No segundo semestre de 2016, o BMW Group inaugurará uma fábrica própria da BMW Motorrad, divisão de motocicletas do grupo, em Manaus (AM). Na unidade será produzida a nova BMW G 310 R (foto acima), além dos demais oito modelos já montados no País. A previsão é de que mais de 10.000 unidades saiam da linha de produção brasileira em 2017, e é esperado um crescimento significativo da marca, especialmente com a introdução no mercado nacional da nova BMW G 310 R, primeira motocicleta roadster da BMW Motorrad com menos de 500 cm³.

A nova fábrica substituirá a linha de montagem de motocicletas da BMW Motorrad, também localizada em Manaus, atualmente operante por meio de uma parceria com a Dafra Motos, cuja produção se iniciou em 2009. Com a nova unidade produtiva, a expectativa é de que cerca de 170 empregos sejam gerados.

O Brasil representa um mercado de motocicletas estratégico para o BMW Group. Com a inauguração da fábrica e a chegada do novo modelo G 310 R, previstas para o final de 2016, a marca estará estrategicamente posicionada em um segmento promissor — o de motocicletas abaixo de 500 cm³ —, expandindo seu compromisso com o país.

“Com nossa estratégia de crescimento global, reforçamos nossa presença em mercados emergentes como o Brasil. Nesse contexto, a G 310 R desempenhará um papel fundamental na atração de novos públicos para a BMW Motorrad”, comenta Stephan Schaller, Presidente da BMW Motorrad mundial.

“Hoje é um marco importante para a BMW Motorrad no Brasil, que consolida a grande expansão nacional que tivemos desde o início da montagem no País, em 2009. A nova fábrica da BMW Motorrad em Manaus reforça a relevância do Brasil nas estratégias do BMW Group em médio e longo prazos. Temos expectativas positivas em relação ao mercado brasileiro no futuro”, afirma Federico Alvarez, Diretor da BMW Motorrad Brasil.

O planejamento da transição de operações entre Dafra Motos e BMW Motorrad ocorrerá de maneira gradual, de modo que não haverá impacto no abastecimento de produtos ao mercado nacional.

Estratégia de crescimento da BMW Motorrad

Líder de mercado no segmento premium acima de 500 cm³ em 27 países, a BMW Motorrad planeja manter seu crescimento de forma sustentável e rentável. O objetivo da marca é comercializar 200.000 unidades por ano até 2020. O BMW Group continua aumentando sua participação nos mercados existentes e tem se aproximado de novos mercados na Ásia e América do Sul. Além disso, a empresa cada vez mais possui um foco especial em mobilidade urbana.

Berlim atuará como referência

As motos montadas pela BMW Motorrad no Brasil desde 2009 sempre seguiram os rígidos padrões de qualidade da marca globalmente. A expertise da fábrica da BMW Motorrad em Berlim seguirá como referência para a instalação da nova unidade de fabricação de motocicletas em Manaus. “No BMW Group, nós damos ênfase às unidades de produção internacionais, de modo a fortalecer a nossa posição no mercado. Com o início da nova unidade em Manaus, a fábrica de Berlim está ansiosa para continuar apoiando a rede de produção internacional e os colegas brasileiros”, afirma Stephan Schaller.

BS



  • Ilbirs

    Parece-me uma transição que vai ser bem feita. Agora a pergunta que faremos é sobre como serão essas motos BMW nacionais. Creio eu que a G 310 R, que digo ser um produto da subdivisão BMW Motoboy em um tom humorístico, tem de ser olhada com atenção, pois é de se esperar que vá ter um alto índice de nacionalização se considerarmos que é projeto conjunto com o fabricante indiano TVS, imaginando aí a possibilidade de ser algo mais simples que uma BMW Motorrad normal.
    Faria sentido a posteriori haver também aumento de nacionalização para as BMW mais de raiz, uma vez que tudo indica que o fabricante alemão quer ter um pé no Brasil tão sólido quanto o que teriam outros fabricantes estrangeiros aqui instalados, como Honda, Yamaha e Suzuki. E aí eu ficaria aqui pensando em usar um motor boxer refrigerado a água da marca para fazer um Gurgel Supermini andar uma barbaridade.

  • m.n.a.

    A BMW K 1600 GTL possui um incrível motor 6 em linha. Assim como a antiga Honda CBX 1050, maravilhosas máquinas, “miniaturas” de GM 250!

    • Mr. Car

      Mas não possuem volante, para-choques, e quatro rodas, he, he!