Toyota lançou nesta quinta-feira (16) em São Paulo a linha Corolla 2018. Tratou-se de ligeira reestilização do modelo que se encontra em sua 11ª geração, lançada no início de 2014.

As novidades são a reintrodução da versão XRS, que havia aparecido em 2012, e adição, em todas as versões, de controle de estabilidade e tração, assistente de partida em rampa e sete bolsas infláveis.

Não houve mudança de motorização nem de transmissão, que segue manual de seis marchas no GLi, que pode também ser adquirido com câmbio automático CVT, chamado comercialmente pela Toyota de Multidrive.

As versões Altis, XRS e XEi têm o motor 2-litros duplo-comando e 16 válvulas de 143/154 cv a 5.800 e 19,4 m·kgf a 4.00o rpm com gasolina e 20,7 m·kgf a 4.800 rpm com álcool. O câmbio Multidrive-S tem sete marchas virtuais com trocas manuais por borboletas e conta com seletor de modo. Todas utilizam pneus 215/50R17.

Preços:

XEI R$ 99.990
XRS R$ 108.990
Altis R$ 114.990

O GLi pode vir com câmbio manual (R$ 69.990), automático com banco revestido em tecido (mesmo preço) e automático com banco revestido de material sintético imitando couro (R$ 90.990). O motor do GLi é o 1,8-litro de mesma arquitetura do 2-litros, de 139/144 cv a 6.000 rpm e 17,7/18,6 m·kgf a 4.800 rpm.

Ambos os motores são flex e continuam importados do Japão, bem como os transeixos. Os motores serão produzidos na nova fábrica de motores em Porto Feliz (SP) no ano que vem.

Estavam expostos Corollas das 11 gerações, inclusive o primeiro, de 1967, em estado 0-km:

O primeiro Corolla, 1967: o modelo já é cinquentenário

Amanhã (sexta 17) vou andar nos carros e ver com ficaram as mudanças de calibração de suspensão, além das outras novidades.

BS

 

(2.502 visualizações, 1 hoje)