Autoentusiastas Autoentusiastas Autoentusiastas Autoentusiastas Autoentusiastas Autoentusiastas Autoentusiastas Autoentusiastas O FUSCA-ENFEITE DE ÁRVORE DE NATAL – Autoentusiastas

Uma imagem na memória e a vontade de ver, tocar, quem sabe ter aquele objeto…
Coisas que não se explicam normalmente acontecem no limiar do consciente e do subconsciente. Pontes que ligam sensações e interesses a objetos.

Os ingredientes neste caso são movidos também pela obstinação, fator preponderante no que depois se transforma talvez no ato de criar mais uma coisa para colecionar, mais uma vertente de hamsterismo levado à suas fronteiras mais distantes… Uma visão deflagrou tudo.

Há muitos anos, uma revista muito antiga, da década de cinqüenta, caiu em minhas mãos e ela trouxe o motivo. Era a foto de um enfeite de Natal, daqueles tipo bola de vidro sopradas, mas sob a forma de um Fusca. Pela idade da revista o Fusca deveria ser de vidro traseiro dividido. Lembro que tinha as cores dos carros da polícia alemã, inclusive com uma luz azul no teto. Um choque, eu não sabia que tais objetos existiam! A revista foi embora, a imagem foi um insight que ficou gravado na memória.

Sim, confesso, naquele tempo eu já havia me tornado um Fuscamaníaco e já colecionava coisas ligadas ao carro, tudo que se pode imaginar. Mas, bolas de árvore de Natal, de vidro fininho e com a forma do Fusca do início dos anos 1950, que em alemão se chama de Brezelfenster, em inglês Splitwindow e que entre nós são chamados de “Fusca de duas janelinhas”, subentendendo ser o vigia traseiro, eram totalmente desconhecidas para mim. Como é que era o enfeite na verdade? A foto não mostrava este detalhe. Será que as duas janelinhas apareciam?

Na época eu ia à Alemanha com freqüência e nas horas vagas ia procurando o tal enfeite, e nada. O pessoal dizia que a forma era muito velha e estava danificada pelo uso, mas que havia a possibilidade de uma reedição.

 

O tempo foi passando e eu acabei indo à Alemanha no fim da década de oitenta por um tempo mais prolongado. Morávamos perto da magnífica cidade de Nuremberg  (o nome em alemão é Nürnberg), que no período que antecede o Natal possui uma das mais lindas feiras de Natal da Alemanha e do mundo, o Christkindelmarkt, a Feira do Menino Jesus. Algo que só vendo para entender o que é e que fica mais linda ainda quando a neve cai.

É na Haupt Marktplatz (praça do mercado principal), que se se realiza a Christkindelmarkt, do fim de novembro até a véspera de Natal. À esquerda da foto abaixo está o Schöner Brunnen (Poço Bonito) e sua linda decoração gótica que lembra uma árvore de Natal, que na Idade Média provia água aos moradores.   No centro, ao fundo, a Frauenkirche (Igreja de Nossa Senhora). Os tetos das mais de 40 barracas da praça ficavam cobertos por neve. Vamos detalhar um pouco estes componentes para mostrar um pouco mais deste clima natalino único.

 

AG-19-Foto-03

O Christkindelmarkt numa tardinha com neve, nas barraquinhas se escondem tesouros natalinos esperando por ser descobertos

O Schöner Brunnen é um dos poços mais lindos da Alemanha, cheio de figuras coloridas e de simbologia. No quadro ao fim desta matéria um anexo especial sobre este interessante monumento.

A Frauenkirche, que como pode ser vista no anexo sobre o Schöner Brunnen foi praticamente destruída na Segunda Guerra Mundial, é importante no ritual de abertura da Feira do Menino Jesus; na sua sacada aparece tradicionalmente uma menina trajada de Menino Jesus.

 

AG-19-Foto-16

Apresentação do Christkind do ano acompanhada de seu séquito e de músicos na cerimônia de abertura da Feira de Natal do Menino Jesus

Numa atmosfera maravilhosa, dezenas de barraquinhas apinhadas com objetos natalinos encantam a todos. Iluminadas, envoltas por um aroma do Glühwein, vinho quente temperado com finas ervas, em várias delas pode-se saborear a Nürnberger Bratwurst, pequenas lingüiças especiais de Nuremberg servidas fritas em um pãozinho redondo especial, delicioso.

Neste templo ao espírito natalino, passando pelos corredores apinhados de gente sorrindo, pois não dá para ficar carrancudo por lá, eu tive uma visão: numa das barraquinhas especializadas em enfeites de Natal lá estava o tal enfeite que eu havia visto na revista!

 

AG-19-Foto-19

Foi numa barraca como esta, dedicada a enfeites de Natal, que encontrei o tão desejado Fusca-Enfeite de árvore de Natal com a forma de um Fusca que foi o pioneiro de uma série especial de objetos “Fuscanatalinos” de minha coleção de “Fuscatrecos”

Claro que inicialmente fiquei boquiaberto, meio catatônico, olhando aquilo. Levei uns empurrões, pois eu havia estancado no meio do fluxo de pessoas. Cheguei perto e finalmente virei dono de um objeto que para mim já tinha se tornado uma impressão em meu subconsciente, um momento feliz! Curiosamente as duas janelinhas ficam meio escondidas sob uma cobertura cintilante, talvez pela modernização do Fusca, por exemplo, com a introdução de quebra-vento nas portas.

Eis o enfeite de Natal tão esperado, de vidro fininho, pesa somente algumas gramas, tem a argola para passar o barbante de dependurar na árvore de Natal. Se usado como enfeite o Fusca fica de em pé virado para baixo, um tanto esquisito. Hoje em dia tenho outros, também de vidro soprado, que têm a argola no teto, deixando o fusca pendurado na horizontal.

 

De lá para cá abri uma nova categoria de objetos em minha coleção de “Fuscatrecos”, a nobre categoria dos enfeites de Natal. Depois de ter encontrado este Fusca, outras histórias ocorreram, também com um conteúdo e significado muito especiais para mim.

Com este relato, aproveito para desejar a todos Boas Festas e um Ano Novo muito saudável, profícuo e feliz.

 

Falando um pouco do Schöner Brunnen uma estrutura realmente cativante que fica na mesma Praça da Feira do Menino Jesus:

AG-19-Foto-22Em 1362 este poço era uma estrutura simples de forma hexagonal com dois ou três leões presos em um pilar central de cujas bocas saía água (há controvérsia sobre o número de leões). De acordo com este antigo desenho ao lado, extraído da capa de um pergaminho de 1459, se tem a impressão que seriam três leões, mas há referências em documentos que falam de apenas.
Em 1393 o mestre construtor Heinrich Beheim o transformou na versão elaborada e colorida que conhecemos hoje, e como já aparecia na gravura do século 17 elaborada por Joahan Adam Deselbach, abaixo.
Em 1660 se pensou em demolir este poço devido aos danos que ele recebeu durante a Guerra dos Trinta Anos (1618-1648), mas por sorte se decidiu restaurá-lo radicalmente (pois reformas pequenas, como repinturas, eram e continuam sendo necessárias rotineiramente) e para tanto o chefe do departamento de obras Heinrich Walleaft fez uma cópia fiel do poço, e as figuras originais, mesmo que avariadas, estão preservadas no Museu Germânico da cidade.

AG-19-Foto-23

Gravura em cobre elaborada por Johann Adam Deselbach no século 17  retratando a praça do Mercado Central de Nuremberg

Durante a Segunda Guerra Mundial ele foi envolto por uma proteção de concreto que ajudou a preservá-lo dos ataques aliados. Volta e meia ele continua a receber restaurações, e a mais recente foi concluída em julho último.

Na noite de 2 de janeiro de 1945 a Força Aérea Real, inglesa, despejou um milhão de bombas incendiárias, 100 minas aéreas e seis mil bombas de demolição sobre a cidade de Nuremberg. As primeiras bombas caíram às 19h20. Testemunhas oculares reportaram que a cidade ficou clara como o dia: “Todo o horizonte ficou vermelho brilhante e ficou cada vez mais vermelho”…  Mais de 1.800 pessoas perderam a vida durante este ataque. A proteção do Schöner Brunnen consegui protegê-lo apesar desta violência toda, como as fotos abaixo mostram:

 

Na década de cinqüenta começaram a aparecer Fuscas nas ruas alemãs e isto pode ser conferido na foto abaixo que mostra os trabalhos de reconstrução do entorno da Praça do Mercado Central onde o Schöner Brunnen está. O prédio em construção seria a nova prefeitura — de emergência, pois seria um prédio menor, já que ainda se estudava se seria possível reconstruir o imponente prédio da prefeitura antiga que foi muito atingido no bombardeio. Na década de 70, durante meu primeiro estágio na Alemanha, eu participei de uma série de reuniões sobre os critérios de reconstrução de Nuremberg (ainda havia muito a ser reconstruído), e posso afirmar que o que tinha uma mínima chance de ser reconstruído o foi,  sempre com ênfase a prédios públicos e de significado histórico.

 

AG-19-Foto-24

Na década de 50 começam a aparecer Fuscas no cenário da reconstrução alemã

O Schöner Brunnen é o mais antigo poço público da cidade de Nuremberg. Em sua versão atual ele possui um total de 40 figuras coloridas e ricamente decoradas adornam esta estrutura gótica de forma piramidal com 19 metros de altura. Na borda do poço encontram-se os filósofos e as 7 artes liberais. Atrás estão sentados 4 evangelistas e 4 padres. Na terceira fila encontram-se 7 príncipes eleitores (Kurfürsten) e uma série de heróis: 3 pagãos, 3 judeus e 3 cristãos. Bem no alto está Moisés e os 7 profetas.Vamos ver algumas destas figuras, todas ricamente pintadas com partes douradas:

Este é somente um exemplo das miríades de itens interessantes que a cidade de Nuremberg tem a oferecer, e da mesma fora a cultura milenar da Alemanha esconde muitos “segredos” deste tipo esperando para que você também os descubra!

AG

A coluna “Falando de Fusca” é de total responsabilidade do seu autor e não reflete necessariamente a opinião do AUTOentusiastas.

 

Sobre o Autor

Alexander Gromow
Coluna: Falando de Fusca & Afins

Alemão, engenheiro eletricista. Ex-presidente do Fusca Clube do Brasil. Autor dos livros "Eu amo Fusca" e "Eu amo Fusca II". É autor de artigos sobre o assunto publicados em boletins de clubes e na imprensa nacional e internacional. Além da coluna Falando de Fusca & Afins no AE também tem a coluna “Volkswagen World” no Portal Maxicar. Mantém o site Arte & Fusca. É ativista na preservação de veículos históricos, em particular do VW Fusca, de sua história e das histórias em torno destes carros. Foi eleito “Antigomobilista do Ano de 2012” no concurso realizado pelo VI ABC Old Cars.

  • Encontro de Fuscas ou festa Religiosa; ou ambas as alternativas?
    Muitos VWs, beleza de registro…

    • CCN1410

      Festa religiosa.

      • Neste caso a tamanha presença de VWs se deveu à época na qual estes carros dominavam o mercado e a foto é um belo testemunho disto.
        Mas me diga uma coisa CCN1410, qual foi a razão que levou você a colocar esta foto aqui nesta matéria sobre o Fusca enfeite de Natal?

        • CCN1410

          Só porque sei que você gosta de Fuscas e não quis esperar por um artigo que a foto pudesse ter algum sentido.

  • Carlos A.

    Sr. Alexandre, muito bom o texto. Curioso encontrar um enfeite desses anos depois e aposto que ele é feito no mesmo padrão de década de sua origem, mas o país mostra que sabe preservar sua História, é fácil notar isso pelas fotos dos vários locais destruídos na guerra e depois reconstruídos, no mesmo num pequeno enfeite.

    • Pois é caro Carlos A.,
      Esta matéria poderia ter se resumido à procura pura e simples de um enfeite de Natal específico. mas, para que tem interesse sobre uma visão um pouco mais ampla e histórica do entorno da praça onde se realiza a Feira de Natal onde eu encontrei o tal enfeite. Na minha visão este tipo de imersão dentro da história é um tipo de contribuição para alargar os horizontes de conhecimento usando o hobby como gancho para tal.
      Obviamente que este tipo de approach dá muito mais trabalho para quem redige, mas espero que o resultado atinja o seu objetivo para os interessados…
      Como sempre, grato por seu comentário!!!

  • m.n.a.
    • Que coleção incrível e como foi rápido que este colecionador consegui este acervo todo.
      Um investimento milionário, sem dúvida alguma. Comparando com o que vimos no Box 54 esta parece bem maior, se bem que no Box 54 há uma área restrita, com uma boa quantidade de carros que não são expostos publicamente – xodós particulares…

  • Grato caro Leo-RJ,
    Fico contente que você gostou desta matéria, que aliás representou um grande trabalho de pesquisa na parte da II Guerra Mundial.
    O conceito de preservação histórica é muito desenvolvido na Alemanha. Eu tive a oportunidade de ver algumas das figuras originais do Schöner Brunnen no Germanisches National Museum de Nürnberg.
    Outro aspecto importante, quando se fala de restauração histórica é a qualidade com a qual ela é feita na Alemanha, realmente incrível. Há cursos específicos de técnicas antigas para poder refazer coisas da mesma maneira com que elas foram originalmente feitas.

  • Pois é Diogo,
    Aliás conta a lenda que estas pequenas lingüicinhas de Nürnberg são deste tamanho, pois elas eram passadas através dos buracos de fechadura das casas que permaneciam fechadas durante os freqüentes ataques de assaltantes que vinham pelo rio, isto ocorreu na Idade Média. Ocorre que a cidade era muito rica e representava um atrativo para estes assaltantes.
    Independente da veracidade desta lenda, eu posso afirmar que as lingüicinhas são deliciosas…

  • Gustavo França

    Morei em Nürnberg no ano de 2000, quando cursei um ano na faculdade WISO da Universidade de Nürnberg-Erlangen. Esse ano voltei lá depois de quase quinze anos. Estavam reformando o Schöner Brunnen. Amo a cidade, onde tive grandes passagens da minha vida. E muito legal a história com o Fusca de Natal.

    Servus!

  • Rogério Oliveira

    Gromow! Matéria absolutamente maravilhosa! Não consigo usar palavras para descrever á maravilhosa visão histórica da matéria! Vejo á preocupação de uma Nação em manter viva sua história, através de sua arquitetura! Isto em SP, tinha até um movimento em pró á este trabalho, mas escândalos financeiros com dinheiro público, aliado á falta de cultura ao nosso povo, reflete no patrimônio arquitetônico público, á destruição de degradação!
    Isto é abominável! Como gostaria de uma SP, com mais cultura, amor á cidade e zelo por seus patrimônios públicos!

    Obrigado por dividir esta experiência para nós, seus seguidores!

    ,