A Audi AG informou os números de venda totais da marca no planeta em 2015. Foram 3,6% mais que em 2014, com 1.803.250 unidades vendidas.

Na Europa e China é a marca de carros chamados pelo mercado de premium de maior sucesso, e nos Estados Unidos aumentou as vendas duas vezes mais que a média. No globo, são setenta e dois meses consecutivos de aumento, algo notável.

“O número total é cerca de 300 mil acima da meta de 1,5 milhão”, disse Rupert Stadler, Presidente do Conselho Administrativo da Audi AG.

Como não poderia deixar de ser, os Qs, SUVs da marca de Ingolstadt, representam uma boa parcela desses números, com 6% mais do que no ano anterior, resultando em 537.950 automóveis no mundo todo.

O A3 em todas suas carrocerias e versões contribuíram com um aumento das vendas de 20,3 %, para aproximadamente 372.750 unidades.

Na casa da marca, a Alemanha, foram vendidos um total de 270.063 carros, mostrando que ter as exportações como plano de expansão é a chave para o sucesso na hora dos resultados. Nos Estados Unidos foram 202.202 veículos, dobrando as vendas em um período medido de cinco anos.

Para ajudar a entender a China, foram 570.889 clientes levando um Audi para casa (ou empresa), menos 1,4 % que em 2014, mas ainda assim, um ótimo resultado, e o maior mercado de Audis do mundo.

Aqui no Brasil, foi um aumento incrível de 38,7%, com 17.130 unidades.

JJ



Sobre o Autor

Juvenal Jorge
Editor Associado

Juvenal Jorge, ou JJ, como é chamado, é integrante do AE desde sua criação em 2008 e em 2016 passou a ser Editor Associado. É engenheiro automobilístico formado pela FEI, com mestrado em engenharia automobilística pela USP e pós-graduação em administração de negócios pela ESAN. Atuou como engenheiro e coordenador de projetos em várias empresas multinacionais. No AE é muito conhecido pelas matérias sobre aviões, que também são sua paixão, além de testes de veículos e edição de notícias diárias.

Publicações Relacionadas