Os apaixonados por carros antigos e motos clássicas tiveram um fim de semana para lá de especial. A 6ª edição do Pé na Tábua – Corrida de Calhambeques, teve lugar nos dias 25 a 27 de março em Franca –SP. O evento contou com 60 veículos oitentões. Carros fabricados até 1936 e motos até 1952 competiram na pista do Speed Park, fazendo o público vibrar, torcer e se emocionar no maior evento de carros pré-guerra do Brasil. Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Minas Gerais e Brasília foram alguns dos estados que marcaram presença no PNT.

Esse ano, o PNT teve uma novidade que deixou a pista ainda mais charmosa. Pela primeira vez, o evento recebeu a categoria feminina, no qual as mulheres representaram com classe a corrida dos octogenários. Pisando forte e com muita alegria, elas também levaram emoção ao público e entusiastas presentes. Pilotando o Ford 1932, Andréia Gabarra, de Campinas ( SP) conquistou o primeiro lugar.

E não para por aí. O tricampeão de Fórmula 1, Nélson Piquet, também acelerou raridades e corações. O ex-piloto participou das categorias Miscelânea, com o Rolls-Royce Phantom I de 1926; na Speed, com o Lincoln 1927; e na Transplantados, com o Ford 1929 modificado. O resultado? Ele subiu no lugar mais alto do pódio conquistando o primeiro lugar nas três categorias.

Já na categoria Ford A – Standard (modelos da Ford fabricados entre 1928 e 1931), o vencedor foi Marcelo Valdanini, de São Paulo. As motocicletas esbanjaram linhas clássicas e, pelo terceiro ano consecutivo, Rodrigo Aragão, do Rio de Janeiro, garantiu a primeira colocação com a AJS, 500 cm³. Estevam Simões foi o campeão da divertida Marcha Lenta “Ford A”, e Paulo Raio conquistou a primeira colocação na Marcha Lenta “Força Livre”. Nessa categoria o carro mais lento é o vencedor.

A animação estava estampada no rosto dos pilotos e de quem acompanhava de perto a corrida. Prova disso foi a empolgação do casal carioca, Eduardo Trindade e Renata Teixeira, que percorreu mais de 800 quilômetros para participar do PNT. “O clima é uma delícia e a interação com as pessoas não poderia ter sido melhor”, diz Eduardo. E claro, os dois vieram do Rio de Janeiro para competir e levaram troféu na categoria Ford A.

Para Tiago Songa, organizador do evento, o PNT superou as expectativas apesar de um ano economicamente desfavorável. “A cada edição, o Pé na Tábua cresce e isso mostra que estamos no caminho certo. É um evento para os entusiastas, apaixonados pelo universo do automobilismo e para o público em geral. É muito gratificante ver a felicidade dos participantes e isso nos move a melhorar sempre. Ano que vem tem mais Corrida de Calhambeques e estão todos convidados”, diz.

a3cbeebf-b621-46b8-a119-ccd1c7ccbdc6

Nélson Piquet no Lincoln 1927

30e5b1ad-a97b-4efd-b52c-19f9ef70fb13

JJ

(56 visualizações, 1 hoje)


  • Bera Silva

    Queria muito ter ido. Fica para a próxima.