A Toyota decidiu assumir o controle total da Daihatsu, empresa da qual já possuía 51% das ações desde 1988. O acordo será totalmente efetivo a partir de 1º de agosto de 2016.

O objetivo é que o time da Daihatsu desenvolva todos os carros pequenos, trabalho que é a especialidade da empresa. No Brasil, já tivemos a importação de alguns modelos da marca, independente da Toyota. Modelos como o fora de estrada Feroza, o jipe urbano Terios e o Charade hatch e sedã já venderam por aqui, e hoje são quase desconhecidos dos não-iniciados.

Desde 1951 a Daihatsu constrói carros de tamanho pequeno, e continuará agora mais forte dentro do grupo Toyota. Haverá a continuação da marca, e uso das instalações de concessionários Daihatsu também pela Toyota, que irá dividir tecnologias que domina, com a Daihatsu.

De acordo com as informações fornecidas pelas empresas, as tecnologias e especialidades de cada uma serão compartilhadas, com o empacotamento de componentes (packaging) feito de forma eficiente — ocupando pouco espaço — sendo responsabilidade da Daihatsu, bem como a miniaturização de peças e eficiência de consumo de combustível, tudo isso levando muito em consideração o baixo custo. Já a Toyota ira comandar a parte ambiental, segurança, experiência do cliente e conforto.

Com todo o plano funcionando, ambas marcas deverão ter ainda maior valor de imagem e de produtos, e mais força para desenvolver novas tecnologias que consumirão muitos recursos financeiros de todos os fabricantes que sobreviverem.

Akio Toyoda e Masanori Mitsui, presidentes da Toyota e Daihatsu, declararam que focar nas competências principais de cada fabricante irá permiti-los crescer de forma segura nos próximos 100 anos das empresas.

Esperamos que os frutos positivos do acordo cheguem em breve ao Brasil.

JJ

 

(77 visualizações, 1 hoje)