A Aston Martin anunciou através de seu executivo-chefe Andy Palmer que o próximo Rapide, seu único modelo de quatro portas, terá apenas motor elétrico quando for apresentado em 2018. Desde o lançamento em 2009 o único motor disponível para o Rapide S (foto) é um V-12 5,9-litros de 560 cv acoplado a câmbio unicamente automático de oito marchas e tração traseira. Acelera de 0 a 100 km/h em 4,4 segundos e atinge 327 km/h.

Em 2015 o carro foi apresentado com esse trem de força elétrico, mas como conceito ainda. A tecnologia para essa radical mudança está sendo aplicada pela Williams Advanced Engineering, empresa que faz parte da equipe de Fórmula 1 de Frank Williams.

A potência estimada é ao redor de 800 cv, e autonomia de 320 km com uma carga. Numa produção pequena como da Aston Martin, o Rapide elétrico servirá também como um abre-alas para o suve da marca, que deverá chegar em 2020.

A empresa não pretende abandonar os esportivos e nem os grã-turismos, além de manter a recém-criada divisão de alto desempenho AMR.

Apenas para complementar, a marca não mais possui representante no Brasil.

JJ

(321 visualizações, 1 hoje)