Autoentusiastas Autoentusiastas Autoentusiastas Autoentusiastas Autoentusiastas Autoentusiastas Autoentusiastas Autoentusiastas POSTOS PRATICAM INFORMAÇÃO ENGANOSA – Autoentusiastas

Como se já não bastasse a famosa pegadinha da CET na questão do acesso à Ponte das Bandeiras, em São Paulo,  começa a aparecer outra, do gênero, nos postos de combustíveis, como mostra a foto acima, extraída do vídeo da TV Globo exibido nesta manhã (23) no programa Bom Dia São Paulo e publicado no portal G1. Veja o vídeo completo.

Há algum tempo os postos vêm praticando preços diferentes no mesmo período de 24 horas, o que é perfeitamente lícito —desde que o consumidor não seja induzido a erro por falta de informação clara, da mesma forma que  motoristas são a isso levados nos avisos que a CET colocar antes da referida ponte.

Postos deveriam informar o preço no momento, que normalmente são grafados em letras e dígitos de corpo bem  grande em faixas para serem visíveis a distância e com o carro em movimento, e sem estipular condições outras, pois não se trata de um contrato.

O Código de Proteção e Defesa do Consumidor é bem claro quando diz que toda informação de produto deve ser precisa o suficiente para o consumidor não ser levado a erro.

Portanto, leitor ou leitora, muita atenção para não cair em mais uma pegadinha desse patropi abençoado por Deus.

Ae/BS

Sobre o Autor

AUTOentusiastas

Guiado por valores como paixão, qualidade, credibilidade, seriedade, diversidade e respeito aos leitores, o AUTOentusiastas desde 2008 tem a missão de evoluir e se consolidar como um dos melhores sites sobre carros do Brasil. Seja bem-vindo!

  • guest

    Infelizmente, a Rede Globo não informou os endereços desses postos; prefiro ficar longe deles…

  • João Carlos

    Isso ocorreu comigo uns 2 anos atrás, não sei se ainda ocorre: outra pegadinha do mesmo gênero nos Postos Ipiranga, é fazer o mesmo gigante cartaz com o preço, mas nas letras miúdas é dito que só vale para pagamento com o cartão deles. O preço na bomba (e naquela outra plaqueta no chão obrigatória) é outro, maior, o desconto sai depois de colocar o número ou passar o cartão da empresa.

    • André Stutz Soares

      Exato! Eu ia comentar isto: já parei para abastecer e o preço estava diferente na bomba. “É só se abastecer com Connect Car”, disse o frentista.

    • Roberto Neves

      Sou de opinião de que essas “espertezas” são uma estupidez sem fim. Posso cair uma vez, mas nunca mais volto. Deixei meu carro para lavar num posto Ipiranga aqui no Rio de Janeiro há 15 dias. Quando fui buscar, vi que não haviam lavado por dentro das portas. Questionei o gerente, que respondeu que o serviço era assim mesmo. Tudo bem, disse eu. Vocês economizam meio balde de água e eu nunca mais volto aqui.

  • Silvio

    Tem um posto de combustíveis com “promoção” semelhante no fim da Vital Brasil, início da Corifeu, bem na curva. Outro dia estranhei o preço, aí identifiquei a “pegadinha” (Rá! YeahYeah!).

    Na verdade o benefício é duplo abastecer na madrugada num posto com preço reduzido. Com a menor temperatura se leva mais combustível (em kg) por litro.

    Acho que a iniciativa é até válida, criar demanda num horário de ociosidade, o problema é a forma de fazê-lo.

    • Roberto Neves

      Aqui no Rio de Janeiro, abastecer de madrugada representa elevado risco de perder o carro ou a vida! Não faço isso nem que me ofereçam 50% de desconto! (Para alta expectativa de ganho, elevada taxa de risco)

  • Daniel S. de Araujo

    A moda pegou inclusive aqui no interior: em Marília todos os postos 24-horas estão com esse tipo de informação.

    • Domingos

      A coisa está mesmo crítica. O comércio desde o mais corriqueiro até o mais específico, como de imóveis, está desesperado.

      O que recebo de ligação de gente querendo vender desde produtos até serviços é impressionante. Até lojas e pequenos negócios têm contratado call-centers para chamarem clientes, por vezes você recebe “promoções” repetidas de um mesmo serviço por várias lojas ou negócios diferentes.

      • Fernando

        Se o valor dos imóveis nos últimos 10 anos tivesse aumentado até o dobro da inflação(que já seria respeitável), vá lá… mas com a multiplicação que ocorreu, sei bem o porque do desespero deles, e estou sentado com a pipoca no colo para assistir o resultado.

  • RoadV8Runner

    Impressionante como muitos querem nos lesar de algum modo nesta terrinha torta. Tem hora que cansa (e muito!) ter que manter esse patrulhamento para não sermos tungados.

  • Roberto

    O código do consumidor é bem claro e especifica que as condições das promoções devem estar bem visíveis e claras.
    O problema maior é se isto vira moda e se espalha pelo Brasil. Aí cabe ao Procon aplicar uma sanção bem pesada, multando ou até impedindo postos de abrirem por um certo tempo, como foi no caso das lojas que ofereciam preço pela “metade do dobro” na Black Friday.

  • Juvenal Jorge

    E aí o cliente descobre que ele não está no período em que o preço menor vale, e deixa prá lá.
    Não é para deixar, é para mandar tirar o combustível. Temos esse direito.

  • TDA

    Brasil o país de todos… …os safados

  • marcus lahoz

    Bob alguma informação sobre o combustível formulado? Parece que ele é um composto de derivados de gasolina, mais barato mas menos eficaz. E pior de tudo é permitido vender.

  • Marcus,
    Não explicou no nível que eu quero, preciso saber exatamente o que vai nela. Mas obrigado de qualquer maneira.

  • Douglas

    Marcus.
    Toda gasolina da Petrobras com a excessão da Podium é formulada.
    A gasolina da Petrobras é misturada com nafta.
    Uma curiosidade é que quando o teor de álcool passou de 25% para 27% a Petrobras aumentou a quantidade de Nafta. A Nafta diminui a octanagem, porém, o álcool a mais compensou a octanagem perdida.
    No final a nossa mistura E27 tem a mesma octanegem da anterior E25.

    Isso é quanto a Petrobras. A refinaria privada de Manguinhos importava vários químicos diferentes para fazer gasolina, mas não sei quais eram.

    Seria interessante o Bob publicar um texto aprofundado sobre isso.

    • marcus lahoz

      Douglas bom saber, mas pelo que entendi do texto, este seria um produto diferente vendido com se fosse.

  • Rogerio

    Este posto fica na zona norte

    • Domingos

      É o famoso Shell ou é o Ipiranga?

  • Rogerio

    Av.Luiz Dummont Villares
    Devia ter tirado a gasolina! Fiquei só no bate boca , e os frentistas sabem que é mais trouxa chegando vai dá confusão e só informam a diferença da comum e aditivada o que mais ferra é pagar mais caro que os outros postos da região , isso era 23:30 e colocaram 55,8 l num tanque de 55 L chegando na reserva.

    • Fabio Toledo

      Aí ficou comprovado o roubo, devia ter chamado a polícia no mesmo momento e não ter deixado o frentista tocar na bomba. Ou ter tirado foto sei lá…

    • Filipe Machado

      Qual posto? Shell ou Ipiranga ?

      Sempre abasteço no Shell e nunca tive problema

  • Fabio Toledo

    Percebi esta palhaçada e não paro neste posto por nada! Aliás combustível de qualidade reconhecida logo a frente, sempre abasteço no Shell antes da entrada para a Av. Washington Luís!

  • Eduardo Mizuno

    Bob:

    Outro golpe que os postos com preço baixo etão usando é ao pagar com TicketCar ou outro cartão que não seja de interesse deles, é dizer que o cartão não passa, mas eles usam leitor que não aceitam o seu cartão. Aconteceu comigo no posto Ipiranga da Av. Ricardo Jafet, onde sou cliente há vários anos, e começou dizendo após abastecer que não aceitava o meu cartão, falei com o gerente e apenas uma bomba aceitava. Então toda vez que ia abastecer, perguntava pelo aceite do cartão e diziam OK, mas na última ocorreu após o enchimento que o cartão não passava.Tinha acabado de passar em outro estabelecimento.

  • Carlos Reis

    Mais uma: Os postos não são obrigados a manter bem visível a diferença, em percentual, do preço da gasolina e do etanol?
    Carlos Reis

  • Claudio,
    essa é mais uma razão para prender o Jorge Ben Jor por cantar mentira….