Autoentusiastas Autoentusiastas Autoentusiastas Autoentusiastas Autoentusiastas Autoentusiastas Autoentusiastas Autoentusiastas VW SAVEIRO, MUDANÇAS NO MODELO 2017 – Autoentusiastas

A Volkswagen apresentou hoje (16/3) a Saveiro 2017 e traz como principal alteração a desvinculação da resto da família em termos de estilo, pela primeira vez desde que a Saveiro foi lançada em 1982. Foram feitas alterações visuais que conferem personalidade própria à picape derivada de automóvel da marca e, como não poderia deixar de ser nesses tempos de alta conectividade, a Saveiro pode vir com o sistema App-Connect para espelhamento de smartphone em tela tátil para plataformas MirrorLink, Apple CarPlay e Google Android Auto.

20160303_111558

Há também o suporte para telefone celular no centro do painel que deixa o aparelho no nível dos olhos. Mensagens SMS podem ser “lidas” pelos alto-falantes e podem ser enviadas por comando de voz, e o App-Connect permite o pareamento de dois telefones celulares simultaneamente.

20160303_111747

O painel está inteiramente mudado, como ocorreu recentemente com o Gol e o Voyage, ficando mais moderno e agradável aos olhos.

No campo da gama de modelos, sai a básica Starline e entra a Robust, sempre em cabine simples, como veículo de trabalho, e por isso o painel permanece o antigo. Continuam as versões Trendline cabines simples, estendida e dupla, a Highline cabine dupla somente e a Cross, de cabines estendida e dupla.

20160303_111725

Preços

Os preços são (entre parênteses, para referência, os preços vigentes até então, sendo que a Robust entra no lugar da Starline):

Robust: R$ 43.530 (R$ 42.390)
Trendline CS: R$ 47.970 (R$ 46.090)
Trendline CE: R$ 52.730 (R$ 50.490)
Trendline CD: R$ 56.270 (R$ 55.990)
Highline: R$ 63.070 (R$ 62.190)
Cross CE: R$ 66.110 (R$ 65.690)
Cross CD: R$ 69.250 (R$ 70.390)

As vendas começam em abril.

Nas cabines duplas o banco traseiro vem com cintos retráteis de três pontos e apoios de cabeça para todos os ocupantes. Em todas as versões a abertura da tampa da caçamba passa a ser pelo emblema VW.

20160303_111700

As alterações mecânicas são a altura de rodagem da Saveiro Cross 15 mm maior, que combinada com novo desenho do para-choque dianteiro aumentou o ângulo de entrada de 16º54′ 20º06′, e  a adoção do controle de descida.

20160303_112621

Saveiro Robust, para trabalho

Só a Cross vem com o moderno motor duplo-comando de 16-válvulas EA-211 1,6-litro de 110/120 cv a 5.750 rpm e 15,8/16, m·kgf a 4.000 rpm; as demais versões continuam o EA-111 1,6-L de 101/104 cv a 5.250 rpm e 15,4/15,6 m·kgf a 2.500 rpm. Nem a Highline recebeu o motor mais potente. E só o EA-211 não tem injeção de gasolina para as partidas a frio quando abastecido só com álcool por contar com o sistema E-Flex de pré-aquecimento desse combustível.

20160303_112325

Apenas a Saveiro Cross vem com o motor EA-211 de 110/120 cv; acabamento do cofre do motor primoroso

Como andam

A Saveiro mantém seu padrão de comportamento irrepreensível, agradável de dirigir e andar, com suspensões de calibração impecável. As molas traseiras do eixo de torção são de geometria variável.  Tudo está na medida certa, bancos, volante, painel, quadro de instrumentos que nem preciso dizer o padrão, nível de ruído interno, comando de câmbio referência, modulação do freio (a disco nas quatro rodas), assistência de direção mesmo sendo hidráulica.

20160303_112029

Nas cabines duplas, todos com direito a cinto de três pontos e apoios de cabeça

Com o motor MSI de 110/120 cv o desempenho informado é 0-100 km/h em 10,5/10 segundos e 178/181 km/h de velocidade máxima. Com o “fraco”, o  outro MSI,  10,9/11,2 s e 170/172 km/h, respectivamente.

A Saveiro Cross é dotada de controle de estabilidade desligável e o ABS dos freios tem função off-road acionável por tecla no painel. Conta também com bloqueio do diferencial via freio da roda que está patinando, controle de tração que intervém na potência do motor, e auxilio à frenagem.

A Saveiro parte para mais um capítulo na sua longa história e as atualizações foram bem-vindas. Em breve faremos os testes “no uso”.

BS

(Atualizado em 16/3/16 às 17h15, correção de informação a respeito dos freios traseiros a disco, dado como estendido agora à linha toda, porém existente em todas já no ano-modelo 2015).

 

Mais fotos:

 



Sobre o Autor

Bob Sharp
Editor-Chefe

Um dos ícones do jornalismo especializado em veículos. Seu conhecimento sobre o mundo do automóvel é ímpar. História, técnica, fabricação, mercado, esporte; seja qual for o aspecto, sempre é proveitoso ler o que o Bob tem a dizer. Faz avaliações precisas e esclarecedoras de lançamentos, conta interessantes histórias vividas por ele, muitas delas nas pistas, já que foi um bem sucedido piloto profissional por 25 anos, e aborda questões quotidianas sobre o cidadão motorizado. É o editor-chefe e revisor das postagens de todos os editores.

  • Luiz Antônio Robaina Severo

    Colocaram nela duas coisas que ficaram devendo no Gol/Voyage: Faróis biparábola e o motor MSI. Podiam ao menos colocar ambos como opção no Gol e Voyage. Entendo que para conter os preços não pusessem de série, mas ao menos que fosse dada a opção.
    Em tempo: que ABSURDO foi esse? 4 dedos ministro? Dá para chamar de DESAFORO PRIVILEGIADO no mínimo… Não podemos simplesmente assistir a isso passivamente… Temos que tirar esta CORJA do poder com urgência!!!

    • Luiz Antônio Robaina Severo,
      a Cross já tinha o motor MSI. Quanto ao ‘em tempo’, comecei a sentir o cheiro de março de 1964, mesma coisa quando Jânio Quadros condecorou Ernesto “Che” Guevara com a Grã Cruz do Cruzeiro do Sul…

      • Arno moura cavalcanti

        Será que o exército é o mesmo de 1964? Até agora parece que não.

    • Davi Reis

      Essa do molusco foi simplesmente um soco na boca do estômago. Pelo menos assim, ele e Dilma se queimam juntos. O problema é que até eles sumirem do mapa, nós é que vamos pagando a conta…

      • Davi Reis,
        o que aconteceu hoje é algo surrealista. Essa gorda fecal é completamente irresponsável. Nomear ministro alguém sob investigação de crime patrimonial e financeiro!

        • Davi Reis

          Já não esperava nada dela, mas ainda assim me surpreendi. Nosso governo é uma milícia, uma facção criminosa das mais perigosas. E pensar que ainda existem pessoas que defendem essa trupe, o que me leva a crer que tem muita gente por aí que só quer mesmo acabar com a gente.

    • Arno moura cavalcanti

      Desisti do Gol exatamente pela ausências do biparábola.

      • Renan V.

        Detalhe importante para mim também, mas o up!, Ka, HB20, Onix, March, nenhum desses tem.

        • Arno moura cavalcanti

          Eu considero um indicador de esmero no acabamento além da função. Parece-me que o up tem. um refletor bem pequeno

  • Marcelo Jr.

    Bob, creio eu que quando a cross ganhou os freios a disco , junto com o motor MSI se não me engano, o restante da linha também ganhou o freio a disco na traseira.

    • Marcelo Jr. ,
      não, só ocorreu agora.

      • Sandoval Quaresma

        Boa tarde Sr. Bob Sharp, o freio a disco nas rodas traseiras já estava disponível em toda a linha desde 2015 para o “ano-modelo” 2016, realmente. um colega de trabalho possui uma cabine simples básica 15/16 e lá constam os discos traseiros. Não sei quanto ao controle de estabilidade.

        • Sandoval Quaresma,
          realmente me enganei, nós mesmos já havíamos escrito isso, como lembrou o leitor João Martini. Já foi corrigido com nota de atualização de texto e o motivo no final da matéria. O controle de estabilidade já tinha, a novidade é o controle de descida. Agradeço o alerta.

      • Antonio Pacheco

        Bob, no lançamento da linha 2015 da Saveiro, além da Cross, todas as outras versões, com exceção da starline receberam freios a disco traseiro. Isso foi um diferencial citado em várias matérias. Um amigo tem uma Trendline cabine dupla 14/15 com freio a disco nas quatro rodas.

        • Antônio Pacheco,
          já foi citado até em matéria no AE, como lembrou o leitor João Martini. Já foi corrigido com nota de atualização de texto e o motivo no final da matéria.

      • Luciano Gonzalez

        Bob, o Marcelo está certo.
        ABS,

        • Luciano,
          está mesmo. Já foi corrigido com nota de atualização de texto e o motivo no final da matéria.

      • Davi Reis

        Também ia fazer essa observação Bob. Consultei o site da VW, onde ainda consta os dados da Saveiro anterior, e todas as versões (até a Starline) já tinham freios a disco nas quatro rodas.

        • Davi Reis,
          correto, engano meu. Já foi corrigido com nota de atualização de texto e o motivo no final da matéria. Agradeço o alerta.

    • Marcelo Jr. ,
      correto, engano meu. Já foi corrigido com nota de atualização de texto e o motivo no final da matéria. Agradeço o alerta.

      • Marcelo Jr.

        Disponha Bob! 😉
        Grande abraço!

  • Antonio Pacheco

    Li em algum lugar que a “nova” Saveiro seria o primeiro carro da família Gol a vir com motor 1.0 TSI. Mas acho que ficou no papel mesmo, não foi dessa vez…

  • Leonardo Mendes

    Até eu que já estava cansado da Saveiro fiquei impressionado com a nova frente… ponto para a VW, deu uma nova “cara” ao modelo, bem diferente de seus irmãos de linha.

  • FOC,
    sim, já andamos, veja matéria publicada no dia 22/2, http://www.autoentusiastas.com.br/ae/2016/02/gol-voyage-2017/. É exatamente o mesmo motor do up! não TSI. Estamos com um em teste “no uso”, matéria em breve.

    • FOC

      Muito grato pela resposta, ficarei no aguardo. Aliás a seção “no uso” é ótima, parabéns a equipe.

  • Ricardo,
    a VW ou qualquer outra fabricante sabe de suas necessidades ao precificar um produto. É claro que para o consumidor quanto mais baixo o preço, melhor.

  • Luiz Otávio,
    sempre comento quando esse cuidado não é tomado.

  • Guilherme Borella

    Muito interessante esse movimento de afastamento da Saveiro com o restante da linha. No fundo todos sabemos que é derivada do Gol etc… porém cria uma identidade nova e mais próxima de sua irmã Amarok. E, o mais importante, se torna um carro que pode andar sozinho em temos de conteúdo e renovação, sem ficar engessado em um line-up.

    • Gustavo73

      Eu acho que o andar sozinho é a possibilidade de não evoluir junto vom a próxima geração do Gol. Mas isso não significa de cara algo ruim.

  • João Martini,
    erros dessa natureza acontecem quando se lida com tantas marcas e modelos e na apresentação não há o cuidado de deixar pontos como esse bem claros. Outros leitores também já se manifestaram a respeito e vou corrigir o texto. E agradeço a observação.

  • Davi Reis

    Subtraia desse preço uma boa porcentagem, pelo desconto para produtor rural ou pequeno empresário e a coisa muda de figura. Esse preço de tabela dessa versão acaba por ser meramente figurativo.

    • Davi,
      por isso é que a expressão correta é preço público sugerido.

    • Ricardo kobus

      Bem isso que eu ia comentar, meu pai recentemente fez a cotação de uma Saveiro Trendline cabine dupla completa, para produtor rural ficou em torno de 50 mil, deu um bom desconto.

  • Corsário,
    problema de “family face” também para Audi, BMW, Mercedes-Benz, Bentley, Rolls-Royce, Aston Martin…

    • CorsarioViajante

      Bob, eu acho a family face da VW super-bem resolvida, com cara de carro, excelente. Não acho que isso seja um problema. Só não faz sentido dizer que a Saveiro tem “identidade própria”.

      • Corsário,
        a identidade própria se refere a sair do esquema de derivada do Gol.

  • Ricardo,
    isso não vai ficar assim, pode apostar nisso. A gorda fecal faz a nação de boba.

  • Victor H,
    concordo.

  • Ricardo,
    não só impeachment como prisão por obstrução da justiça.

  • Ricardo,
    e no caso de funilaria, igualar aquela cor-de-não-sei-o-quê complica.

  • Daniel,
    o mês é o mesmo, março…

  • Ricardo kobus

    Eu levei em consideração o ótimo torque em baixas rotações e seu bom consumo, nem levei em conta seu maior custo de manutenção, mas podemos ir por outra ótica, quanto mais veículos equipados com essa mecânica, logo, será menos custosa sua manutenção.

  • Dr. Tício

    Gostei dessa versão Cross.

    Parece que aumentou pouco (mil reais), dado o cenário de inflação galopante a que estamos submetidos.

  • konnyaro,
    o ideograma da tecla indica controle de estabilidade, hoje combinado com o de tração na maioria dos carros.

  • Guilherme Borella

    Matou a charada! Esse movimento da Saveiro pode ser somente para beneficiar o Gol/Voyage, deixando eles livres para evoluir sem a carga (custo) da Saveiro.
    Em tempo: Só eu tenho saudades da Parati??

    • CorsarioViajante

      Não é só você não. Mas a VW fez questão de fazer com a Parati o mesmo erro que cometeu com o Voyage: tirar de linha para correr atrás do prejuízo depois.

  • Ricardo,
    e que atirem essas asinhas para bem longe!

  • Fórmula Finesse,
    o Mustang foi lançado como ano-modelo 1965 no Salão de Nova York em abril de 1964…

  • CorsarioViajante

    Poderiam oferecer um meio termo. A Livina tinha uma carroceria que fazia uma ponte bacana entre uma perua e uma minivan, por exemplo. O problema da Parati era o SpaceFox, que seria dividir mercado que já é pequeno. E daí a VW deixa a SpaceFox completamente sem interesse, abandonada, vendendo pouco na osmose. Complica.

  • Kevin “Schãoantz!” (F.Lopes)

    Na concessionária o preço cai negociando, vai por mim.

  • Ricardo,
    o STF deve acolher um dos mais de 50 mandados de segurança impetrados.

    • Ricardo kobus

      Bob,
      Tomara, mas com esse vai e vem quem sai perdendo somos nós, não se vê nenhum projeto o país está totalmente parado.

      • Ricardo,
        é preferível esse vai e vem a ver molusco nove-dedos ministro.

  • Ricardo Kobus,
    acabou ser concedida liminar a mandado de segurança impetrado por São Paulo. Posse suspensa.

  • Ricardo,
    fora que levou quatro anos para lançar o bolinha 4-portas.

  • Ricardo,
    parece ter sido isso mesmo.

  • Gustavo,
    esse tipo de informação nunca sai da fábrica, sempre negam. É matéria confidencial. De qualquer maneira, acho bem pouco provável, pois a parte de bloco é a mesma do EA-111, diâmetro e curso idênticos.

    • Gustavo

      Entendido. Obrigado Bob!

  • Thyago Szoke

    Um carro tão bom, tão legal, tão bonito e… tão caro! Já empata (e passa) produtos de segmento superior, como a Oroch.

  • Marcio, na Argentina, novo ano-modelo só em agosto. Mas mesmo assim há “ispertos” lá que só compram depois de o ano virar. Criou-se o hábito lá, como aqui, de um 2016/2016 valer mais na hora de vender do que um 2015/2016., quando são exatamente o mesmo carro.