Autoentusiastas Autoentusiastas Autoentusiastas Autoentusiastas Autoentusiastas Autoentusiastas Autoentusiastas Autoentusiastas SPEED-O-GRAPHY – Autoentusiastas

Obviamente a experiência ao volante de um carro real, por pior que ele seja, é uma experiência real. Porém, como todos nós sabemos, já existem simuladores, completos com bancos, volante e comandos, incluindo movimentos que simulam as forças que atuam no nosso corpo quando dirigimos. Monitores 4K e 3D com telas múltiplas ou 180° e som surround ainda podem deixar essa experiência simulada ainda mais empolgante.

Mas todo esse aparato é para poucos, ao menos por enquanto. Mais caros que carros de verdade. Então, assim como no mundo dos carros reais dirigimos aquilo que podemos, nos games também é assim. A experiência de andar em um March 1-litro é bem distante da experiência de pilotar um GT-R em uma pista. E a experiência de pilotar um GT-R em um simulador de ponta é bem distinta da pobre experiência de brincar com o Nissan no XBox ou PS4, ou ainda no PC.

Isso foi só para pontuar que não acho que as coisas sejam comparáveis, dirigir na vida real e pilotar em um videogame. Mas pilotar em um simulador de ponta deve ser bem mais legal que dirigir um 1-litro na vida real. Bem, eu gosto de games de carros. Para falar a verdade, eu os adoro.

É neles que podemos brincar de pilotos e dirigir carros impensáveis, como o Lamborghini Veneno, por exemplo. É pura diversão! E do jeito que as coisas estão indo, dentro de pouco tempo, décadas, alguns tipos de carros não vão mais existir no mundo real. Ou serão cada vez mais inacessíveis. Para não ir muito longe, não vejo um Charger Hellcat sendo fabricado na próxima década.

Com o downsizing os V-8 sumirão, assim como os V-12 já são raridades, e a nossas chances de experimentar carros interessantes, mesmo para quem tem um pouco mais de oportunidades e acesso como os editores do AE, serão cada vez menores. Por isso eu nunca serei contra os games, ou simuladores. Em algum ponto no tempo futuro, até o ato de dirigir, só será possível dessa maneira.

Outro ponto que me desperta particular interesse nos games de última geração é a qualidade das imagens. Quando e como seria possível eu me deparar com o Veneno e poder observá-lo em todos os ângulos possíveis, e em paisagens distintas. É, para aqueles que assim como eu consideram os carros esculturas, e muitos até obras de arte, sua aparência e as composições criadas na nossa imaginação são fontes de prazer.

Já faz algum tempo que os jogos têm modo fotografia, onde podemos congelar uma cena, ou posicionar um carro em uma situação ou paisagem, e explorar as infinitas possibilidades de imagens e ajustes de câmera. Algo também muito difícil no mundo real.

Nesse últimos dias resolvi explorar esse modo fotografia do Forza Motorsport 6 no XBox One e achei que muitos aqui gostariam de ver o resultado. E quem sabe até montarmos um grupo para uma corrida online. Outro dia tive a chance de brincar um pouco com um leitor do site. Foi bem bacana.

Assim nasceu o Speed-o-graphy. Um conjunto de fotos feitas no jogo.  Espero que curtam a galeria.

PK

 

Sobre o Autor

AUTOentusiastas

Guiado por valores como paixão, qualidade, credibilidade, seriedade, diversidade e respeito aos leitores, o AUTOentusiastas desde 2008 tem a missão de evoluir e se consolidar como um dos melhores sites sobre carros do Brasil. Seja bem-vindo!

  • Davi Reis

    Também sou fã de um bom jogo de corrida, mas nos últimos meses anda faltando tempo pra me dedicar. Fico pensando nos primeiros jogos que tive (na época do Gran Turismo 2, Need for Speed Hot Pursuit e cia.) e reparando como a evolução até hoje foi absurda. Ainda assim, entre os meus favoritos ainda tem um já bem velhinho, o memorável Need for Speed Porsche.

    • Fat Jack

      “…o memorável Need for Speed Porsche…”
      Ainda o tenho num PC velhinho aqui de casa e sempre me impressionou o fato de ser o primeiro game cujas reações eram distintas de carro para carro, buscando a fama que cada modelo tinha em sua condução, e uma ótima jogabilidade. De fato um game memorável!

      • Eu joguei muito vários NFS, incluindo esse último que está bem bacana.

    • Fernando

      Conheci o Need for Speed na primeira versão e acho que para a época era o melhor (ainda que misto simulador/arcade), assim como o NFS2. Acabei não gostando do 3D primitivo dos próximos, que ainda que realmente fosse algo com formação 3D, ainda devia muito em termos de texturas sobre o 3D, efeitos de brilho e iluminação ainda inexistentes e no Hot Pursuit e High Stakes não gostei muito, mas no Porsche a EA realmente acertou, para mim é o melhor da franquia até hoje.

      Não só por ter todos modelos da fabricante, mas os modos de corrida de “piloto da fábrica” e corridas durante os períodos de forma cronológica, e modificações possíveis nos carros, faziam ir muito longe e jogar por muitas horas, até no modo multiplayer com vários amigos.

  • Marco Schneider

    Excelentes imagens, PK! Compartilho de sua opinião, sou fã de jogos de corrida (sendo Forza 6 meu favorito atualmente) e não me vejo pilotando sequer um Nissan GTR na vida real, menos ainda uma F40, mas no Forza pelo menos dá para brincar com eles e ouvir sua aceleração (o som dos motores neste jogo é o melhor que já ouvi!)
    Quem quiser me adicionar e brincar lá qualquer dia desses, segue minha gamertag no Xbox: Entorpecedor

    • Legal. Esse é o espírito. Eu adoro a jogabilidade do FM6. Bacana seu drivatar! Eu estou como PKAUTOE. Nos vemos lá!

  • Antonio Olympio Filho

    Caramba ! Parabéns pelas fotos até no jogo PK !!!

  • TDA

    Talvez… O lado ruim dos jogos mais recentes é jogar online. Tem crianças que entram nas corridas só para estragar a diversão dos outros, batem em quem tenta ultrapassá-los, andam na contramão, param no meio da reta, enfim… Mas outras vezes se consegue uma corrida bacana com gente que quer correr e aí a coisa fica muito legal.

    • WSR

      Jogar online é uma escolha. Tomar fechada dos panacas camionetizados, infelizmente, não é. E hoje, domingo com trânsito calmo, quase que um Captiva acertou o carro no qual eu estava de carona, em uma esquina, simplesmente por ignorar a placa de parada obrigatória. Acho que a massa encefálica de certos motoristas é inversamente proporcional ao tamanho do carro.

  • Fórmula Finesse

    Compartilhamos de opinião idêntica sobre os games, caro PK (Agora há pouco, estava brincando com um Ferrari FXX no GT6) — as fontes do entusiasmo são muitas e diversas.
    Galeria lindíssima…não basta ter o acesso tecnológico, é preciso a visão do artista.

    • Valeu FF. O GT já está no 6? Pelo que vejo na internet o modo foto do GT é melhor que o do Forza. Fico tentado em compra um PS4 apenas pelo GT. Mas haja tempo para jogar!!!

      • Fórmula Finesse

        Aguarde o GT7 para ver se vale a pena; existe muita coisa para melhorar – creio que em um ano deve sair, inclusive com a pista da Ilha de Man (TT) totalmente parametrizada à laser. O modo foto no 6 é muito bacana também.

  • TDA

    Adoro games, de todos os tipos, mas meus preferidos são os de corrida. Não me canso de jogar, mesmo os mais antiguinhos. Acho muito legal a ideia de juntar os auto-game-entusiastas num grupo de corridas online.

  • H_Oliveira

    Belas imagens, PK. Mas faltou o 787B! (sou maníaco por esse carro!)

    Ah, os jogos são muito legais, eu também adoro, mas que Deus NÃO TE OUÇA e que a direção real exista por MUITO tempo ainda!

  • RoadV8Runner

    Faz um tempo que ando meio afastado dos videogames (parei no PlayStation 2…), mas os únicos jogos que jogava eram de carros ou aviões. Pelas fotos, esse Forza Motorsport 6 é muito bacana, pois tem os carros mais legais de todos os tempos!

    • RR, eu joguei os GT 1, 2 e 3. Eram legais. Mas demandavam muito tempo para obtenção~das licenças. Esse FM6 tem uma jogabilidade incrível. Ajusta os oponentes de acordo com a sua habilidade, tem vários campeonatos curtos com corridas especiais intercalando as corridas dos campeonatos, e possibilidade de jogar com muitos carros legais. Fora o visual! Abraço.

  • Fat Jack

    Caracas PK, você definitivamente “matou a pau”!
    Também sou fã dos games de corrida, e me agrada muito a série Forza (temos o 4 e o Horizon aqui em casa) ideais para um delicioso confronto de gerações (meu filho tem 17…).
    Quanto ao vídeo: Lindas imagens, carros sensacionais e uma trilha sonora de arrebentar (que muito provavelmente só os mais antiguinhos reconhecerão).
    Só uma imagem poderia ilustrar minha reação:

  • azardo

    Eu vi, um Lotus Ômega!

  • Adeus sono…