Foi isso mesmo. A PSA, que reúne as marcas Peugeot, Citroën e DS, resolveu mostrar o consumo dos seus carros no mundo real. Não aquele obtido em laboratório e que serve para homologação dos modelos, que deixa o cliente frustrado pensando ter comprado um carro de determinado consumo, mas que na verdade é bem maior ao usar o carro no dia a dia.

Se bem que esse problema de algum tempo para cá praticamente inexiste no Brasil e nos Estados Unidos, que adotaram recentemente metodologia de medir consumo bastante realista, a tal ponto que já há casos de o veículo consumir menos do que o informado oficialmente. Aqui temos o Inmetro e nos EUA, a Agência de Proteção Ambiental (EPA).

Na Europa esse problema existe. O método de medição de consumo de lá, o NEDC (New European Driving Cycle, criado em 1990), é brando demais, tanto que a União Europeia adotará novo padrão em setembro de 2017,  o Worldwide Harmonized Light Vehicles Test Procedure, um procedimento mundial harmonizado de testes de consumo  de  veículos leves, ao qual já aderiram todos os países europeus, EUA, Japão, China, Rússia e Índia.

Os testes promovidos pela PSA foram calcados em um protocolo definido em colaboração com as organizações não governamentais Transport & Environment e France Nature Environnement, auditadas pelo Bureau Veritas. O protocolo, confiável e que pode ser reproduzido, permitiu medir o consumo dos carros dos clientes do Grupo PSA em condições reais  de utilização.

O protocolo foi inspirado no projeto europeu de emissões reais ao se dirigir normalmente,  Real Driving Emissions (RDE) e mede o consumo de combustível por meio de um equipamento portátil instalado na traseira do veículo. O bureau Veritas, organismo de auditoria independente reconhecido mundialmente, garante o respeito ao protocolo e sua execução nas condições definidas e atesta a confiabilidade e a integridade dos resultados.

Consumo DS3

Medições de consumo e emissões na utilização normal do automóvel (foto PSA)

As medições foram feitas nas vias públicas abertas ao trânsito, distribuídas em 25 km nas zonas urbanas, 39 km nas vias periféricas da cidade e 31 km em rodovias, sempre em condições reais de utilização, inclusive com ar-condicionado ligado. Os resultados foram surpreendentes, veja:

MODELOS PEUGEOT Protocolo T&E km/l Homologação km/l Diferença    km/l
108 1,2l PureTech 82 M5 pneu 15″ std 16,4 23,3 6,9
208 1,6l BlueHDi 100 M5 pneu 16″ TBBR 21,3 28,6 7,3
208 1,6l BlueHDi 120 M5 SSS pneu 16″ UBRR 21,3 33,3 12,0
2008 1,6l BlueHDi 100 M5 pneu 16″TBBR 19,6 27,0 7,4
2008 1,6l BlueHDi 120 S&S M6 pneu 16″TBRR 19,2 27,0 7,8
2008 1,2l PureTech 82 M5 pneu 16″ TBRR 15,6 20,4 4,8
2008 1,2 PureTech 110 S&S  A6 pneu 16″ TBRR 14,1 20,8 6,7
308 1,2l PureTech 120 S&S M6 pneu 16″ UBRR 20,4 31,3 10,9
308 1,2l PureTech 130 S&S M6 pneu 16″ TBRR 15,2 21,7 6,5
308 1,2l PureTech 110 S&S M5 pneu UBRR 15,9 25,0 9,1
3008 1,6l BlueHDi 120 S&S M6 pneu 17″ TBRR 16,4 24,4 8,0
3008 1,2l PureTech 130 S&S A6 pneu 17″ UBRR 13,2 20,4 7,2
508 2,0l BlueHDi 180 S&S A6 pneu 17″ UBRR 15,9 25,0 9,1
Partner 1,6l BlueHDi 120 S&S M5 pneu 15″ TBRR 16,4 23,3 6,9
MODELOS CITROËN
C1 PureTech 82 MAN Feel pneu 15″ std 16,4 23,3 6,9
C1 PureTech 82 MAN Exclusive pneu 16″ std TBRR 15,9 21,7 5,8
C3 Picasso BlueHDi 100 Man Confort pneu 16″ TBRR 17,5 26,3 8,8
C3 BlueHDi 75 S&S Man Confort pneu 15″ UBRR 20,4 33,3 12,9
C4 Cactus BlueHDi 100 Man Shine pneu 16″ TBRR 19,6 27,8 8,2
C4 Cactus PureTech 110 S&S Man Shine pneu 16″ TBRR 16,4 23,3 6,9
C4 Blue HDi 100 MAN Feel pneu 16″TBRR 19,6 27,8 8,2
C4 Picasso BlueHDi 120 S&S A6 Intensive pneu 17″TBRR 15,4 25,6 10,2
Grand C4 Picasso BlueHDi 120 S&S M6 Attraction pneu 16″ UBRR 17,5 25,0 7,5
Grand C4 Picasso PureTech 130 S&S M6 Intensive pneu 16″ UBRR 13,5 20,0 6,5
Berlingo BlueHDi 100 Man pneu 15″ TBRR 16,4 23,3 6,9
MODELOS DS
DS 3 BlueHDi 120 S&S M6 Sport Chic 20,0 27,8 7,8
DS 3 PureTech 110 S&S Man So Chic 16,7 23,3 6,6
DS 4 PureTech 110 S&S Man So Chic 18,5 26,3 7,8

 

A PSA está de parabéns pela corajosa iniciativa, um exemplo a seguir.

BS

(192 visualizações, 1 hoje)