foi possível com a introdução do motor Firefly que já gera um bom nível de potência em baixas rotações, suficiente para manter a velocidade e até gerar alguma aceleração quando em marchas altas e a baixas velocidades.

A evolução do sistema robotizado se deu principalmente na capacidade de processamento e aprimoramento do software de comando. Agora, na verdade, desde o Uno com motor Firefly, o módulo de controle conta com um acelerômetro que “percebe” quando o carro está em ladeiras e ajusta o acoplamento da embreagem para facilitar a saída em aclives e assim transmitindo mais confiança ao motorista, sem a necessidade de encarecer o modelo com o sistema de auxilio de saída. Outra melhoria do sistema é o melhor gerenciamento de trocas em curvas que podem ser evitadas quando não necessárias.

Assim como no Uno, 0 GSR no Mobi tem o creeping que facilita a saída e manobras em baixíssima velocidade, inclusive em rampas de até 8% de inclinação. Basta tirar o pé do freio que o carro se movimenta, a exemplo de um câmbio automático convencional. O acionamento da caixa, como no Uno, é feito por botões no console e borboletas atrás do volante. Também há os modos Manual e Sport que muda o mapeamento da caixa e do motor, para respostas mais rápidas. Em conjunto com a direção eletroassistida, com modo City, de mais assistência, o GSR torna o modelo desejável para quem enfrenta trânsito pesado com frequência.

Eu particularmente aprecio carros pequenos e leves para essas ocasiões. Não faz o menor sentido levar um tanto mais de carga que um suve ou carro maior para rodar no dia a dia. Simplesmente usar um carro maior do que o necessário, só pelo status, altura, ou sensação de segurança, não é algo eficiente. Porém, quando se tem apenas um carro que serve para tudo e toda a família, não há outro jeito.

Com o lançamento dessa versão o citadino consolida sua vocação urbana contribuindo para a sobrevivência ou viabilidade do transporte individual nos grandes centros urbanos com uma boa dose de funcionalidade e principalmente de economia.

Até agora as vendas do Mobi tiveram a média de 3.500 unidades mensais. Para 2017 o objetivo é elevar o patamar para 4.500 unidades por mês, graças à consolidação da linha completa, incluindo a versão Drive.

Os clientes do Mobi, de acordo com a Fiat estão muito satisfeitos com o modelo, sendo que 93% consideram o carro bom ou ótimo. E quando perguntados sobre o que mais gostam nos seus carros as respostas mais dadas, são tamanho, economia e mobilidade/manobrabilidade. Só depois vem o desenho. A Fiat também constatou que na grande maioria dos casos o Mobi não é o primeiro carro da família, e assim ele de fato não precisa atender a todas as necessidade possíveis, e manter o foco no seu caráter urbano.

Atendendo à necessidade de conectividade que a vida moderna proporciona, o Mobi também conta com o  Fiat Live On que está disponível em quatro das cinco versões do modelo. Por meio de um aplicativo esse sistema transforma um smartphone comum em uma central multimídia que pode ser acessada pela própria tela do aparelho ou pelo volante multifuncional. Além de acessar aplicativos de trânsito e de músicas como o Spotify, rádios, fotos, internet e realizar e receber chamadas, o Fiat Live On oferece outros aplicativos exclusivos que auxiliam o motorista, como o EcoDrive e o Onde Parei?. No entanto não foi possível testar esse sistema.

A linha Mobi 2018 ganhou também kits ou pacotes de opcionais. Veja as versões e respectivos kits.

Mobi Easy: Traz de série motor Fire 1,0 EVO 8V Flex, quadro de instrumentos com Iluminação LED e display digital de 3,5 polegadas, sinalização de frenagem de emergência, entre outros itens. Pode receber opcionalmente desembaçador com ar quente e o Kit Funcional, composto por vidros dianteiros de acionamento elétrico, predisposição para rádio, desembaçador, limpador e lavador do vidro traseiro e travas de portas elétricas.

Mobi Like: Adiciona à versão Easy ar-condicionado, direção com assistência hidráulica, computador de bordo, acionamento elétricos dianteiros, travas de portas elétricas, volante com regulagem de altura, maçanetas e retrovisores na cor do veículo e outros. Pode receber o Kit Connect, com desembaçador do vidro traseiro, limpador e lavador do vidro traseiro, rádio Connect com Bluetooth e volante multifuncional, ou o Kit Live On, que acrescenta a estes itens o sistema Fiat Live On e quadro de instrumentos em TFT.

Mobi Way: Acrescenta à Like barras longitudinais no teto, moldura nas caixas de roda, para-choques exclusivos e suspensão elevada. Essa versão também pode ser equipada com os kits Connect e Live On.

Versão Drive GSR, não há indicação ou emblema GSR em nenhum lugar do carro

Mobi Drive: Além dos itens da versão Like, traz o novo motor 1,0 Firefly 6V Flex, grade dianteira com pintura em preto ônix, direção eletroassistida e sistema de partida a frio sem injeção de gasolina. Os kit disponíveis são Connect, Live On e ainda o Tech, composto por chave com telecomando, faróis de neblina, rodas de liga leve 14″, alarme, acionamento elétrico dos retrovisores com função de abaixar no direito, Cargo Box, banco do motorista com regulagem de altura, sensor de estacionamento traseiro, bancos extrassérie, cintos dianteiros com regulagem de altura, abertura interna do porta-malas e tanque de combustível, além de revestimento da soleira das portas dianteiras.

Mobi Drive GSR: Soma à Drive o câmbio robotizado, volante com borboletas e computador de bordo A e B. Também pode receber os kits Connect, Live On e Tech.

Ainda há uma ampla linha de acessórios. Alguns destaques estão retrovisor com câmera de ré, alarme, central multimídia, protetor solar de para-brisa, porta-óculos, sapatas de pedais esportivas, bagageiro de teto tubular, rede elástica para porta-malas, par de bolsas expansíveis, capa de tecido toalha para bancos, capa para transporte de animais e cinta para prancha de surfe, entre outros.

As cores disponíveis são as sólidas branco Banchisa, preto Vulcano e vermelho Alpine, a perolizada branco Alaska e as metálicas prata Bari, cinza Tellurim e verde Amazon (as duas últimas exclusivas para a versão Way).

Preços da linha 2018:
– Mobi Easy: R$ 33.700
– Mobi Like: R$ 39.190
– Mobi Way: R$ 40.650
– Mobi Drive (com motor Firefly): R$ 40.650
– Mobi Drive GSR (com motor Firefly): R$ 44.780

Uma opção interessante também disponível para o Mobi é a possibilidade de comprar junto com o carro, ou seja, incluir nas parcelas do financiamento, pacotes de revisões programadas, o que evita as despesas extras no momento das revisões.

PK

FICHA TÉCNICA MOBI DRIVE GSR
MOTOR
Instalação Dianteiro, transversal
Material do bloco/cabeçote alumínio / alumínio
Configuração / n° de cilindros Em linha / 3
Diâmetro x curso (mm) 70 x 86,5
Cilindrada (cm³) 999
Aspiração Atmosférica
Taxa de compressão (:1) 13,2
Potência (cv/rpm, G/A) 72/6.000 //77/6.250
Torque (m·kgf/rpm, G/A) 10,4/3.250 // 10,9/3.250
N° de válvulas por cilindro Duas
N° de comando de válvulas /localização/acionamento 1 / cabeçote / corrente, variador de fase
Formação de mistura Injeção no duto
Gerenciamento do motor Magneti Marelli integrando injeção e ignição
ALIMENTAÇÃO
Combustível Gasolina com álcool e/ou álcool
TRANSMISSÃO
Embreagem Monodisco a seco, automática
Câmbio / rodas motrizes Transeixo robotizado GSR/dianteiras
N° de marchas 5 à frente e 1 à ré
Relações de transmissão (:1) 1ª 4,273; 2ª 2,316; 3ª 1,444; 4ª1,029; 5ª 0,795; ré 3,909
Relação do diferencial (:1) 4,200
FREIOS
De serviço Hidráulico, duplo circuito em diagonal, servoassistido, ABS
Dianteiros (Ø mm) Disco, 257
Traseiros (Ø mm) Tambor,185
SUSPENSÃO
Dianteira Independente, McPherson, mola helicoidal e amortecedor pressurizado
Traseira Eixo de torção, mola helicoidal e amortecedor pressurizado
DIREÇÃO
Tipo Pinhão e cremalheira, assistência elétrica
Diâmetro mínimo de curva (m) 9,8
RODAS E PNEUS
Rodas Alumínio, 5,5Jx14
Pneus 175/65R14
Estepe Roda de aço 5,5Jx14, pneu 175/65R14
PESOS (kg)
Em ordem de marcha 965
Carga útil 400
Peso rebocável (sem freio) 400
CONSTRUÇÃO
Tipo Monobloco em aço, hatchback 4-portas, 5 lugares
DIMENSÕES EXTERNAS (mm)
Comprimento 3.566
Largura (sem espelhos) 1.633
Altura 1.502
Distância entre eixos 2.305
Bitola dianteira/traseira 1.406 /1.400
Distância mínima do solo (vazio) 156
CAPACIDADES (L)
Porta-malas 215
Tanque de combustível 47
DESEMPENHO
Velocidade máxima (km/h, G/A) 161/162
Aceleração 0-100 km/h (s, G/A) 14,8 /13,9
CONSUMO DE COMBUSTÍVEL (INMETRO/PBEV)
Cidade (km/l, G/A) 14,0/9,8
Estrada (km/l, G/A) 15,9/11,1
CÁLCULOS DE CÂMBIO
v/1000 em 5ª (km/h) 31,9
Rotação em 5ª a 120 km/h (rpm) 3.760
Rotação à velocidade máxima em 4ª (rpm) 6.500
Alcance das marchas a 6.250 rpm (km/h) 1ª 37 – 2ª 69 – 3ª 110 – 4ª 162
GARANTIA E MANUTENÇÃO
Duração da garantia 3 anos
Revisões, intervalo (km) 10.000
Troca de óleo do motor (km/tempo) 10.000 / 1 ano
(4.252 visualizações, 1 hoje)