A Porsche está comemorando um marco em sua história de mais de 75 anos em Zuffenhausen, bairro de Stuttgart. Com o início da produção do 718 Cayman,  a empresa passará em breve a fabricar todos os carros esporte na sua tradicional fábrica. Até meados de agosto continuará a ser utilizada a fábrica Volkswagen em Osnabrück, onde o cupê de motor traseiro-central Cayman foi produzido até agora.

A fabricação de todos os carros esportivos de duas portas concentrada na matriz da Porsche irá alavancar a produção local para cerca de 240 veículos diários até agosto. Atualmente, mais de 220 unidades deixam a linha de produção de Zuffenhausen diariamente. No ano fiscal de 2015 a Porsche entregou 22.663 unidades dos modelos Boxster e Cayman (em 2014, 23.597). Segundo Albrecht Reimold, membro do Comitê Executivo da Porsche AG encarregado da Produção e Logística, “Depois que a produção diminuiu naturalmente devido ao ciclo de vida do produto, temos muita confiança na nova geração do Boxster e do Cayman.”

A atual geração desses dois carros se caracteriza pela maior potência combinada com menor consumo de combustível, resultado dos novos motores de quatro cilindros horizontais opostos com turbocompressor. Agora o Cupê e o Roadster contarão com motores de mesma potência. As versões de entrada vêm com o 2-litros de 300 cv e as  S, com o 2,5-litros de 350 cv. São mais 35 cv/25 cv em relação ao Boxster e ao Cayman, respectivamente, com seus motores 6-cilindros de aspiração atmosférica de 2,7 e 3,4 litros. O consumo segundo a norma NEDC é entre 12,3 e 14,5 km/l.

O novo 718 Boxster está nas concessionárias Porsche desde abril deste ano. O 718 Cayman e o 718 Cayman S já podem ser encomendados. Seu lançamento no mercado europeu será no final de setembro próximo.

No Brasil, o Roadster chegará às concessionárias no início do segundo semestre deste ano, mas o Cupê ainda não tem data definida.

JJ