Do Los Angeles Times/por Samantha Masunaga

A Administração Nacional de Segurança de Transporte Rodoviário (NHTSA) abriu investigação preliminar do recurso de piloto automático da Tesla depois de um acidente fatal com um Tesla S, disse o fabricante de carros elétricos nesta quinta-feira.

Acredita-se que seja o primeiro acidente fatal envolvendo um carro de condução autônoma.

Segundo uma postagem no blog da Tesla Motors Inc., o carro estava numa autoestrada quando uma carreta cruzou a rodovia perpendicularmente ao Modelo S.

“Nem o piloto automático, nem o motorista viram a lateral branca da carreta contra o céu claro, tanto que o freio nem foi aplicado,” disse a Tesla no post.

O Modelo S passou sob o reboque, com o assoalho do reboque atingindo o para-brisa do Modelo S, disse a Tesla. O modelo é igual ao da foto de abertura, quando exibido no Salão de Frankfurt de 2015.

“Tivesse o Modelo S batido na frente ou na traseira do reboque, ainda que em alta velocidade, seu avançado sistema de segurança em colisões provavelmente teria evitado lesões graves, como já ocorreu em numerosos outros acidentes,” disse a Tesla no mesmo documento.

A Tesla disse que essa foi a primeira fatalidade na qual o piloto automático estava ativado em mais 200 mil quilômetros utilizando o recurso. O fabricante de Palo Alto disse que informou a NHTSA sobre o incidente “imediatamente após acontecer.”

“É importante enfatizar que a ação da NHTSA é apenas uma primeira avaliação para determinar se o sistema funcionou de acordo com as expectativas,” informou a Tesla no post.

A Tesla disse que os motoristas devem armar o recurso do piloto automático e admite que o sistema ainda se encontra num fase pública beta antes de poder ser utilizado.

Disse que um aviso no carro informa aos motoristas que eles têm de manter as mãos no volante e estarem preparados para assumir o comando a qualquer tempo. A Tesla disse que o sistema provê também “alertas visuais e sonoros” se for detectado volante sem as mãos nele e que o sistema do carro “diminui gradualmente a velocidade até que mãos no volante sejam detectadas de novo.”

BS

(117 visualizações, 1 hoje)