Já estão rodando no Reino Unido as primeiras mulas do novo Land Rover Defender, confirmou à revista britânica semanal Autocar o presidente-executivo da Jaguar Land Rover,  Dr. Ralf Speth.

Mulas são veículos que são feitos antes dos protótipos, e tem as partes de suspensões, freios, direção, tanque, motor, transmissão e elétrica/eletrônica, entre outras, “escondidas” em carros já existentes, que podem ou não ser alterados externamente para acomodar esses componentes.  Dessa forma, podem rodar em vias públicas sem mostrar como será o novo carro na sua aparência. As mulas também tem pesos adicionados ou aliviados para aproximar ao máximo do peso do carro em desenvolvimento.

A imagem mostra uma estimativa artística feita pela revista, baseado em informações de várias fontes, e segundo eles, aparenta ser muito próximo do design já pronto e agora em desenvolvimento, o que significa transformar as vontades dos artistas em peças feitas por engenheiros e projetistas para produção real. Não será parecido com o Evoque nem com o Discovery, afirmou o Dr. Speth, o que deixa aliviados os entusiastas do modelo, que são em sua maioria, adeptos do conceito “puro e duro” para um veículo fora-de-estrada, e praticamente exigiram ao longo dos últimos anos, que o carro seja o mais parecido possível com o antigo modelo. O Defender será apresentado ao mercado em 2018, mas sem se saber ainda em que época do ano.

A estrutura é baseada no Discovery e no Range Rover Sport, e terá muita liga de alumínio, como no modelo descontinuado, mas com grande parte exclusivo do Defender. Não se esclareceu se haverá chassis separado da carroceria (body-on-frame), ou se uma estrutura monobloco é a escolhida.

Speth diz que todos na empresa sabem que estão desenvolvendo um ícone, e que a arquitetura tem muitas diferenças em relação aos outros modelos da Land Rover, pois o carro é essencialmente diferente destes. Afirma também que todos os modelos da empresa são feitos para dar lucro financeiro, e mesmo sendo relativamente de pequena produção, o novo Defender irá suceder nesse sentido, mantendo e mesmo melhorando suas habilidades fora-de-estrada e sua confiabilidade.

Um projeto de enorme responsabilidade, este.

land-rover-defender-1  NOVO DEFENDER CONFIRMADO PARA 2018 land rover defender 1 1

O Defender antigo, só para matar saudade

 

JJ

Sobre o Autor

Juvenal Jorge
Editor Associado

Juvenal Jorge, ou JJ, como é chamado, é integrante do AE desde sua criação em 2008 e em 2016 passou a ser Editor Associado. É engenheiro automobilístico formado pela FEI, com mestrado em engenharia automobilística pela USP e pós-graduação em administração de negócios pela ESAN. Atuou como engenheiro e coordenador de projetos em várias empresas multinacionais. No AE é muito conhecido pelas matérias sobre aviões, que também são sua paixão, além de testes de veículos e edição de notícias diárias.

Publicações Relacionadas

  • Matheus Ulisses P.

    Torço pra que consigam manter todas as características do original e não o encham de frescuras!
    A graça de um Defender está justamente no jeitão todo brucutu de ser, é é assim que gostaria que sempre fosse!
    Se transformarem-no em algo confortável e luxuoso vai ser tão sem graça quanto um DKW sem fumaça e barulho de 2 tempos ou pior, um Caterham Seven com câmbio automático, direção assistida, suspensão macia e autônomo!

  • AC2016

    Ficou feio demais nessa projeção aí. Sou muito mais o original também.