Autoentusiastas Autoentusiastas Autoentusiastas Autoentusiastas Autoentusiastas Autoentusiastas Autoentusiastas Autoentusiastas MUSEU DA TAM PODERÁ SER EM SÃO PAULO – Autoentusiastas

Antes mesmo  do fechamento — que a TAM Linhas Aéreas informa ser temporário — no último final de semana, já se estudava que o Museu da TAM poderá ser mudado para São Paulo, na área do Campo de Marte, zona norte.

A questão é bastante complexa, já que a Prefeitura de São Paulo quer desativar o aeroporto para o movimento de aeronaves de asa fixa, permanecendo apenas as de asa rotativa (helicópteros), ideia que nasceu em 2013, de forma autoritária, e foi anunciado sem diálogos com setores relacionados às atividades do tradicional aeroporto paulistano.

O objetivo da Prefeitura — fácil imaginar de quem é a ídeia —é tornar a área mais proveitosa para a cidade de forma geral, criando um parque público entre outros, mas esbarra no Comando da Aeronáutica da Região Sudeste, que tem lá instalado o PAMA, Parque de Material da Aeronáutica, que é basicamente uma oficina de manutenção militar.

O que poderá acontecer é a transferência das aeronaves do acervo da TAM, que hoje está localizado em São Carlos, para a área militar de Marte ao menos parcialmente, e quando todo o problema for resolvido, reabrir definitivamente o museu em um lugar muito mais propício à visitação por maior número de pessoas.

Mais uma vez a história do Brasil é afetada de forma negativa, que esperamos, seja apenas temporariamente.

JJ



Sobre o Autor

Juvenal Jorge
Editor Associado

Juvenal Jorge, ou JJ, como é chamado, é integrante do AE desde sua criação em 2008 e em 2016 passou a ser Editor Associado. É engenheiro automobilístico formado pela FEI, com mestrado em engenharia automobilística pela USP e pós-graduação em administração de negócios pela ESAN. Atuou como engenheiro e coordenador de projetos em várias empresas multinacionais. No AE é muito conhecido pelas matérias sobre aviões, que também são sua paixão, além de testes de veículos e edição de notícias diárias.

  • Daniel S. de Araujo

    Tomara que aconteça isso mesmo…Porque as noticias que li não eram das mais animadoras.

  • JPaulo10

    Infelizmente, a situação é pior. Segundo João Amaro, o museu consumia R$ 300 mil mensais e suas despesas eram cobertas pela LATAM via Lei Rouanet, já que o público pagante era pequeno. Como a empresa deu prejuízo em 2015, não houve repasse de verbas. E Amaro disse que a mudança para São Paulo seria muito cara.
    E note-se a antipatia da Famíglia Cueto pelo Museu. Desde antes da fusão, o CEO da lan chile já defendia o fechamento do museu. Para eles, a história da TAM é um simples NADA (vide a “bela” recepção aqui do A350, sem batismo em CFN, chegando em GRU de madrugada e – no site da TAM – sendo apresentado como “Boeing A-350” (sic)).

    • Lucas Vieira

      TAM já era…. Serviço caiu muito, e parece que a filial brasileira não é prioridade para os chilenos. Rolim deve estar se contorcendo no túmulo.

      • Lorenzo Frigerio

        Se tem uma empresa que eu nunca voarei, é essa. “Transpuertes Aereos de la Muerte”.

    • Christian Bernert

      “Boeing A-350”?? Sério? Isto é bizarro. Tem um print da tela?

      • JPaulo10

        Aí vai,

      • JPaulo10

        Se AE autorizar …

  • WSR

    Não conheço bem o local onde poderá ser o futuro museo da TAM, mas se for instalado em local de fácil acesso via transporte privado ou público, pode ser que o fluxo de pessoas aumente.

    Espero que seja melhor localizado que o Museo Storico Alfa Romeo em Arese. Fizeram o museu em uma área de difícil acesso e quem depende de transporte público, no fim de semana, simplesmente não consegue pegar um ônibus ou táxi da estação de trem mais próxima, com destino ao museu. Tive a infelicidade de passar por essa experiência em um dia bem frio e não consegui chegar ao museu, apesar de ter chegado relativamente perto. Por ser uma área industrial, não existe serviço de táxi nos arredores e nem os funcionários da estação de trem sabem informar como fazer para chegar ao museu.

    Foi algo muito desanimador. Perdi tempo, dinheiro e, de brinde, ganhei uma experiência frustrante.

    • CorsarioViajante

      Legal saber para ver que coisas idiotas não acontecem só no Brasil.

  • H_Oliveira

    Espero que isso se resolva e o museu reabra em breve. O acervo é incrível.

  • Lemming®

    Deveria ser noticiado assim… O objetivo da prefeitura é baixar o Inferno na Terra (SP)…
    Porque só isso para justificar as ações destes lunáticos.

  • CorsarioViajante

    Eu lembro, adorava ir neste museu quando criança e mesmo sem conhecer na época a história do Jahu adorava aquele avião!

  • Luke

    A questão do local é muito importante. Até hoje não fui por ser em São Carlos e eu moro fora do Estado de SP, mas vou à capital com alguma frequência. Se fosse mesmo no Campo de Marte com certeza eu já teria visitado!

  • RMC

    JJ
    Li com tristeza a notícia do fechamento do museu da TAM. Estive lá em duas ocasiões, com intervalo de 5 anos, e o retorno foi tão impressionante quanto a primeira vez. Instalações excelentes e acervo interessante, de nível internacional. Lembro que comentei com uma das recepcionistas que a venda da TAM para os chilenos muito me entristecia, pois vislumbrava a situação que hoje estamos presenciando.

    Tomara que se viabilize a transferência para algum lugar que permita a manutenção das peças e continuidade das exibições.
    RMC

  • PhilipePacheco

    Na verdade essa história de transferência pra SP é uma forma que encontraram de tentar justificar o fechamento e minimizar a repercussão negativa.
    Não há qualquer tratativa oficial a respeito, sem contar que o custo de trazer os aviões é astronômico. Em Marte não existe lugar disponível pra tantos aviões e construir um hangar pra isso esbarra em problemas de área, uso de solo e demais burocracias.
    Muitos aviões do acervo estão em regime de comodato, o que por si só já dificulta a operação. Os proprietários já foram notificados a respeito do fechamento do museu e está sendo negociada a devolução desses aviões.
    Infelizmente o museu vai ser mais um daqueles lugares maravilhosos que quem viu, viu e quem não viu, agora só verá por foto.

  • Lorenzo Frigerio

    Nossa, não tinha nada mais decadente que o museu da Oca… não estou falando só dos aviões, mas aquela parte de folclore era assustadora. A Oca só serve para exposições temporárias, pois a iluminação natural é péssima.

  • Hemi Enthusiast

    Lembro de visitá-lo quando era criança. Pergunto onde foram parar esses aviões…

  • Edu Silva

    A transferência desse museu para a cidade de SP é benéfica para ambas as partes, porém a nota triste é o descaso por parte do Grupo LATAM, ao contrário da vontade do saudoso Cmte. Rolim…….torço para que essa mudança se concretize!!

  • Lorenzo Frigerio

    E aí, JJ, quando é que você vai escrever sobre o REI dos aviões, o 707?
    By the way, você podia nos explicar por que esse caça aí da foto tem o nome do Senna.

    • Rafael Gomes

      chama senna pq foi nesse avião que ele voou

  • ochateador

    Juvenal, no site do aviões e músicas um leitor fez um comentário do que parece ser a carta do presidente do museu, nessa carta diz que o museu irá passar por reforma (e talvez movido de local) e que outras empresas irão ajudar a manter o museu (um alívio financeiro para a TAM).
    É esperar para ver.

    Sobre a briga de campo de marte, quem tem mais chance de ficar com a área? Os militares ou a prefeitura?

  • Piero Lourenço

    Museu nesse país não tem importância… só escola de Samba e o instituto Lula que tem.

  • Gustavo França

    Visitei o museu em 2010. Belíssima experiência. O museu estava razoavelmente vazio, mas era final do expediente em um domingo. São Carlos não me pareceu abraçar o museu, que poderia ser um grande chamariz de turismo na região. Falta visão à nossas prefeituras e secretarias de turismo.

  • marco de yparraguirre

    A TAM é a aérea mais cara,muitas vezes quando tentei voar com ela pra Portugal a TAP sempre foi mais em conta,coisas do Brasil. Quando adquirida pela LAN Chile já sabiamos que a empresa estava mal das asas. Porque a chilena vai se preocupar com o museu que nem a cidade de São Carlos quer. Vão devolver as aeronaves em comodato e o resto será mais uma vez sucateado.

  • Marcelo Maita

    Só me pergunto o que será da minha geração e dos mais jovens? Não apenas neste caso. Em tudo. Estamos ruindo em todos os sentidos. Tudo ficando muito chato. Nada te leva a pensar, aprender.

  • Infelizmente falta no nosso país cultura, todas as vezes que fui a algum museu, sempre o mesmo estava vazio, com poucos visitantes.
    Em se tratando de cultura aeronáutica então, a coisa é um pouco pior, pois os poucos museus existentes (TAM e MUSAL), ficam em locais distantes ou de difícil acesso e, no caso do MUSAL, pois infelizmente não tive a chance de ir ao museu Asas de Um Sonho, o estado geral do acervo dá pena, pois o mesmo é mantido com parcos recursos do MAer e da Embraer, e, principalmente, pela boa vontade do pessoal que serve na BAAF e que tem paixão pelo museu.
    Uma pena, pois nosso país, sendo berço do Pai da Aviação, deveria ter essa cultura mais enraizada no seu dia-a-dia e com maior apoio do Governo, Ministério da Educação e Cultura e outros órgãos que gastão milhões com artistas da moda, que nada agregam a nossa cultura, além de emburrecer mais os nossos jovens.