Um gerente de engenharia da Ford Performance, Tyrone Johnson,  revelou que o modo de condução “drift” (derrapagem) do novo Focus RS nasceu de uma brincadeira de dois engenheiros, durante as milhares de horas gastas no desenvolvimento e ajuste fino dos programas de computador que controlam as informações dinâmicas do carro. Não se devia chegar a esse ponto no processo normal de trabalho, mas entusiastas podem ser ousados até mesmo em empresas muito sérias, e conseguir descobrir coisas interessantes.

O carro tem os modos Normal, Sport, Track e Drift, este último com a maior parte da potência indo para as rodas traseiras, algo não comum em veículos com tração nas quatro rodas de uso em ruas.

Esse ajuste foi feito apenas como um exercício de testar limites da programação dos diferenciais com comando eletrônico, mas o Diretor Global de Desenvolvimento, Raj Nair, ficou sabendo da traquinagem dos seus meninos, quis ver como o carro tinha ficado, e imediatamente ordenou que esse modo fosse adicionado ao carro de produção normal. Nair é um autoentusiasta, responsável em grande parte também pelo sucesso do novo Ford GT em Le Mans.

O sistema de diferencial traseiro da empresa GKN inclui duas embreagens multidisco, uma para cada roda traseira, que podem controlar a quantidade de torque individualmente via computador, sendo isso o que se chama de um diferencial de vetoramento de torque, item já existente em outras marcas, como Audi, por exemplo.

Cada um dos modos de condução muda parâmetros de funcionamento da direção elétrica, acelerador, amortecedores, sistema de tração, controle de estabilidade e som do escapamento. O modo Drift é o mais radical de todos, que permite que as rodas traseiras patinem com facilidade, permitindo derrapagens controladas pela direção e acelerador. Como a eletrônica faz milagres, o sistema vai registrando o uso desse modo, e se ele se torna frequente, é emitido um aviso para que a troca do lubrificante do diferencial e das embreagens seja feito em intervalos menores que o padrão. No caso de alta temperatura, o sistema é desligado automaticamente para evitar danos.

2016-ford-focus-rs-drift-mode-14-1  FOCUS RS TEM MODO DRIFT SURGIDO DE BRINCADEIRA SÉRIA 2016 ford focus rs drift mode 14 1

JJ

Sobre o Autor

Juvenal Jorge
Editor Associado

Juvenal Jorge, ou JJ, como é chamado, é integrante do AE desde sua criação em 2008 e em 2016 passou a ser Editor Associado. É engenheiro automobilístico formado pela FEI, com mestrado em engenharia automobilística pela USP e pós-graduação em administração de negócios pela ESAN. Atuou como engenheiro e coordenador de projetos em várias empresas multinacionais. No AE é muito conhecido pelas matérias sobre aviões, que também são sua paixão, além de testes de veículos e edição de notícias diárias.

Publicações Relacionadas

  • RoadV8Runner

    Um brinde a esses engenheiros, que resolveram “brincar” em serviço, e também ao Raj Nair, que gostou da brincadeira e ordenou que o modo “Drift” fosse incorporado aos modelos de série!