Autoentusiastas Autoentusiastas Autoentusiastas Autoentusiastas Autoentusiastas Autoentusiastas Autoentusiastas Autoentusiastas É A ZORRA TOTAL – Autoentusiastas

Estamos mesmo bem perto do fundo do poço: vendedores ambulantes numa praça de pedágio!

O flagrante foi feito neste domingo no pedágio da rodovia dos Imigrantes,  no planalto paulista sentido litoral, por volta de 11h30.

Fiscalização da Polícia Militar Rodoviária? Ih, isso dá um trabalho danado… É muito mais fácil e rentável para o Estado apontar uma “pistola” de medir velocidade.

Um cena deprimente!

BS

Sobre o Autor

Bob Sharp
Editor-Chefe

Um dos ícones do jornalismo especializado em veículos. Seu conhecimento sobre o mundo do automóvel é ímpar. História, técnica, fabricação, mercado, esporte; seja qual for o aspecto, sempre é proveitoso ler o que o Bob tem a dizer. Faz avaliações precisas e esclarecedoras de lançamentos, conta interessantes histórias vividas por ele, muitas delas nas pistas, já que foi um bem sucedido piloto profissional por 25 anos, e aborda questões quotidianas sobre o cidadão motorizado. É o editor-chefe e revisor das postagens de todos os editores.

  • Olha, na situação que tá o nosso país, não dá pra condenar os caras que trabalham aí… Seja com CTPS assinada, ou vendendo água na pista, as contas têm que ser pagas.

    Mas que é um perigo desgraçado, isso é.

    Depois que algum ambulante for atropelado por um bitrem, aí o governo vai baixar os limites de velocidade nas praças de pedágio, e colocar radares.

    Podem apostar.

  • Diogo, para isso é preciso ter poder de polícia.

  • Mineirim

    E eles ainda colocam placa, pedindo aos motoristas que não comprem dos ambulantes…

  • Fabius_

    E mais uma vez a segurança do trânsito vai para as cucuias… mas num país com caminhões que vendem gêneros à beira da estrada em lugares sem espaço, estimulando os motoristas a pararem no acostamento, rodovias que não são devidamente cercadas e possibilitam a tragédia de animais na pista, as pessoas vão ficando cada vez mais insensibilizadas para os absurdos que vivem e os perigos que correm.

  • Thiago Teixeira2

    Bob, se tem ambulante é porque esta engarrafando! A praça de pedágio tem que ter cabines suficientes para suprir a demanda de forma a não tirar o conforto do usuário da rodovia.
    A concessionaria tem a obrigação de abrir as cancelas para liberar o fluxo de carros a partir de x metros (conforme contrato). A ponte Rio-Niteroi, por exemplo, em época de carnaval, feriados etc forma filas de mais de 500 metros. Quem fiscaliza?! É muito cobrar a fácil retirada de um ambulante.

    • Thiago, uma coisa de cada vez, uma coisa não justifica a outra. Não pode haver zorra.

  • Corsário, esse “pega mal” é que é o grande mal. É o mesmo que não reprimir essa classe desgraçada e ameaçadora chamada flanelinha.

  • Carlos César, o que dizer? Simples: roubo.

  • Caro Luciano, agradeço a reverência, mas o senhor está no Céu, está bem? Bob simplesmente! (rsrsrs)

  • Muito obrigado, Luciano. Isso que você disse sobre redação já me fez valer não o dia, mas o ano. Parabéns pela sua determinação e esforço.

  • Thiago Teixeira2

    E qual é o engano?

  • Uber

    Obrigado, você me deu mais um motivo para nunca incentivar isso.
    Não imaginava que havia essa disputa violenta!
    Sinal fecha, enquanto vou parando o carro, vou fechando as janelas.

  • Uber

    E não é só em rodovias, Bob.
    Isso acontece na Av. Tiradentes, aí em São Paulo.
    E até na marginal Tietê, não sei se acontece na marginal Pinheiros, pois não costumo passar por lá.
    Como que esses caras tiveram essa ideia de jerico se as motos andam nos corredores há tanto tempo!
    É até de admirar não ocorrerem acidentes com frequência!

    • CorsarioViajante

      Em São Paulo é supercomum e inclusive este foi um dos motivos alegados pelo Haddad para diminuir a velocidade, de proteger os ambulantes!

      • Macro

        Vim aqui pra comentar exatamente a respeito disso. Perigoso vir alguém do mundo do contra que nem o haddad e ter a mesma Ideia de jerico e atacar a consequência ao Invés da causa.

  • invalid_pilot

    No pedágio da Rodovia Padre Manoel da Nóbrega sentido São Paulo tem esse tipo de atividade em todos os finais de semana.

    Ando frequentemente nessa rodovia e apenas uma vez vi polícia na praça de pedágio, mas isso não coibiu a ação dos ambulantes, visto que a fila era grande suficiente para eles irem para o final e continuarem a vender longe dos olhos da polícia.

    Acho errado, mas antes venderem honestamente do que cometerem crimes e arrastões.

    Pessoalmente não compro nada na estrada, trem ou metrô que seja de ambulante.

  • vstrabello, desrespeito combinado com zorra total, incapacidade dos governos em garantir a segurança e o livre trânsito dos cidadãos. Muitos confundem democracia com o faça-se o que se quiser.

    • Rodrigo R

      Aqui no Rio eles estão presentes na Linha Vermelha, uma “suposta”, pois vive engarrafada, uma via EXPRESSA!

      Também estão presentes na Ponte Rio-Niterói, uma Rodovia FEDERAL, BR-101, mas não tem polícia, não tem nada, acham que estão ‘trabalhando honestamente”, então podem ficar entre os carros e causar mais engarrafamentos enquanto atendem.

  • Bera, e ai do motorista que sair do carro próximo das cabines, logo aparece segurança.

  • Gustavo, eu não soube disso. História surreal.

  • Juvenal Jorge

    E fácil de acabar com isso: é só ninguém comprar nada.

  • Fabio, a Ecovias não tem poder de polícia. Só esta pode agir.

  • Robson, pois é, a petralha paternalista está fazendo esse estrago onde quer que atue. Inclusive com essa inventada história de coxinha…